Menu
2019-04-04T13:46:51-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Prioridades

Donald Trump não virá ao Brasil para posse de Bolsonaro, mas enviará secretário

Presidente dos EUA vai enviar secretário de Estado, Michael R. Pompeo, para cerimônia de posse do presidente eleito

18 de dezembro de 2018
11:22 - atualizado às 13:46
Presidente dos EUA, Donald Trump
Presidente dos EUA, Donald Trump - Imagem: Shutterstock

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não irá comparecer à cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro.

Em seu lugar, Trump enviará o secretário de Estado, Michael R. Pompeo, para liderar a delegação americana. As informações foram divulgadas pela Casa Branca nesta terça-feira, 18.

Tomando as dores

Durante a corrida eleitoral, Bolsonaro fez vários acenos de que buscaria uma aproximação com Washington.

Ontem, durante sabatina da Organização Mundial do Comércio (OMC), o Brasil tomou as dores do americanos. Enquanto diversas nações criticaram as políticas protecionistas de Trump, o embaixador brasileiro, Alexandre Parola, não poupou elogios. “Os EUA foram historicamente um dos líderes do regime multilateral, inclusive na OMC”, disse Parola.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

CRIPTOMOEDA

Bitcoin ultrapassa US$ 60 mil antes de abertura de capital da Coinbase Global

Criptomoeda teve alta de 4,87%, a quatro dias de IPO da maior corretora de moedas digitais dos EUA

pandemia

Mortes por Covid-19 cresceram 468% no Brasil entre janeiro e março, alerta Fiocruz

Para os novos casos, o aumento foi de 701%; Sul e Centro-Oeste tendem a cenário mais crítico nas próximas semanas.

IPCA DE MARÇO

Inflação vai a 0,93% e mercado vê risco de estourar meta

Taxa acumulada passou a 6,10% no mês passado, reforçando temor de que inflação oficial termine o ano acima do teto da meta, de 5,25%.

congresso X executivo

Orçamento tem guerra de pareceres

Câmara e Senado se armaram com notas técnicas para mostrar que o presidente Jair Bolsonaro pode sancionar o Orçamento sem vetos a emendas; Ministério da Economia já prepara próprio embasamento jurídico.

Aura e Aeris: veja o que dizem os CEOs das novatas da bolsa e outras notícias que bombaram na semana no Seu Dinheiro

Novidade na praça sempre causa burburinho. Na bolsa não é diferente. É bem verdade que as opiniões divergem:Lindas!Não são lá tudo isso…Não sei, nunca ouvi falarA bolsa brasileira recebeu 43 novas integrantes em 2020 e 2021. E a fila para entrar continua a aumentar. Para você, amigo leitor, isso é excelente. São mais ações na […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies