Menu
2019-11-11T15:39:40-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
aos números

Com queda da Selic, número de investidores na bolsa quase dobra em um ano e chega a 1,536 milhão

Volume financeiro diário no mercado de ações ficou em R$ 16,614 bilhões em outubro, uma leve alta em relação a setembro, de acordo com dados informados pela B3

11 de novembro de 2019
10:46 - atualizado às 15:39
Sede da B3
Sede da B3 - Imagem: Shutterstock.com

A B3 confirmou nesta segunda-feira (11) a marca histórica de investidores ativos na bolsa: 1,536 milhão, em outubro. O número representa um crescimento de 95% em um ano.

Ainda que longe da meta de 5 milhões de pessoas físicas estipulada na década passada pelo ex-presidente da bolsa Edemir Pinto, o dado confirmado pela B3 indica um ritmo bastante animador.

O rápido aumento do número de pessoas físicas na bolsa é reflexo direto da queda da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 5% ao ano, e da rentabilidade das aplicações tradicionais de renda fixa.

O investidor tem sido, cada vez mais, estimulado a correr mais riscos, diante da possibilidade de enfrentar até retornos negativos e ver os próprios investimentos seguros virarem "perda fixa".

Ritmo de crescimento

Outro número que chama atenção divulgado pela B3 é o volume financeiro diário no mercado de ações: ficou em R$ 16,614 bilhões em outubro, uma leve alta em relação a setembro (0,8%).

A bolsa informa ainda que o valor de mercado das empresas listadas teve alta de 24,0% na comparação com outubro do ano passado, para R$ 4,232 trilhões, e ante setembro avançou 0,8%.

Vale lembrar: em outubro, o Ibovespa - o principal índice da bolsa - acumulou uma alta de 2,36%, acumulando sucessivas máximas.

Nas últimas semanas do mês, houve a aprovação definitiva da reforma da Previdência no Congresso, um alívio importante na guerra comercial e o já mencionado corte de juros. Na tarde desta segunda-feira (11), o índice operava em leve alta de 0,17%, aos 107.808.75 pontos.

Ainda sobre os dados informados pela B3, no mercado de balcão, as novas emissões de renda fixa subiram 8,8% em outubro sobre o mesmo mês de 2018, com R$ 849,0 bilhões, e 6,5% em relação a setembro. Por sua vez, os derivativos tiveram aumento de 51,6% em emissões na comparação anual, e de 2,7% na mensal.

No segmento "Tecnologia, dados e serviços" o número de participantes cresceu 7,4% em um ano, e o número de TEDs, 36,5%.

*Com Estadão Conteúdo 

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

hora do adeus

BNDES inicia venda de ações da Petrobras e pode levantar até R$ 23 bilhões

Banco público protocolou, junto à CVM, o pedido de registro da oferta pública secundária de até 734,2 milhões papéis ordinários

comunicado

Petrobras diz que Carf proferiu decisão desfavorável à empresa em processos de R$ 9 bilhões

Segundo a companhia, as ações tratam da cobrança de PIS/Cofins-Importação sobre as remessas ao exterior para pagamento de contratos de afretamento em 2011 e 2012

Levantamento

Fontes de renda extra e foco na casa própria: como as classes C e D poupam e organizam as finanças

De acordo com pesquisa feita para o Seu Dinheiro, um terço das pessoas de classes C e D trabalha a mais quando precisa de dinheiro, e apenas 29% conseguem poupar; principal objetivo financeiro é a casa própria.

Sem medo da Disney+

Netflix surpreende e supera a projeção de crescimento da base de assinantes no 4º trimestre

A Netflix chegou ao quarto trimestre numa posição diferente da habitual. De pioneira nas transmissões via streaming, a companhia agora é uma veterana da indústria — novatas como a Disney+ e a Apple TV+ chegaram com tudo ao mercado, buscando roubar a coroa da empresa. A filosofia da aposentadoria precoce: já pensou em poder se […]

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Para ler hoje e daqui a dez anos

Enoch Soames é um escritor frustrado que deseja saber se terá a obra reconhecida na posteridade. Depois de fazer um pacto com o diabo, ele viaja 100 anos no futuro e descobre que a única referência sobre ele está justamente na história que estamos lendo. Assim como o personagem do conto escrito pelo britânico Max […]

PODE SUBIR MAIS

Mesmo após alta de 154% em 2019, XP ainda vê potencial de subida e aumenta preço-alvo das ações da Via Varejo

Em relatório, analista Pedro Fagundes da XP subiu o preço-alvo dos papéis da companhia em 12 meses para R$ 17 e viu potencial de alta de 21% em relação ao fechamento de ontem

Vírus na China

Com um novo fator de risco no radar, o Ibovespa caiu mais de 1,5% e o dólar subiu a R$ 4,20

A confirmação de um caso da nova variante do coronavírus nos Estados Unidos trouxe cautela aos mercados, que temem um surto da doença. Como resultado, o Ibovespa caiu forte e o dólar teve mais um dia de alta

NOVIDADES À VISTA

Guedes diz que Brasil vai liberar compras de governo a estrangeiros

“O Brasil está querendo entrar para primeira liga, para primeira divisão de melhores práticas. Isso realmente é um ataque frontal à corrupção”, argumentou

BNDES NO RADAR

Bolsonaro diz que ‘caixa-preta’ do BNDES já foi aberta e evita comentar auditoria

“A caixa-preta já foi aberta, bilhões gastos em outros países”, disse o presidente. Em seguida, encerrou a coletiva de imprensa sem responder outras perguntas

DE OLHO NA LIBERDADE FINANCEIRA

Você pode ser rico em 2030

Eu adoro fazer planos e traçar cenários futuros. Gosto de ler teses sobre como serão profissões, cidades e tecnologias nos próximos dez anos.  Eu também gosto de “brincar” com uma calculadora HP 12c e simular quanto o meu dinheiro (e o dos outros) pode render no futuro nos diferentes cenários. O mais legal dessas simulações […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements