Menu
2019-05-06T21:26:46+00:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Todos ligados na TV Câmara

Reforma da Previdência volta a andar no Congresso Nacional

Depois de uma semana de “descanso”, deputados retomam debates sobre o texto na Comissão Especial. Na pauta, o plano de trabalho e 100 requerimentos

7 de maio de 2019
4:55 - atualizado às 21:26
Comissão Especial Previdência
Instalação da Comissão especial da reforma da Previdência e eleição do presidente e dos vice-presidentes - Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A Comissão Especial destinada a avaliar a reforma da Previdência tem reunião na tarde desta terça-feira, 14h30. Em discussão, o plano de trabalho do presidente, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), e do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

O mercado deve acompanhar as sessões de perto, fazendo contas e aguardando o relatório de Moreira, que vai dar uma boa ideia de qual será o tamanho da reforma, ou quanto do R$ 1,2 trilhão proposto pelo Executivo vai sobrar após as negociações políticas. O texto poderá sofrer novas modificações no plenário na Câmara.

Na semana passada, Ramos anunciou que a ideia é realizar audiências públicas com autoridades e especialistas ao longo do mês de maio e debater o conteúdo da reforma no mês de junho, já que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pretende votar o texto em julho, no plenário. A oposição já disse que quer alongar mais os debates.

O plano de trabalho será debatido hoje na Comissão Especial, que também vai avaliar os 100 requerimentos já apresentados pelos deputados. Já há convites para ouvir o ministro Paulo Guedes, por exemplo. Deverão ser ouvidas cerca de 60 pessoas, entre membros do governo, academia e de diferentes associações. A ideia inicial era fazer três sessões por semana.

No período das audiências públicas também ocorre a apresentação de emendas ao texto. Por ora, há apenas três emendas já formalizadas, uma tratando de aposentadorias rural e outras duas sobre as regras de transição para aposentadorias especiais e de professores.

Em artigo semanal publicado no jornal “Agora” do Amazonas, Ramos volta a dizer que a reforma da Previdência “é o Plano Real dessa geração”, mas pondera que é preciso um compromisso social com as pessoas mais humildes. Por isso, diz que agirá como “um guardião das aposentadorias de trabalhadoras rurais, pescadores, professores e dos benefícios de idosos e deficientes de baixa renda”.

Votos

Segundo Ramos, a votação do relatório de Samuel Moreira tem que ser coordenada com a construção de maioria no plenário. “Não adianta votar na comissão sem garantia de maioria no plenário”, disse na semana passada.

A Comissão Especial tem até 40 sessões para debater o tema. Quanto antes o texto sair de lá, é sinal de que o governo já angariou os 308 votos necessários para aprovação em plenário.

Para aprovação na Comissão Especial são necessários 25 votos dos 49 deputados que participam. Na semana passada, o governo disse já ter 19 desses votos, outros 13 condicionam a aprovação a modificações no texto.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Desidratação

Os pontos mais criticados pelos deputados envolvem as mudanças na aposentadoria rural, no BPC e no abono salarial. Juntas, essas medidas representam cerca de R$ 308 bilhões, da economia de R$ 1,2 trilhão estimada pelo governo.

O secretário Especial de Previdência, Rogério Marinho, diz que o governo vai defender a integralidade da proposta. Tanto Marcelo Ramos quanto Samuel Moreira já deram indicações de que podem procurar outras fontes de receita para os itens que venham a ser modificados.

Também há um embate entre deputados e governadores sobre a extensão das novas regras previdenciárias para os entes federados. Estudo do Ministério da Economia mostra uma economia de R$ 350 bilhões para os Estados.

Os governadores, segundo o ministro Paulo Guedes, dizem precisar da reforma e apoiam as novas regras. Mas os deputados do chamado Centrão, cobram uma defesa explícita pelos governadores, que estariam criticando a reforma em suas bases eleitorais, deixando o ônus da matéria apenas com os parlamentares.

Sem reeleição

Também na semana passada, o deputado Paulinho da Força (SD-SP) disse que o Centrão quer uma reforma que não garanta a reeleição de Bolsonaro.

A fala serve para lembrar que a lógica da política é o poder e que por mais que os deputados falem em “pensar no povo” ou em um “bem maior”, as negociações terão de envolver a divisão de poder e de eventuais dividendos eleitorais com a reforma.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

o novo sempre vem

Novo Mercado, nível 1 ou 2: Diga-me a governança da ação e eu te digo quais são os direitos do investidor

Segmento da B3 estabeleceu maior nível de governança entre as empresas e amenizou conflitos entre minoritários e controladores; são hoje 142 empresas no Novo Mercado

De olhos bem abertos

Dez bancos serão investigados por supostos abusos na oferta de consignado a idoso

As empresas têm dez dias para apresentar defesa e, posteriormente, se confirmados os indícios de infração, poderão ser multadas em até R$ 9,7 milhões. As notificações estão formalizadas no Diário Oficial da União (DOU) em despachos do DPDC, órgão da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Seu Dinheiro na sua noite

E o Oscar vai para…

As histórias que mexeram com seus investimentos hoje

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: O FGTS no centro das discussões, os planos da Oi e os balanços dos bancos

Seu Dinheiro traz o cenário esperado para bolsa, renda fixa, imóveis, fundos imobiliários, criptomoedas e câmbio

De olho na Ásia

AB Inbev, de Jorge Paulo Lemann, vende filial australiana e quer retomar IPO na Ásia

Depois de desistir de vender uma participação de 15% em suas operações na Ásia e Austrália na semana passada, a companhia pode fazer uma nova tentativa de oferta inicial de seus negócios asiáticos para reduzir o seu endividamento

Novo negócio

BTG Pactual reforça atuação no varejo com compra de 80% da plataforma de investimento da Ourinvest

Banco manterá a Ourinvest como empresa independente do BTG Pactual digital, plataforma de investimentos voltada para o público de varejo

Balanço surpreendente

Sabe quem é a bola da vez no mercado americano? A boa e velha Microsoft

A Microsoft reportou resultados trimestrais fortes e, com isso, suas ações atingiram uma nova máxima histórica. E analistas veem mais espaço para as ações da empresa fundada por Bill Gates continuarem subindo

Com pouco apetite para consumir

Intenção de consumo das famílias recua 1,7% em julho, na 5ª queda consecutiva

“O consumidor segue cauteloso, condicionado pelo nível de endividamento e pelo mercado de trabalho, em que o desemprego vai se mostrando persistente”, avalia o presidente da CNC, José Roberto Tadros em nota

Vish!

Decisão de Toffoli pode travar 6 mil inquéritos e ações contra facções e tráfico

Entre janeiro de 2014 e junho de 2019, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras, braço do Ministério da Economia, produziu 1.586 Relatórios de Inteligência Financeira (RIFs) sobre organizações, inclusive as que controlam presídios

promessa

Usando tecnologia e patriotismo, vamos prestar serviços para o Estado, diz novo presidente do BNDES

Segundo Gustava Montezano, a ideia é assessorar governos a fazerem privatizações, concessões ao setor privado e reestruturações financeiras. 

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements