Menu
2018-11-09T08:41:11-02:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Esquenta dos mercados

Mercados continuam à espera de um sinal do novo governo

Investidores cobram definições quanto à Previdência e à equipe econômica; aprovação de pautas-bomba põem à prova traquejo político da equipe de transição

9 de novembro de 2018
8:18 - atualizado às 8:41
Selo esquenta mercados
Equipe de Bolsonaro já tem duas propostas para alterar a Previdência na mesa, diz "Estadão" - Imagem: Seu Dinheiro

Bom dia, investidor! Não deu, de novo. Ontem, mais uma vez, os mercados esperaram por uma sinalização positiva do novo governo para a economia, e não teve nada.

Pelo contrário, o que teve foi a aprovação de pautas-bombas pelo governo atual, retrocessos para complicar ainda mais a nossa situação fiscal e deixar alguma herança maldita para o próximo mandato.

Além da aprovação de aumentos para o Judiciário e o Ministério Público, com efeito cascata para todo o funcionalismo, também foi prorrogado o programa de incentivos fiscais automotivos (Rota 2030).

Por aqui, os investidores se incomodam com a falta de traquejo político da equipe de transição, com o silêncio em relação à reforma da Previdência e com as indefinições quanto aos nomes para a equipe econômica.

Com esse cenário interno, ficamos à mercê do exterior mais uma vez. As bolsas dos países desenvolvidos passaram o dia de olho na reunião do Fed, no fim da tarde.

O banco central americano manteve os juros e o tom neutro em seu comunicado, mas o mercado interpretou a mensagem como dura mesmo assim. Com isso, as perdas nas bolsas de NY se acentuaram, o que arrastou o Ibovespa, que fechou em baixa de 2,39%, aos 85.620 pontos. O dólar se fortaleceu.

Os gringos continuam vendendo Brasil e não encontram motivos para voltar, já que as condições lá fora também não são muito propícias aos ativos de risco.

Resquício de esperança

Segundo o "Estadão", a equipe do presidente eleito já vem articulando com parlamentares e governadores aliados dois projetos que alteram a regra da Previdência, sem a necessidade de mexer na Constituição.

Quanto aos nomes para a equipe econômica, as indefinições continuam. O governo eleito resolveu ventilar a permanência de Ilan Goldfajn na presidência do Banco Central antes de saber a resposta, deixando os mercados aflitos. E até agora a questão é um mistério.

Estão sendo sondados pelo menos outros cinco nomes para comandar o BC.

O mercado também vê com bons olhos a permanência da secretária-executiva de Fazenda Ana Paula Vescovi no novo governo, desta vez à frente da Caixa. Porém, fontes da equipe de transição disseram, mais cedo, que ela "tem outros planos".

Agenda

Hoje saem a primeira prévia do IGP-M, às 8h, e os dados regionais da produção industrial de setembro, às 9 horas.

Na agenda de balanços, temos Kroton e Caixa Seguridade antes da abertura, e Somos Educação e Alpargatas depois do pregão (veja o que esperar dos resultados divulgados nesta sexta).

Promovem teleconferências para comentar os resultados: B3 (9h), Direcional (9h30), BB, Copel e Natura (10h), Sabesp (10h30), Gafisa e Tenda (11h), Kroton (11h30), Cyrela (12h), Qualicorp (12h30), Rumo (15h) e JHSF (15h30).

Nos EUA, dois membros votantes do comitê de política monetária do Fed podem dar mais indicações sobre o rumo dos juros. John Williams fala às 11h, e Randal Quarles discursa ao meio-dia.

Às 11h30 sai o PPI (índice de preços ao produtor) de outubro, que deve subir 0,3%. Às 13h saem a leitura preliminar do sentimento do consumidor no mês de novembro, que deve subir de 97 para 99, e os estoques no atacado em setembro, que devem avançar 0,3%.

A inflação ao consumidor (CPI) da China subiu 2,5% em outubro, levemente acima da previsão de 2,4%. Já os preços ao produtor (PPI) registraram alta de 3,3%, em linha com as projeções de analistas.

*Com informações do Bom Dia Mercado, de Rosa Riscala. Para ler o Bom Dia Mercado na íntegra, acesse www.bomdiamercado.com.br

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

seu dinheiro na sua noite

Onde está o Guedes?

Paulo Guedes esteve presente ontem no anúncio do programa Renda Cidadã pelo governo, ao lado de Jair Bolsonaro e lideranças do Congresso. Mas os investidores no mercado financeiro não reconheceram no ministro a figura que prometeu implementar uma agenda de medidas liberais na economia, incluindo privatizações e reformas. A desconfiança sobre como a equipe econômica encaixaria […]

ajuste fiscal

Propostas para o Renda Cidadã não têm intenção de driblar teto, diz secretário do Tesouro

“A gente sabe que o teto é baseado em credibilidade e não adianta tomarmos ações que minem a credibilidade do teto”, disse Bruno Funchal

Mercado agora

Ibovespa fecha em queda com descrença sobre possível recuo de ‘pedalada’

No exterior, expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA inibiu apetite por risco

Fiador sem crédito

Investidores veem omissão de Guedes no Renda Cidadã e mostram cansaço com “Posto Ipiranga”

Agentes do mercado financeiro questionam voto de confiança no ministro da Economia como fiador da disciplina fiscal

recadinho

Relevância do cumprimento do teto no pós-crise será ainda maior, diz Tesouro

Tesouro Nacional reforçou o alerta de que é preciso acelerar as reformas para manter a confiança dos investidores e os juros baixos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements