Menu
2018-11-02T09:13:06-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Bolsa

‘Rali Bolsonaro’ leva o Brasil para a liderança entre as ações de países emergentes no ano

As ações brasileiras registraram uma valorização de 19,03% em dólares em outubro com o cenário que confirmou a vitória do capitão nas eleições presidenciais

2 de novembro de 2018
6:07 - atualizado às 9:13
Jair Bolsonaro
Disparada com cenário de vitória de Bolsonaro tirou o país das últimas posições que ocupava até setembro Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Em um mês de terror para as bolsas americanas e que carregou junto os mercados emergentes, o Brasil, quem diria, foi uma ilha de prosperidade.

Impulsionada pelo "rali Bolsonaro", as ações brasileiras registraram uma valorização de 19,03% em dólares em outubro. Os dados são do banco americano Goldman Sachs e têm como base o principal fundo de índice (ETF) brasileiro em Nova York.

A disparada do mês passado tirou o país das últimas posições que ocupava até setembro para a liderança no ano entre os emergentes. Ainda assim, o ETF brasileiro acumula uma queda de 0,74% em 2018.

Enquanto os investidores por aqui comemoravam o cenário que consolidou a vitória de Jair Bolsonaro no último domingo, as bolsas americanas sofreram com as incertezas sobre o setor de tecnologia e dúvidas sobre a continuidade do longo ciclo de alta do mercado de ações.

Em outubro, o índice S&P 500 registrou queda de 6,94% e o Nasdaq, de 9,20%. A onda de pessimismo contaminou o índice de mercados emergentes, que recuou 8,76%.

A queda no mês passado ampliou a baixa das ações emergentes no ano para 16,89%. O pior desempenho é o da Turquia, que despenca 46,27% entre janeiro e outubro.

Gringos fora

A festa das ações brasileiras com o rali Bolsonaro praticamente não teve convidados de fora. Ao contrário, os gringos aproveitaram a alta recente para se desfazer de parte de suas posições por aqui e cobrir as perdas com as bolsas lá fora.

Esse movimento se reflete nos números. Depois do resultado do primeiro turno, que colocou Bolsonaro como o amplo favorito nas eleições, os estrangeiros sacaram US$ 2,5 bilhões da B3.

E não foi só do Brasil que eles sacaram dinheiro. Os mercados de ações dos países emergentes como um todo sofreram o maior saque de recursos desde agosto de 2013. No total, houve uma saída bruta de US$ 17,1 bilhões dos portfólios de ações emergentes no mês passado.

A expectativa de muitos investidores no mercado é que os gringos não fiquem de fora por muito tempo. Principalmente se a tal agenda liberal do capitão e sua equipe sair do papel, com medidas como a reforma da Previdência e a independência do Banco Central.

Ou seja, se os estrangeiros trouxerem seus dólares de volta, a bolsa deve alçar voos ainda mais altos. Ontem, o Ibovespa fechou no patamar recorde de 88.419 pontos, em alta de 1,14%.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Chocolate vitaminado

Advent investe na dona da Kopenhagen e Brasil Cacau

O valor do negócio não foi divulgado. Mas uma parte do dinheiro deve ser usada para expandir a rede do Grupo CRM, que conta com mais de 800 lojas — a maior parte no modelo de franquia

De virada

Ibovespa aproveita bom desempenho da Petrobras e estreia no quarto trimestre com virada contra cautela

Com virada da bolsa a partir do meio da tarde, cautela com os cenários político e fiscal locais ficou restrita aos mercados de câmbio e juros

desinvestimentos liberados

STF decide que Petrobras não precisa de aval do Congresso para vender refinarias

Corte apreciava pedido do Senado, que alegava que o governo estaria desmembrando a empresa para vender ativos; estatal pode prosseguir com plano de desinvestimentos

Peac-Maquininhas

BNDES inicia novo programa de empréstimo de no máximo R$ 50 mil

Linha é para microempreendedores e pequenos negócios; Peac-Maquininhas é uma linha de crédito com recursos do Tesouro, que serão emprestados via BNDES

respostas ao mercado

CVC: 5 dúvidas do mercado sobre a empresa, após atrasos no balanço

Operadora de viagens divulgou os números do primeiro trimestre, com prejuízo de R$ 1,1 bilhão, e promoveu uma teleconferência com analistas; veja os principais pontos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements