Menu
2018-12-07T13:59:42-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
CVM estuda o sandbox

Alinhados às tecnologias e inovações, novos agentes do mercado poderão ter regras exclusivas

Proposta permite integrar regras para um grupo isolado sem afetar as normas gerais dos mercados

7 de dezembro de 2018
13:59

A galera do mercado que trabalha com grandes inovações e tecnologias, como é o caso dos criptoativos, podem passar a ser subordinados a regras diferentes daquelas que vigoram no mercado geral. O presidente da CVM, Marcelo Barbosa, afirmou nesta sexta-feira, 7, que a comissão pode implantar o chamado "sandbox" para os agentes "muito disruptivos".

Trata-se de um conceito que vai permitir integrar regras para um grupo isolado sem afetar as normas gerais dos mercados. De acordo com Barbosa, essas novas legislações poderão ser usadas para atender as demandas dos novos agentes, que atualmente cobram um esforço maior tanto da CVM como do Banco Central na questão da regulação, em grande parte devido à complexidade das atividades que desenvolvem.

Passaporte sim, mas não de viagem

O presidente da CVM também falou sobre a negociação com a Argentina para o lançamento de um passaporte de fundos. Barbosa afirmou que essas conversas incluem um alinhamento das regras contábeis para os fundos dos dois países mas que nesse caso não haverá mudança nas regras nem na Argentina, nem no Brasil. A ideia é permitir que os dados informados sejam semelhantes.

Além do documento principal, a medida terá dois anexos: um sobre os aspectos contábeis e outro sobre temas mais operacionais, como a língua que será usada nos prospectos. Barbosa acredita que tudo isso poderá ser feito apenas com a ratificação dos dois documentos pelos dois reguladores, a CVM, no Brasil, e o Comissão Nacional de Valores da Argentina.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

mercados hoje

Seguindo cautela exterior, Ibovespa cai 1%, aos 95 mil pontos, e dólar sobe a R$ 5,57

O Ibovespa abriu esta sexta-feira (25) em queda, enquanto o dólar sobe. No radar dos investidores, estão os casos de covid-19 na Europa e uma busca por novos estímulos econômicos. Por volta das 10h30, o principal índice da bolsa brasileira registrava queda de 1,38%, aos 95.745,18 pontos. O dólar à vista subia 1,12%, a R$ […]

DESINVESTIMENTOS

Petrobras vende participação em distribuidora GNL e inicia oferta de campos no RJ

Estatal já vendeu sete ativos em 2020, levantando um total de R$ 2,3 bilhões

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

mudança de foco

Vulcabras repassa Azaleia à Grendene por três anos

Empresa dá mais um passo para focar em calçados esportivos; Vulcabras já é responsável por Olympikus, Under Armour e Mizuno

RECUPERAÇÃO EM RISCO

Economistas alertam para efeitos de volta da covid-19

Por enquanto, economistas descartam reversão da retomada, mas esperam desaceleração no ritmo, postergando retorno da atividade ao nível pré-pandemia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements