Menu
2019-04-20T15:07:24-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
13 dias depois da tragédia

Até que enfim! B3 decide tirar ações da Vale do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE)

A exclusão da mineradora, que havia voltado ao índice que reúne as empresas com práticas consideradas mais sustentáveis em janeiro deste ano, acontece 13 dias depois do rompimento da barragem em Brumadinho (MG)

7 de fevereiro de 2019
19:01 - atualizado às 15:07
Barragem da Vale rompe em Brumadinho (MG)
Imagem: Polícia Militar de MG/Divulgação

A B3 acabou de informar que vai excluir as ações da Vale da carteira do seu Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). A decisão é válida a partir de 12 de fevereiro.

A exclusão da Vale acontece 13 dias depois do rompimento da barragem da mineradora em Brumadinho (MG). O número de mortes confirmadas na tragédia é de 150 até o momento. Outras 182 pessoas seguem desaparecidas.

A decisão foi tomada em reunião do conselho deliberativo do ISE que aconteceu hoje e leva em conta os efeitos do desastre em Brumadinho, segundo a B3.

A Vale era a ação com a maior participação no Índice de Sustentabilidade Empresarial. Com o peso da mineradora, o ISE acumulou uma queda de 4,61% desde o rompimento da barragem até ontem. No mesmo período, o Ibovespa registra uma baixa menor, de 3,11%.

A mineradora voltou a integrar o índice de sustentabilidade em janeiro deste ano. A Vale fazia parte do índice até 2015, mas ficou de fora na mudança anual da carteira depois do rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG).

"A decisão do conselho não deve ser tomada como pré-julgamento das responsabilidades da companhia, mas decorre da aplicação do disposto no Regulamento do ISE e na sua metodologia", informa a bolsa, no comunicado.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

pandemia

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19

seu dinheiro na sua noite

Antes tarde do que mais tarde

Com o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus aprovado no Brasil, ainda que com muito atraso em relação a outros países (incluindo emergentes), o brasileiro pode enfim vislumbrar a possibilidade de um retorno à vida normal. Está certo que ainda vai demorar, e provavelmente veremos o resto do mundo voltar à normalidade, enquanto […]

Fechamento

Vacina empolga, mas incertezas ainda são muitas e limitam os ganhos do Ibovespa; dólar fica estável

Embora o início da vacinação tenha criado um princípio de euforia, as incertezas ainda são muitas e nublam o cenário

atenção, acionista

Itaúsa anuncia o pagamento de juros sobre capital próprio adicionais

Base do pagamento é a posição acionária final do dia 22 de janeiro; provento tem retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,01768 por ação

insatisfações com a estatal

Petrobras sai em defesa de sua política de preços

Estatal listou uma série de respostas para justificar eventuais aumentos concedidos ou que possam vir a ser feitos este ano, diante de preços de petróleo em franca recuperação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies