Menu
2018-10-03T20:39:47-03:00
Estadão Conteúdo
Gigantes envolvidas

Cade decide abrir processo administrativo para investigar bandeiras de cartões

Na denúncia, bandeiras como Visa e Mastercard estariam obrigando credenciadoras a obter informações sensíveis sobre concorrentes

3 de outubro de 2018
20:12 - atualizado às 20:39
mastercard-visa
Empresas serão investigadas sobre infração à ordem econômica na atuação de bandeiras de cartão de crédito - Imagem: Shutterstock

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) decidiu abrir um processo administrativo para investigar se há infração à ordem econômica na atuação de bandeiras de cartão de crédito. O processo foi aberto após consulta feita pela credenciadora Redecard, do Itaú, que questionou ao Cade sobre cláusulas contratuais que estariam sendo impostas pelas bandeiras Visa, Mastercard, Elo e American Express.

De acordo com a Redecard, essas bandeiras estariam obrigando credenciadoras a obter informações sensíveis sobre atividades de concorrentes, uma vez que a Redecard tem acesso a dados de lojistas e clientes das bandeiras.

A conselheira relatora da consulta, Paula Azevedo, entendeu que a obtenção de dados pela Redecard pode configurar ilícito e o tribunal decidiu encaminhar a questão para a superintendência-geral do Cade, que investigará o assunto.

Para a conselheira Cristiane Alkmin, a questão sobre o acesso a dados deveria ser regulamentada pelo Banco Central. "O Cade vai tentar suprir um vácuo regulatório que hoje existe", afirmou.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

DINHEIRO NO BOLSO

Construtora Tenda vai pagar R$ 13,7 milhões em dividendos

Montante equivale a R$ 0,13952 por ação e será repassado a partir de 16 de outubro

condição para investimentos

Audi pode deixar de produzir carros no Brasil se governo não pagar dívida

Desde o ano passado há boatos de que a empresa deixaria de produzir automóveis no País porque os investimentos para fabricar as novas versões de A3 e Q3 seriam elevados

esquenta dos mercados

Preocupação com segunda onda da covid-19 segue azedando os mercados em dia de agenda esvaziada

Na falta de novidades locais, o mau humor dos investidores estrangeiros deve impactar a bolsa brasileira

sistema financeiro

CMN amplia escopo e prorroga prazos de medidas para combater efeitos da pandemia

CMN vai permitir que instituições financeiras reduzam valores provisionados em seus balanços para arcar com os riscos em todas as operações de crédito feitas com recursos da União durante a calamidade

de olho na inovação

Facebook cria no Brasil programa de aceleração de startups focado em agricultura

Gigante de tecnologia selecionará dez empresas do País com serviços digitais ou tecnologias que beneficiem pequenos e médios produtores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements