Menu
2019-09-01T13:50:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Twitter

4 lições do discreto bilionário Luiz Alves que não estão nos livros

O gestor Henrique Bredda publicou em seu Twitter alguns ensinamentos de um dos maiores investidores individuais da bolsa brasileira. Confira

1 de setembro de 2019
12:36 - atualizado às 13:50
Mercado de ações XP EZTec Copel
"Se cair eu compro, se subir eu vendo", diz o investidorImagem: Shutterstock

Em uma de suas muitas threads no Twitter, rede na qual é bastante ativo, o sócio da gestora Alaska Henrique Bredda aproveitou o seu aniversário na última sexta-feira (30) - mesmo dia do bilionário Warren Buffett - para falar de outra pessoa: o discreto Luiz Alves Paes de Barros, seu sócio e um dos maiores investidores individuais da bolsa brasileira.

O “bilionário anônimo” ou “bilionário fantasma”, como já foi apelidado por alguns veículos da imprensa, é avesso a entrevistas e raramente aparece em eventos do mercado financeiro.

Alves começou a investir na Bolsa ainda na adolescência, com um capital inicial de cerca de 10 mil dólares. Hoje tem uma fortuna estimada em mais de 1,5 bilhão de dólares. e chegou a firmar na década de 1980 uma sociedade com Luis Stuhlberger, outro lendário gestor brasileiro. Confira aqui a entrevista com o gestor do Verde.

Em 2003, Alves criou o Poland, fundo em que investia apenas seu dinheiro e o de sua família. Nos 10 anos seguintes, sua carteira valorizou mais de 1000%, ante 300% do Ibovespa.

Em 2015, fundou, junto a Henrique Bredda e Ney Miyamoto um de seus projetos mais ambiciosos: a badalada gestora Alaska. O rápido crescimento do fundo, com retorno de mais de 350% em 27 meses, tornou-se assunto recorrente em rodas e bares pela Faria Lima. Sua tacada mais famosa foi a ousada posição em Magazine Luiza, ação descacreditada à época e que valorizou mais de 15.000% em menos de três anos.

Nas últimas semanas, parte da equipe do Seu Dinheiro almoçou com alguns sócios da Alaska e conversou sobre o futuro dos investimentos no país. Na ocasião, Bredda alertou para um risco pouco levado em conta por muitos investidores: o de o Brasil dar certo.

As lições do discreto bilionário

Fundamentalista convicto, o bilionário Luiz Alves é conhecido por levar a ferro e fogo a máxima de comprar barato e vender caro. Costuma manter poucas ações em sua carteira, mas faz um estudo minucioso de cada uma delas.

Em seu Twitter, Bredda chamou a atenção para algumas lições do investidor, consideradas por ele “contra-intuitivas, coisas que se aprende com muita prática, e só percebe quem sai do mundo virtual e vive o mercado de verdade”. Ele ainda ressalta que nada disso se aprende nos livros.

Confira a seguir os ensinamentos listados pelo sócio da Alaska, atribuídas a Alves:

"Quando começo a comprar uma ação nova, vou comprando torcendo para cair. Quanto mais cair enquanto compro, melhor. Gosto de pagar e acumular pagando pouco, e não pagando muito."

"Se cair eu compro, se subir eu vendo. Mercado tem todo dia."

"Quer fazer um papel subir? Venda e distribua ação para o público ter e torcer junto com você. Quer fazer um papel cair? Seja bobo pagando para cima e puxando. Assim todos vendem para você, e você fica sozinho numa ação que ninguém mais tem interesse."

"Se você quiser conhecer uma ação mesmo, comece se envolvendo com ela. Compre um pouco, venda um pouco e veja se o preço na tela é de verdade ou de mentira."

E aí, concorda com as lições de Luiz Alves? Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Alguém anotou a placa?

Coronavírus derrubou quase tudo em fevereiro; só o dólar e uma parte da renda fixa se salvaram

Entre mortos e feridos, salvaram-se poucos; dólar disparou, bolsa desabou, e até alguns títulos de renda fixa tiveram desempenho negativo no mês.

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil aprova pagamento de R$ 517,4 milhões em juros sobre capital próprio

Total a ser pago, relativo ao primeiro trimestre de 2020, equivale a R$ 0,1814 por ação

Seu Dinheiro na sua noite

O que nós fizemos depois da queda da bolsa

Eu sei que assistir de braços cruzados à forte queda das ações em meio à completa falta de clareza sobre os impactos do coronavírus nos investimentos é difícil. Mas foi exatamente o que nós aqui do Seu Dinheiro fizemos. Bem, não ficamos exatamente de braços cruzados. Acompanhamos de perto todos os desdobramentos deste momento delicado […]

Perdas generalizadas

Coronavírus derruba o mercado e faz o Ibovespa cair 8,43% em fevereiro, o pior mês desde maio de 2018

O coronavírus se espalhou pelo mundo e trouxe uma enorme onda de aversão ao risco às bolsas. Como resultado, o Ibovespa desabou em fevereiro e o dólar à vista renovou as máximas, flertando com o nível de R$ 4,50

Pensando nas taxas

Goldman Sachs prevê 3 cortes de juros pelo Fed até junho com coronavírus

Primeira redução seria de 0,25 ponto já na reunião do próximo do comitê, marcada para os dias 17 e 18 de março

Polêmica em Brasília

Presidente do Senado convoca sessão para votar vetos do Orçamento impositivo

Projeto obriga o governo a pagar todas as emendas parlamentares neste ano

BC dos EUA

FED: fundamentos da economia continuam sólidos, mas coronavírus representa risco

Declaração foi dada pelo presidente do FED, Jerome Powell, em comunicado divulgado nesta sexta-feira

REAL DESVALORIZADO

Real está no topo da lista das moedas de emergentes com maior queda desde janeiro

Segundo o levantamento, o real está atrás até mesmo de moedas como o Rand Sul-africano (ZAR) e o peso colombiano (COP). Mas o movimento de depreciação de moedas emergentes em relação ao dólar não é único no Brasil

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: Como navegar as águas turbulentas do mercado?

O surto de coronavírus pegou os mercados em cheio, provocando enormes perdas ao Ibovespa e fazendo o dólar disparar rumo a novas máximas. Nesse cenário, nossos repórteres discutem como se comportar em meio ao tsunami de notícias negativas e proteger seus investimentos. Confira os destaques da semana: O coronavírus chegou com tudo aos mercados Dólar […]

Militares nas ruas

Governo federal confirma prorrogação de GLO no Ceará até dia 6 de março

Prazo original também tinha duração de uma semana e venceria nesta sexta-feira, 28

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements