Menu
2018-12-17T17:21:10-02:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Nova carteira

BR Distribuidora deve entrar no Ibovespa a partir de janeiro

Chegada ao principal índice da bolsa ocorre um ano depois da oferta inicial de ações feita pela companhia

17 de dezembro de 2018
17:02 - atualizado às 17:21
Posto de combustíveis Petrobras / BR Distribuidora
Ação já havia sido incluída na primeira prévia, divulgada em 4 de dezembroImagem: Shutterstock

Um ano depois de ter feito sua estreia na bolsa com uma oferta inicial de ações, a BR Distribuidora deve entrar no principal índice da B3. O papel da companhia aparece na segunda prévia do Ibovespa, divulgada nesta segunda-feira, 17. A nova carteira vai vigorar de 7 de janeiro a 3 de maio de 2019.

A ação já havia sido incluída na primeira prévia, divulgada em 4 de dezembro. Segundo a B3, os ativos da BR Distribuidora terão participação de 0,534%. A terceira (e última) preliminar será divulgada em 4 de janeiro de 2019.

Mais uma para a lista

Como nenhuma ação foi excluída, o índice passará a ter 66 ações de 63 empresas. O anúncio dessa lista é importante porque serve de base para as carteiras dos fundos atrelados ao seu desempenho, os chamados Exchange Traded Funds (ETF) e dos fundos passivos. Além disso, o Ibovespa também serve como uma espécie de guia dos grandes investidores locais e internacionais na hora de montarem seus investimentos.

Nos cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice são Vale ON (10,856%), Itaú Unibanco PN (10,796%), Bradesco PN (8,462%), Petrobras PN (6,899%) e Petrobras ON (4,961%).

Para efeitos de comparação, os ativos que apresentaram o maior peso na composição da carteira anterior do índice, válida de 3 de setembro de 2018 a 4 de janeiro de 2019, foram: Vale ON (12,886%), Itaú Unibanco PN (10,442%), Bradesco PN (7,180%), Petrobras PN (6,444%) e Ambev (6,421%).

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Análise

Sem o “forward guidance”, Banco Central arranca bola de ferro dos pés

Decisão do BC de abrir mão do compromisso de não mexer com os juros foi acertada, mas a adoção do instrumento mais ajudou ou atrapalhou a economia?

sem "efeito Biden"

Vacinação e risco fiscal derrubam o Ibovespa em dia de festa em NY; dólar também recua

Euforia dos mercados internacionais com o “efeito Biden” foi barrada pelas incertezas domésticas e fez a bolsa brasileira ir na contramão de NY

taxa básica

BC mantém Selic em 2% ao ano, mas retira o ‘forward guidance’

Bolsa pode ter realização de lucros nesta quinta com derrubada de prescrição, diz especialista; decisão de hoje acontece em meio à alta dos preços das commodities e à valorização do dólar

novos rumos

Com Biden, meio ambiente entra no foco de comércio entre Brasil e Estados Unidos

Exportadores brasileiros passam a ter outro motivo de apreensão a partir de hoje, com a chegada de Joe Biden à Casa Branca

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies