Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-10-25T18:15:56-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Oferta de ações

Stone dispara na estreia em Nova York e deixa fundadores bilionários

As ações da empresa brasileira dispararam mais de 30% no primeiro dia de negócios e eram negociadas na casa de US$ 31,50 na tarde de hoje

25 de outubro de 2018
17:18 - atualizado às 18:15
maquininha-balcao-stone
Maquininha de cartões da Stone -

A empresa brasileira de maquininhas de cartão Stone estreou hoje na bolsa americana Nasdaq em grande estilo. As ações dispararam mais de 30% no primeiro dia de negócios e eram negociadas na casa de US$ 31,50 na tarde de hoje.

Os investidores que conseguiram comprar os papéis da empresa na disputada oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) pagaram US$ 24 por ação. O valor ficou acima da faixa definida pelos bancos que coordenam a oferta, que variava de US$ 21 a 23.

No total, a oferta deve movimentar US$ 1,5 bilhão, considerando a venda de todos os lotes de ações.

Garotos-propaganda

Durante o processo do IPO, a Stone ganhou dois grandes garotos-propaganda. Primeiro foi o bilionário americano Warren Buffett, que investiu US$ 340 milhões na companhia ao comprar pouco mais de 14 milhões ações.

Na reta final da operação, foi a vez da chinesa Ant Financial demonstrar interesse em investir US$ 100 milhões na empresa brasileira. A companhia foi criada por Jack Ma, do site de comércio eletrônico Alibaba.

Novos bilionários

Com a oferta bem sucedida, André Street e Eduardo Pontes, fundadores da Stone, se juntaram ao seleto clube dos bilionários. A fortuna combinada dos dois deve ficar na casa dos US$ 2,6 bilhões, já considerando a alta de hoje das ações da empresa na bolsa.

Mesmo antes da entrada dos investidores no IPO a Stone já contava com sócios de peso, como a Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga, e a gestora britânica Actis. Ambas aproveitaram a oferta para vender uma parte de suas ações e embolsar o lucro com o investimento.

Leia também:

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Balanço do mês

Com alívio nos juros futuros, renda fixa atrelada à inflação é o melhor investimento de novembro; bitcoin, FII e ações ficam na lanterna

Passado o pânico com o drible do teto de gastos, queda nos juros futuros deu aos títulos com alguma parcela da remuneração prefixada espaço para se recuperar; mas ativos de bolsa continuaram sofrendo

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies