Menu
2018-10-01T20:03:06-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Ações

Qualicorp põe dinheiro no bolso do CEO e ação cai 30% na bolsa

Acionistas minoritários já se mobilizam para entrar na Justiça contra a companhia, que aprovou pagamento de R$ 150 milhões a José Seripieri Filho para que ele não venda suas ações pelos próximos seis anos

1 de outubro de 2018
17:05 - atualizado às 20:03
José Seripieri Filho, presidente da Qualicorp
José Seripieri Filho, ex-presidente da Qualicorp - Imagem: Divulgação/Fiesp

As ações da administradora de planos de saúde coletivos Qualicorp perdem quase 30% do valor hoje na bolsa depois do polêmico acordo que colocou R$ 150 milhões no bolso de José Seripieri Filho.

Em troca, o presidente e principal acionista se comprometeu a não vender suas ações e a não competir com a companhia pelos próximos seis anos. O negócio foi aprovado pelo conselho de administração da Qualicorp. Seripieri faz parte do conselho, mas não participou da reunião que decidiu sobre o acordo.

O contrato fechado entre o conselho e o principal acionista foi bombardeado por todos os lados. Um gestor que possui ações da Qualicorp afirmou que os minoritários já se mobilizam para entrar na Justiça contra a companhia. "Consideramos absolutamente inaceitável", ele disse.

Para Mauro Cunha, presidente da Amec, associação que representa os investidores do mercado de capitais, o episódio representa uma perda de credibilidade não só para a empresa como para todo o mercado brasileiro.

“A mensagem que passa, principalmente para o estrangeiro, é que o Brasil é o país onde o CEO passa no caixa da empresa e pega R$ 150 milhões”, diz.

O caso é ainda mais grave porque a Qualicorp integra o Novo Mercado, segmento no qual são listadas as companhias com práticas mais rigorosas de governança corporativa.

Poucos precedentes

O caso tem poucos precedentes e remete ao que ocorreu com a operadora de telefonia Oi, quando os acionistas controladores receberam R$ 600 milhões para não vender suas ações na época do investimento da Portugal Telecom.

Para um gestor de fundos, o acordo fechado entre o conselho da Qualicorp e Seripieri é um dos mais exóticos de todos os tempos. Há uma retirada de valor da empresa sem participação dos acionistas minoritários.

Esse especialista lembra que o setor de planos de saúde coletivos por contratos de adesão foi praticamente criado pelo empresário, que usou “brechas” na regulação quando o custo de planos de saúde individuais se tornou praticamente proibitivo.

Mesmo com a queda acentuada no preço das ações, que poderia ser vista como uma oportunidade de compra do papel, a avaliação é de que fica “um caso difícil” de investimento em função dessas questões envolvendo a governança.

Outro gestor avalia que a empresa é bem administrada e relativamente barata, mas que foi feita uma “grosseria” com o papel.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Energia elétrica

IPCA pode ir a 6,5% na bandeira vermelha

A bandeira vermelha 2, que tem custo adicional de R$ 6,243, iria a R$ 7,571 caso adotada a proposta da consulta pública

Esquenta dos Mercados

Relatório da inflação, leitura do PIB dos EUA e queda de ministro devem guiar a bolsa hoje

Assim como uma noite no deserto, o investidor deve ficar atento aos sinais para atravessar um momento de dificuldade

Volta ao original

Câmara rejeita emendas do Senado e retoma texto original de MP que eleva imposto para bancos

Deputados retomaram a alíquota de 25% na CSLL também para as agências de fomento e bancos de desenvolvimento estaduais

Para dar e vender

Defensivas e com potencial de crescimento: como as ações do setor de saúde ainda podem dar muitas alegrias na bolsa

A combinação de baixo endividamento, bons níveis de caixa e espaço para consolidação tornam as ações do segmento muito atrativas, segundo analistas

Fernando Cirne

A importância das fusões e aquisições para a Locaweb

Já avaliamos mais de 1.900 empresas e, desde o IPO, concluímos 10 importantes aquisições, que se somaram às outras seis concretizadas antes da abertura de capital

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies