Menu
2018-10-09T20:29:30-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Eleições 2018

Núcleo político da campanha de Bolsonaro diz que reforma da Previdência não está no seu programa de governo

Coordenador político da campanha, deputado Onyx Lorenzoni disse que Bolsonaro considera a reforma ruim e “que não resolve nada”

9 de outubro de 2018
20:09 - atualizado às 20:29
Onyx Lorenzoni
Onyx: "o Jair não era a favor dessa reforma e a maioria das pessoas que o apoiaram não são a favor dessa reforma porque ela é ruim" - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O coordenador político da campanha de Jair Bolsonaro (PSL), deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou nesta terça-feira, 9, ao Estadão/Broadcast que a reforma da Previdência - tão aguardada pelo mercado - não faz parte do programa de governo do capitão.

O deputado também declarou que a base do candidato não deve se movimentar, caso ele seja eleito, para a aprovação da reforma proposta por Michel Temer neste ano.

"Não tem no plano, não tem nas conversas. (...) O Jair não era a favor dessa reforma e a maioria das pessoas que o apoiaram não são a favor dessa reforma porque ela é ruim. É uma porcaria e não resolve nada", Onyx Lorenzoni.

Bate cabeça

As declarações marcam um novo episódio de contradição na equipe de Bolsonaro. Antes do primeiro turno, o candidato à vice-presidente, general Hamilton Mourão (PRTB), criticou o 13º salário durante um evento no Rio Grande do Sul, e logo foi desmentido pelo próprio Bolsonaro nas redes sociais.

Com a declaração, Onyx traz uma posição contrária à de Mourão, que defende a aprovação do projeto ainda este ano, e de Paulo Guedes. O economista da campanha - e potencial Ministro da Fazenda - disse que vai fazer a reforma da Previdência para acabar com privilégios e as disparidades entre a aposentadoria de servidores públicos e da iniciativa privada.

Programa só em 2019

Onyx também declarou ao Broadcast que os programas de governo de Bolsonaro começarão a serem construídos somente em 2019. Ele chamou planos específicos de "armadilha que os marqueteiros impuseram aos políticos".

Vale lembrar que o deputado é cotado para ser ministro-chefe da Casa Civil em um eventual governo Bolsonaro.

Do meu jeito

Horas depois das declarações de Onyx, Bolsonaro se manifestou em relação à questão da Previdência. O candidato afirmou que, se eleito, irá procurar a atual equipe econômica do governo Temer para apresentar a sua proposta de reforma.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Altas e baixas

Klabin, Eletrobras, Ultrapar e BR Distribuidora: os destaques do Ibovespa nesta segunda-feira

As units da Klabin (KLBN11) reagem positivamente à compra de ativos da IP Brasil, enquanto as ações da Eletrobras sobem após o balanço trimestral da companhia

recomendação

Magazine Luiza, Pão de Açúcar e Vivara são melhores opções do varejo, diz XP

Corretora divide as ações das empresas em duas categorias: ganhadoras de curto prazo – o que inclui serviços essenciais – e de longo prazo – varejistas com sólido caixa

período é de crise

GM propõe suspensão temporária de contratos e redução de salários, diz sindicato

Liberação dos funcionários foi uma reivindicação do sindicato, por meio de licença remunerada e sem redução dos salários.

diante da crise

Paradas, pequenas empresas não têm fôlego nem para um mês

Segundo especialistas, a maioria não tem fluxo de caixa suficiente para bancar um período longo sem receitas

Riscos

Metade das grandes empresas tem caixa para suportar até 3 meses sem receita

Metade das empresas de capital aberto tem recursos para aguentar até três meses sem faturar, segundo levantamento com 245 companhias

Horizonte negativo

Fitch revisa perspectiva do setor bancário do Brasil de estável para negativa

Segundo a Fitch, o choque macroeconômico global por causa da doença impõe “desafios de execução para todos os setores no Brasil”

nos bastidores

Em meio a crise, Hamilton Morão ganha apoio de militares

Vice foi o único dos generais quatro estrelas que despacham no palácio a se dissociar, em público, do discurso do presidente pelo fim da quarentena

Contra covid-19

UE aprova pacote francês de 1,2 bilhão de euros para empresas do país

UE aprovou nesta segunda-feira, 30, o pacote francês de 1,2 bilhões de euros para sustentar pequenas e médias empresas do país, em meio à pandemia

olho nas cifras

Contas do governo têm déficit de R$ 25,8 bilhões em fevereiro

Resultado é pior que as expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um déficit de R$ 20,53 bilhões, de acordo com levantamento do Projeções Broadcast

crise

Brasil é diferente, diz Bolsonaro ao evitar comentar isolamento nos EUA

Presidente dos EUA estendeu o isolamento social até o dia 30 de abril; Bolsonaro voltou a falar em liberar o comércio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements