Menu
2018-09-23T22:40:31-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Comércio eletrônico

No ringue judicial do Cade, embate Google versus dona da Buscapé ganha intervalo

Conselheira do órgão antitruste pediu vista no processo que foi aberto após denúncias de “raspagem” de conteúdo da E-Commerce pelo Google

19 de setembro de 2018
15:06 - atualizado às 22:40
Luta
Google: voto da relatora do caso no Cade já havia sido pelo arquivamento da denúnciaImagem: Shutterstock

Um pedido de vistas apresentado nesta quarta-feira (19) pela conselheira do Cade Paula Azevêdo suspendeu o julgamento do processo aberto contra o Google após denúncia da E-Commerce, dona dos sites de comparação de preços Buscapé e Bondfaro.

O pedido de tempo para analisar o caso marca mais um capítulo dessa história que se arrasta desde 2011. Naquela época, a E-Commerce acusou o Google de estar fazendo "raspagem" de conteúdo de seus sites, copiando resenhas feitas por clientes sobre lojistas e produtos e apresentando em seu próprio site de busca de preços, o Google Shopping.

Google sai na frente

A conselheira relatora, Polyanna Vilanova, votou pelo arquivamento do processo e defendeu que, apesar de terem sido apresentadas evidências pontuais da "raspagem", não há provas de que isso tenha sido feito de forma sistemática. "Não ficou comprovada a existência de conduta anticompetitiva pelo Google", afirmou.

O voto de Polyanna acompanhou a recomendação da Superintendência-Geral do Cade e do Ministério Público Federal, que também opinaram, em seus pareceres, por arquivamento do processo por falta de provas.

Na abertura do julgamento, a advogada do Google, Leonor Cordovil, disse que houve exibição no Google Shopping de conteúdo dos outros buscadores de preços apenas uma vez, por conta de um erro técnico.

Já o advogado da E-Commerce, Rodrigo Zingales, criticou o arquivamento do caso sem aprofundamento da análise. "Será uma forte sinalização aos agentes de mercado de que tudo é válido para o Google", afirmou.

*Com Estadão Conteúdo

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

na agenda

Projetos de autonomia do BC e lei cambial serão prioridades no primeiro semestre, diz Maia

O presidente da Câmara afirmou que a intenção é aprovar as propostas “o mais rapidamente possível”

gostinho do balanço

Carrefour tem alta de 11% nas vendas brutas consolidadas, apontam prévias

Cifra chegou a R$ 17,6 bilhões no período. No acumulado do ano, as vendas chegaram a R$ 62,220 bilhões, alta de 10,4%

De cisne a patinho feio

O que esperar para os resultados e para as ações dos grandes bancos?

Resposta deve ficar mais clara a partir da próxima semana, quando começa a temporada de divulgação de balanços. Os lucros bilionários estão garantidos, mas a previsão é que os bancões naveguem por mares bastante turbulentos ao longo deste ano (e dos próximos)

RECUPERAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Recuperação extrajudicial da Triunfo é suspensa pela 1ª Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo

Hoje, os papéis da companhia terminaram o dia cotados em R$ 2,07, o que representa uma alta de 11,29%. Apenas em janeiro, os papéis da Triunfo já subiram 22,49%

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras à beira da privatização

Caro leitor, São grandes as expectativas do mercado em torno das vendas de ativos estatais para o setor privado durante o governo Jair Bolsonaro. Recentemente, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, disse que a meta do governo federal é levantar R$ 150 bilhões em privatizações apenas em 2020. Mas Bolsonaro já […]

De volta aos 118 mil pontos

Noticiário corporativo dá as cartas e Ibovespa sobe mais de 1%; dólar cai a R$ 4,17

Num dia de calmaria no exterior, o Ibovespa fechou em alta firme, impulsionado pelo bom desempenho das ações das siderúrgicas, da Eletrobras e do setor de papel e celulose.

PETRÓLEO

Campo de Lula permanece em 2019 como o maior produtor de petróleo do Brasil

Primeiro campo supergigante brasileiro, Lula foi descoberto em 2006, representando hoje 34,2% da produção do País

PETRÓLEO

Produção de petróleo no Brasil cresce 7,78% em 2019, diz ANP

A maior alta foi registrada pela produção de petróleo na região do pré-sal, de 21,56%, para 633,9 milhões de barris, segundo agência

MAIS ESCLARECIMENTOS

Contrato para abrir ‘caixa-preta’ é da gestão Temer, diz presidente do BNDES

“Não foi esta diretoria que contratou a auditoria. Chegamos em julho no banco e 90% do relatório estava pronto”, afirmou Montezano

OLHO NO VAREJO

XP diz que ações de varejistas não estão caras e coloca Lojas Renner, Via Varejo e Vivara entre as apostas para setor

Para o analista, a alta nos múltiplos é reflexo do aumento das expectativas dos investidores com a melhora do consumo e expansão das varejistas. Mas ponderou que, ao mesmo tempo, tal fato diminui a margem de erro por parte das empresas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements