Menu
2019-05-09T15:14:58-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Balanço

Lucro do Banco do Brasil em 2019 deve ficar perto do teto das projeções, dizem analistas

Após o resultado acima do esperado no primeiro trimestre, analistas começam a trabalhar com lucro próximo a R$ 17,5 bilhões para o Banco do Brasil neste ano

9 de maio de 2019
14:50 - atualizado às 15:14
Fachada do edifício sede do Banco do Brasil em Brasília.
Fachada do edifício sede do Banco do Brasil em Brasília - Imagem: Fernando Bizerra/Agência Senado

Após o resultado acima do esperado no primeiro trimestre, o Banco do Brasil deve atingir um lucro próximo ao teto das projeções feitas pela instituição em 2019, que variam entre R$ 14,5 bilhões e R$ 17,5 bilhões, de acordo com analistas que acompanham o banco.

Nos três primeiros meses do ano, o resultado do Banco do Brasil foi de R$ 4,247 bilhões, um avanço de 40% em relação ao mesmo período do ano passado.

As projeções do mercado apontam para um lucro de R$ 16,6 bilhões do BB neste ano. Mas os analistas esperam uma revisão para cima desse número depois do lucro do primeiro trimestre.

As ações do BB (BBAS3) reagem bem ao balanço, principalmente se levarmos em conta o desempenho ruim da bolsa como um todo hoje. Por volta das 14h28, os papéis eram negociados em alta de 0,47%, cotados a R$ 50,83. Confira também a nossa cobertura completa de mercados.

Embora o lucro tenha ficado acima das estimativas, os analistas chamam a atenção para o fato de o resultado ter sido beneficiado por uma alíquota menor de imposto no período. "A taxa efetiva foi excepcionalmente baixa (17%) e não acreditamos que ela continuará nesse nível", escreveram os analistas do Itaú BBA.

Veja a seguir qual foi a leitura dos analistas sobre os resultados do Banco do Brasil e a recomendação para as ações:

UBS - Acima do esperado em margens, provisões e impostos

Recomendação: compra

Preço-alvo: R$ 68,00

"O Banco do Brasil se beneficiou de menores impostos no trimestre, mas os fundamentos melhoraram mais do que o esperado em várias frentes: margem financeira, custos, provisões e capital - com as tarifas sendo o principal ponto fraco -, o que sustenta nossa visão de que o BB é a melhor opção para a recuperação cíclica da economia."

Itaú BBA - Mirando o topo da projeção de lucro por ação

Recomendação: outperform (compra)

Preço-alvo: R$ 63,00

"Os resultados consolidam nossa visão de que o ponto médio do guidance [projeção] de resultados do Banco do Brasil (R$ 16 bilhões) é conservador, e não excluímos uma revisão para cima do consenso para o lucro (...) O banco continua a reduzir suas principais diferenças (qualidade dos ativos, capital e rentabilidade), o que dará sustento ao momento positivo de resultados."

BTG Pactual - Última linha foi inegavelmente forte

Recomendação: neutra

Preço-alvo: R$ 52,00

"O Banco do Brasil apresentou um forte lucro recorrente. Quando olhamos para o núcleo do resultado, contudo, os números não nos inspiraram, pelo menos quando comparados com as nossas próprias estimativas (...) Nós estamos otimistas com os bancos brasileiros em 2019, e apesar da recomendação neutra, nossa visão para as ações do BB é definitivamente positiva."

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Banco Central monta centro para acelerar a criação de fintechs

Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas (LIFT) apoia startups financeiras a desenvolverem projetos ao lado de técnicos que elaboram as normas regulatórias do mercado brasileiro.

Funcionários da Petrobras

FNP diz que todas as plataformas do litoral paulista aderiram à greve dos petroleiros

Petrobras diz que não está havendo redução da produção por conta do movimento, mas coordenador da Federação Nacional dos Petroleiros diz que estatal “mente”.

Sucessão

Herdeiros do agronegócio aliam tradição a avanço tecnológico

Nova geração de empresários do campo estão assumindo os negócios da família e ganhando influência no meio do agronegócio; conheça algumas histórias

Entrevista

Para Deutsche Bank, política ambiental de Bolsonaro prejudica investimento estrangeiro no país

Para Deepak Puri, diretor da área de Wealth Management nas Américas do Deutsche Bank, mesmo assim Brasil deve registrar uma recuperação mais forte neste ano.

Ganhando terreno

Carrefour anuncia aquisição de 30 lojas do Makro por R$ 1,95 bilhão

O plano da varejista é converter as bandeiras das unidades para Atacadão dentro de até um ano após fechar a transação

AS LIÇÕES 'FIRE' DO BILIONÁRIO

O que você perguntaria a Warren Buffett?

Aos 89, o mago de Omaha tem muito a ensinar a quem procura dar um gás nos seus investimentos em busca da sua aposentadoria precoce

Risco de lascas de vidro

Heineken anuncia recall voluntário de lotes de long neck com problemas na garrafa

A empresa identificou alteração na embalagem que pode levar lasca de vidro a ser aberta

Após imbróglio com os russos

Fertilizantes Heringer homologa plano de recuperação judicial

Segundo Fato Relevante divulgado ontem pela companhia, o plano foi homologado pelo juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Paulínia

Impostos

Decreto para zerar tributo em querosene de aviação sai neste ano, diz Secretário

O governo vai editar um decreto para zerar, a partir de 2021, a incidência de PIS/Cofins sobre o combustível utilizado em aeronaves.

Entrevista

‘A grande vacina é a continuidade das reformas’, diz Ana Paula Vescovi, economista do Santander

Banco revisou para baixo previsão de crescimento para 2020, após indicadores fracos.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements