Menu
Eleições 2018

As falas polêmicas do vice de Bolsonaro não param – e agora foi a vez de dois direitos trabalhistas serem alvo

General Hamilton Mourão criticou o 13º salário e o abono salarial de férias em uma palestra para lojistas no Rio Grande do Sul

27 de setembro de 2018
14:27 - atualizado às 15:17
Mourão: "o Brasil é o único lugar que a gente, quando entra em férias, ganha mais" - Imagem: Shutterstock

O general Hamilton Mourão (PRTB), vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições presidenciais, foi filmado criticando o 13º salário e o abono salarial de férias em uma palestra para lojistas em Uruguaiana (RS) na última terça-feira, 25.

No evento, promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade, Mourão critica os benefícios trabalhistas quando passa ao tema da reforma trabalhista. "Temos algumas jabuticabas que a gente sabe que é uma mochila nas costas de todo empresário brasileiro. Jabuticabas brasileiras: 13º salário. Se a gente arrecada doze, como pagamos treze? É complicado."

"O Brasil é o único lugar que a gente, quando entra em férias, ganha mais", emenda, ao comentar sobre o abono salarial que concede, ao trabalhador, um terço do salário quando este entra em férias. "São coisas nossas, essa legislação sempre dita social, mas com o chapéu dos outros, não o do governo", finalizou.

Procurada, a assessoria do candidato a vice confirmou a presença de Mourão no evento em Uruguaiana, mas disse que não vai comentar o caso no momento.

Na manhã desta quinta-feira, 27, o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) comentou as declarações do vice de Bolsonaro. "Eu não posso ser a favor, como disse o general Mourão, que 13º é jabuticaba brasileira. Não é possível achar que o trabalhador que sua a camisa, que trabalha e às vezes é explorado, não ter direito (ao benefício)", disse.

A campanha tucana avalia se consegue incluir, já na propaganda que irá ao ar esta noite, o trecho em que Mourão dá as declarações. O vídeo foi repassado aos jornalistas pela assessoria do tucano Geraldo Alckmin.

Bolsonaro rebate

O presidenciável não gostou nada da repercussão negativa que as falas do seu vice teve e correu para o Twitter para estancar a sangria. Do hospital Albert Einstein, onde está internado, Bolsonaro tuitou que o benefício do 13º salário está previsto na Constituição e que não pode ser retirado.

O candidato do PSL ainda fez críticas indiretas ao seu vice, afirmando que quem critica os benefícios trabalhistas desconhece a Constituição.

Comentários
Leia também
Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu