Menu
2019-06-07T18:41:58-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Mercado de capitais

Brasília tem que funcionar para investidor estrangeiro voltar para bolsa, diz presidente da B3

Mesmo com toda a dificuldade do governo Bolsonaro na articulação com o Congresso, a boa notícia é que o interesse dos estrangeiros no país continua grande, diz Gilson Finkelsztain

20 de maio de 2019
11:31 - atualizado às 18:41
presidente da B3, Gilson Finkelsztain
Presidente da B3, Gilson Finkelsztain, em cerimônia na sede da bolsa - Imagem: Vinícius Pinheiro/Seu Dinheiro

Se Brasília não funcionar o investidor estrangeiro não volta para a bolsa. Quem ouviu o recado, e direto da fonte, foi o presidente da B3, Gilson Finkelsztain.

Enquanto os mercados chacoalhavam com o tsunami político na semana passada, Finkelsztain estava fora do país, em uma conferência com investidores.

Mesmo com toda a dificuldade do governo Bolsonaro na articulação com o Congresso, ele trouxe na bagagem uma boa notícia: o interesse dos gringos com o país continua grande.

"Encontrei gestores que não via há muitos anos buscando informação sobre o Brasil", afirmou Finkelsztain, em uma entrevista na manhã de hoje.

Mas para esse interesse se traduzir efetivamente em investimentos na bolsa brasileira, ele disse que o governo precisa construir uma articulação política com o Congresso para avançar com sua agenda.

"A reforma da Previdência é sem dúvida a primeira medida", afirmou Finkelsztain, que participou hoje do lançamento do fundo de índice (ETF) de renda fixa IMAB11, sob gestão do Itaú Unibanco.

O presidente da B3 diz que as condições que levaram o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa, a atingir os 100 mil pontos, como o juro baixo e inflação sob controle, continuam. "O Brasil tem chance de dar certo", disse Finkelsztain, tomando emprestada uma frase de Luis Stuhlberger, gestor do lendário fundo Verde, que participou da mesma conferência que ele na semana passada.

Ofertas continuam

O presidente da B3 disse também que nem a falta de articulação política do novo governo nem o desempenho frustrante da economia neste início de ano desanimaram as empresas com planos de abrir capital na bolsa.

A B3 mantém a expectativa de 20 a 30 ofertas de ações neste ano, incluindo os IPOs (sigla em inglês para oferta pública inicial) e emissões de empresas já listadas, conhecidas como "follow ons".

Até o momento foram realizadas cinco ofertas, sendo apenas um IPO, da varejista de produtos esportivos Centauro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Reverteu prejuízo

Vale termina 2020 com lucro de US$ 4,9 bilhões e aprova dividendos

Mineradora conseguiu reverter prejuízo do ano anterior e aprovou distribuição de dividendos, mas lucro trimestral veio abaixo do esperado pelo mercado

Risco fiscal

Efeito de fatiamento da PEC emergencial seria extremamente perverso, diz secretário do Tesouro

“Se for fatiado será pior para todos. Queremos dar o auxílio aos vulneráveis, mas também precisamos de um ambiente fiscalmente organizado para que a economia melhore”, disse Bruno Funchal

Nível pré-pandemia

Governo Central tem superávit de R$ 43,219 bilhões em janeiro

Após 11 meses consecutivos de rombos causados pelos gastos de enfrentamento à pandemia, contas do Governo Central voltam a ter superávit

Pagamentos e maquininhas

Lucro do PagSeguro soma R$ 430 mi no trimestre, maior da história da companhia

Entretanto, companhia com ações negociadas na Nasdaq teve queda no lucro em 2020

o melhor do seu dinheiro

Lá vem o Leão de novo…

Estamos naquela época do ano de novo: temporada de prestação de contas ao Leão! A Receita Federal acaba de divulgar as regras de preenchimento da declaração de imposto de renda 2021, que neste ano deverá ser entregue entre 1º de março e 30 de abril. Parece que foi ontem que estávamos fazendo o exercício cívico […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies