Menu
2019-11-26T15:48:19-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Mercado de capitais

Mais aquisições no radar? Hapvida quer captar até R$ 2,6 bilhões em oferta de ações

Com sede em Fortaleza (CE) e pouco mais de 4 milhões de beneficiários, a Hapvida vai usar o dinheiro da oferta para reforçar o caixa, de olho em novas oportunidades no mercado

13 de julho de 2019
11:43 - atualizado às 15:48
médico/hapvida
Imagem: Shutterstock

De olho em novas aquisições, a operadora de planos de saúde Hapvida engrossou a fila de empresas com planos de realizar ofertas de ações na bolsa. A companhia pretende captar até R$ 2,6 bilhões de investidores na operação, com base na cotação de fechamento dos papéis (HAPV3) na sexta-feira (R$ 41,99).

Todos os recursos captados irão para o caixa da Hapvida. Ou seja, não haverá uma uma oferta secundária, com a venda de ações dos controladores da empresa.

A Hapvida pretende usar o dinheiro para financiar futuras aquisições "que possam contribuir para a execução de sua estratégia de expansão para novos mercados".

Com sede em Fortaleza (CE) e pouco mais de 4 milhões de beneficiários em planos de saúde e planos odontológicos, a Hapvida abriu o capital em em abril de 2018, também com o plano de crescer via aquisições.

Mas demorou até maio deste ano para realizar o primeiro grande negócio, com a compra do Grupo São Francisco, por R$ 5 bilhões. No mês seguinte, anunciou a aquisição do Grupo América por R$ 426 milhões.

A Hapvida também quer usar os recursos da oferta de ações para reforçar o próprio balanço e das companhias recém adquiridas ou em processo de aquisição. No ano, os papéis da companhia acumulam uma valorização de 36,19% na B3.

A oferta da empresa será realizada com esforços restritos de colocação. Isso significa que você não poderá investir diretamente, já que a participação é limitada a até 50 investidores, que possuem pelo menos R$ 10 milhões para aplicar.

As companhias se valem dessa prerrogativa porque as ofertas restritas dispensam o registro prévio na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o que acelera o processo. A definição do preço por ação está previsto para o dia 24 de julho.

A oferta da Hapvida será inicialmente de 46,440 milhões de ações, o equivalente a R$ 1,950 bilhão. Mas pode ser ampliada em até 35% dependendo da demanda dos investidores. A operação é coordenada pelos bancos BTG Pactual, BofA Merrill Lynch, Goldman Sachs e Santander.

Além da empresa de planos de saúde, a locadora de veículos Movida anunciou recentemente a intenção de realizar uma oferta de ações na bolsa. Quem também anunciou recentemente os planos de captar dinheiro de investidores com a venda de ações no mercado foi o grupo de resseguros IRB Brasil., além da rede de postos de combustível BR Distribuidora.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Primeiro passo

Os documentos que você deve reunir para declarar o imposto de renda 2021

Reunir a documentação que te auxilia no preenchimento da declaração é o primeiro passo. Empresas tiveram até a última sexta (28) para entregar os informes de rendimentos.

FECHAMENTO

Ibovespa reage na reta final e sobe mais de 1% com novidades sobre PEC Emergencial; dólar também sobe refletindo cautela

A bolsa chegou a cair mais de 2%, enquanto o Banco Central precisou injetar mais de US$ 2 bilhões para tentar segurar o câmbio

Chama o Max

Devo comprar ações da Jereissati para surfar na retomada da economia? Confira a análise

Como investidor, você pode tirar proveito da retomada da economia através dos papéis de uma das mais promissoras microcaps nacionais.

Fundos de investimento

Ney Miyamoto deixa equipe de gestão da Alaska

Fundador e um dos executivos mais experientes da equipe da Alaska, Miyamoto permanece como sócio e investidor dos fundos da casa

Vai pedir música no Fantástico

CVM abre terceiro processo administrativo desde início da crise na Petrobras

O sistema da CVM não indica a apuração de eventuais operações atípicas com papéis da petroleira no período recente.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies