Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-12-13T19:21:26-03:00

O Ibovespa e o eu do futuro

13 de dezembro de 2019
19:21
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

A Helena, minha filha de nove anos, e os amigos da escola decidiram escrever uma carta para o “eu do futuro” como trabalho de final de ano – hoje é o último dia de aula.

Eu nunca tive esse tipo de atividade quando criança, mas já pensei várias vezes em como seria fazer algo do tipo. O que o Vinícius de 2029 diria ao ler o texto da newsletter de hoje?

Eventos que parecem de grande importância acabam se diluindo no tempo. Se esta newsletter existisse em 13 de dezembro de 2009, o tema provavelmente seria o fechamento do Ibovespa acima dos 69 mil pontos, melhor marca daquele ano.

Olhando em retrospectiva, a nova máxima histórica que o principal índice da bolsa alcançou hoje, aos 112.564 pontos, nem parece digna de comemoração.

Pelo contrário, o fraco desempenho da bolsa nesse horizonte de tempo sintetiza bem as oportunidades perdidas pelo país. Como estaremos daqui a uma década? Bem, daqui a dez anos eu volto para responder.

Mas posso dizer que pelo menos por enquanto as perspectivas para a bolsa permanecem favoráveis. Nesta sexta-feira 13 mais um bode foi retirado da sala com o anúncio da primeira fase do acordo comercial entre Estados Unidos e China.

O anúncio coroa outra grande semana para a renda variável. O Ibovespa já acumula alta de 4% em dezembro e 28% em 2019. O Victor Aguiar (do presente) conta para você como foi mais essa semana animada para os investidores no mercado financeiro.

Quer pagar quanto?

A descoberta de uma fraude contábil bilionária deveria ser motivo de queda forte para qualquer ação, certo? Errado. Os papéis da Via Varejo dispararam no pregão de hoje apesar da informação de que deverá contabilizar uma perda de até R$ 1,4 bilhão no resultado do quarto trimestre. A Bruna Furlani falou com gestores e analistas que cobrem a empresa e conta por que os investidores reagiram tão bem a uma notícia tão ruim.

Renovando a carteira

Não é de hoje que Gustavo Montezano, presidente do BNDES, expressa sua vontade de diminuir a carteira de ações da instituição. Mas agora os planos estão seguindo adiante. O banco formalizou hoje a intenção de fazer uma oferta de ações para vender a participação na Petrobras – avaliada em R$ 24 bilhões. A notícia pode ser boa para os defensores da privatização, mas colocou pressão nos papéis da estatal, como você confere na matéria da Jasmine Olga.

Agora vale mais a pena

O governo anunciou recentemente uma série de mudanças no FGTS, inclusive a criação do chamado saque aniversário, que abre a possibilidade de você retirar uma parte do seu fundo todo ano. Optar ou não pelo resgate depende muito da situação de cada um. Mas a decisão do governo de não distribuir mais 100% do lucro do FGTS aos cotistas deixou a escolha pelo saque aniversário mais vantajosa. Saiba por que nesta matéria da Julia Wiltgen.

Depois da “super semana”

Em uma semana para lá de intensa, marcada pelas decisões de juros do Copom e do Fed, o Victor Aguiar e eu comentamos os principais assuntos que mexeram com o seu bolso no podcast Touros e Ursos. Nesta semana, conversamos também sobre a postura mais otimista da S&P sobre o rating do país, da onda de alívio nos mercados e do IPO da XP Investimentos. Então, pegue o seu fone de ouvido e aumente o som!

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

segundo agência

Em grave crise econômica, Venezuela avalia privatizar petróleo

Representantes do governo conversaram com diferentes empresas, diz agência; medida abandonaria décadas de monopólio estatal

O que mexe com os negócios hoje

Com coronavírus no radar, mercados ensaiam dia de recuperação

Ontem o dia foi de temor nos mercados, como reflexo da rápida disseminação do coronavírus pelo mundo. Nas primeras horas da manhã tanto as sessões europeias como os índices futuros em Wall Street ensaiavam uma recuperação

bons negócios

JBS faz acordo com empresa chinesa que deve movimentar R$ 3 bilhões

Parceria com WH Group oferecerá portfólio de produtos das marcas Friboi e Seara

agenda oficial

BNDES vai até Brasília explicar ‘caixa-preta’

Comitiva vai dar explicações sobre a auditoria de R$ 48 milhões; estudo não encontrou nenhuma irregularidade no banco

entrevista

Por que o coronavírus é mais um elemento de risco à economia, segundo este especialista

Segundo o economista-chefe da consultoria MB Associados, Sergio Vale, a doença aumenta as incertezas nos mercados; entenda

dados oficiais

Na China, número de mortes pelo coronavírus passa de 100

Autoridades de saúde da China afirmam que mais de 4 mil pessoas foram infectadas

precaução

Por receio do coronavírus, China adia reabertura do mercado de ações

Originalmente, os negócios nas bolsas de Xangai e de Shenzhen seriam retomados na sexta-feira; agora, só voltam segunda

Produtos de investimento

Na disputa com plataformas, Itaú lança fundo que segue carteira recomendada pelo banco

Fundo lançado há pouco mais de uma semana na rede já conta com R$ 500 milhões em patrimônio e permite que cliente invista em toda a carteira de recomendações em um único produto

Vítima da guerra das maquininhas

Lucro da Cielo cai pela metade em 2019 e despenca 68% no 4º trimestre

A estratégia deliberada da empresa controlada por Banco do Brasil e Bradesco é sacrificar as margens de lucro para defender a liderança do mercado de maquininhas de cartão. Os números refletem bem esse esforço, para o bem e para o mal

POLÍTICA

Moro diz que quem vai decidir o vice (em 2022) é o presidente; mas ideal é o vice Mourão

O ministro considerou que “pode ser que no futuro lá distante volte a se cogitar isso” e defendeu: “Não acho uma boa ideia”. “Os ministérios juntos são mais fortes.”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements