Menu
2019-10-08T12:31:42+00:00
recessão à vista?

Perto de 90% do PIB mundial deve desacelerar em 2019, aponta FMI

Para Kristalina Georgieva, nova diretora-gerente do FMI, a diminuição da velocidade do PIB global está relacionada com um conjunto de fatores que tem como ponto comum o que classificou de “fraturas”

8 de outubro de 2019
12:22 - atualizado às 12:31
pib crescimento
Imagem: Shutterstock

Perto de 90% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial deve desacelerar em 2019, pois a economia global está em sincronizada redução de velocidade, uma situação bem diferente da registrada há dois anos, quando 75% do PIB do planeta apresentava expansão, apontou Kristalina Georgieva, a nova diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), em seu primeiro discurso no cargo.

"A ampla desaceleração significa que o crescimento (global) neste ano atingirá o nível mais baixo desde o começo da década", destacou Kristalina no texto preparado para o pronunciamento. "Na próxima semana, iremos divulgar (o relatório) Perspectiva Econômica Mundial que irá mostrar redução das previsões para 2019 e 2020."

De acordo com a diretora-gerente do FMI, o mundo passa por uma situação complexa, pois ao mesmo tempo em que os Estados Unidos e a Alemanha apresentam taxas de desemprego em patamares muito baixos, há perda de vigor das suas economias, o que também ocorre em toda a zona do euro e Japão. "Em alguns dos maiores mercados emergentes, como a Índia e o Brasil, a desaceleração é ainda mais pronunciada neste ano." No caso da China, ela destaca que o PIB está gradualmente reduzindo seu ritmo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Para Kristalina Georgieva, a diminuição da velocidade do PIB global está relacionada com um conjunto de fatores que tem como ponto comum o que classificou de “fraturas”. Ela ponderou que a expansão do comércio internacional “está quase parada”.

"A atividade manufatureira e o investimento enfraqueceram substancialmente em parte devido a tensões comerciais", apontou a búlgara. "Há sérios riscos de que serviços e consumo poderão ser afetados logo." Segundo ela, incertezas geradas por pelas disputas no comércio global e também pelo Brexit e por questões geopolíticas estão coibindo o potencial de expansão do mundo.

“Mesmo com a retomada do crescimento em 2020, as fendas atuais podem levar a mudanças que vão durar uma geração - cadeias de fornecedores quebradas, setores de comércio isolados, um ‘muro de Berlim digital’ que forçará países a escolher entre sistemas de tecnologia", ressaltou Kristalina.

“Todos perdem com uma guerra comercial”, apontou a diretora-gerente do Fundo. Para ela, os conflitos nesta área podem significar uma perda próxima a US$ 700 bilhões em 2020 ou 0,8 ponto porcentual do PIB global, aproximadamente o tamanho da economia da Suíça. Por outro lado, ela ponderou que os países precisam enfrentar preocupações legítimas com práticas comerciais, especialmente em relação a subsídios, propriedade intelectual e transferência de tecnologias.

Kristalina Georgieva destacou que para avançar o crescimento global e tornar as economias de países mais resilientes são necessárias cooperação internacional e "ações sincronizadas de políticas."

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ações para uma vida

Conheça os 5 maiores investimentos da carteira do bilionário Warren Buffett

Em junho deste ano, a holding de Warren Buffett detinha na carteira ações de 47 companhias. Mas cinco delas representavam 69% do total em valor de mercado. Confira quais são as queridinhas do “oráculo de Omaha”

QUER GANHAR DINHEIRO?

5 estratégias para lucrar na bolsa olhando apenas os gráficos

Quem souber interpretar esses movimentos pode ter insights valiosos sobre a tendência de preços.

Impasse sem fim

Hoje não? Hoje sim. Parlamento britânico volta a adiar votação sobre acordo do Brexit

Foi um duro golpe para primeiro-ministro Boris Johnson, que poderá se ver obrigado a pedir à União Europeia o adiamento da saída do Reino Unido

Sócios na bolsa

Banco do Brasil atrai mais de R$ 7 bilhões em recursos de pessoas físicas em oferta de ações

Uma parcela de 30% da emissão do Banco do Brasil foi destinada ao varejo, embora a demanda fosse suficiente para cobrir o total da oferta, de R$ 5,8 bilhões

O melhor do Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Um novo modelo para o concurso público

Durante um bom tempo, se você digitasse “Banco do Brasil” no Google, a primeira palavra sugerida para a busca seria “concurso”. Ainda hoje o termo aparece bem à frente nas pesquisas do site do que “investimentos”, por exemplo. A estabilidade de uma carreira no serviço público continua sendo a aspiração de muita gente, ainda mais […]

Governança corporativa

Após vender Via Varejo, GPA dá novo passo para migrar ações ao Novo Mercado da B3

Pão de Açúcar publicou o primeiro aviso da oferta pública de aquisição (OPA) da Almacenes Éxito, que possui ações listadas na Colômbia, dentro da reestruturação das operações do grupo francês Casino na América Latina

Maquininhas de cartão

Luz verde! UBS inicia cobertura de ações da Stone com recomendação de compra

O preço-alvo para as ações da Stone, que são negociadas na Nasdaq, foi definido em US$ 42, o que representa um potencial de alta da ordem de 23%

Briga política

Bolsonaro quer processar deputado que o chamou de ‘vagabundo’

Em áudio vazado de uma reunião interna da legenda, o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir, também disse que vai “implodir” o presidente Jair Bolsonaro

Smartphone

Com iPhone 11 mais barato, Apple volta a atrair fila de lançamento

Preços do iPhone 11 ainda são salgados e variam entre R$ 5 mil e R$ 9,6 mil, mas estão um pouco abaixo de 2018, quando a Apple lançou o modelo XR por pelo menos R$ 5,2 mil

Sopa de letrinhas

Entenda como funciona o rating, a nota de crédito dos países e das empresas

A avaliação sobre a capacidade financeira de países e empresas de uma maneira padronizada serve para que os investidores conheçam o nível de risco a que estão se expondo na hora de comprar títulos de dívida. Eu conto para você o conceito que está por trás dessas notas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements