Menu
2019-05-10T10:30:49+00:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Vídeo

O que é essa tal de reunião do Copom e o que raios eu tenho a ver com isso?

Entenda a função do Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central, e como ele pode afetar a sua vida

10 de maio de 2019
5:30 - atualizado às 10:30

Na última quarta-feira (08), o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) manteve a taxa Selic em 6,5% ao ano. Mas se você chegou agora ao mundo do economês e não faz ideia do que eu estou falando, o vídeo a seguir vai te explicar, em três minutinhos, o que é o Copom, qual a sua função, quem é essa tal de Selic e o que raios tudo isso tem a ver com a sua vida e o seu bolso.

Confira na íntegra a transcrição do texto do vídeo sobre o que é o Copom e como ele afeta a sua vida

Volta e meia você deve ouvir falar de uma tal de reunião do Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central. Esse evento, que acontece a cada 45 dias, tem grande importância para a economia brasileira e os investidores. Mas você sabe por quê? Reunião do Copom: e eu com isso?

O Copom é formado pelo presidente do Banco Central e os seus diretores, que se reúnem por dois dias, a cada período de um mês e meio, para decidir sobre os rumos da taxa básica de juros, a Selic. Em outras palavras, o Copom decide se a Selic será mantida, aumentada ou cortada, de acordo com as perspectivas econômicas.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A taxa Selic é o principal instrumento de política monetária do país. É por meio dela que o Banco Central controla a inflação. É que a Selic serve de parâmetro para todas as taxas de juros praticadas por aí: os empréstimos e financiamentos bancários e também aqueles feitos via mercado de capitais, na figura das aplicações de renda fixa. Isso quer dizer que a Selic serve de referência para a remuneração dos títulos públicos federais, que é a dívida do governo, e para os títulos de renda fixa privada, tanto de bancos como de empresas.

O raciocínio geral é o seguinte: qualquer transação de crédito com mais risco do que emprestar dinheiro para o governo federal tem que ter um juro maior do que a Selic. Então quando o Copom baixa a taxa básica de juros, ele abre um espaço pra que todas as taxas de juros do sistema financeiro caiam. Quando ele aumenta a taxa, os juros no geral também tendem a aumentar.

Quando temos uma expectativa de aumento inflacionário, o Bacen pode elevar a Selic para encarecer o crédito e desestimular o consumo, de forma a baixar a inflação. Do contrário, quando a alta dos preços está mais controlada, o Bacen pode optar por baixar a taxa básica de juros de forma a incentivar o consumo e os investimentos e, com isso, estimular a atividade econômica. Ou seja, a Selic também pode ser usada como ferramenta de estímulo ao crescimento.

E como isso afeta o seu bolso? Bem, de forma geral, uma Selic mais alta ou com expectativa de alta beneficia os ativos de renda fixa pós-fixada, que são aqueles com remuneração atrelada à própria Selic ou ao CDI, uma taxa que anda coladinha com a taxa básica. Já uma Selic mais baixa ou em queda tende a beneficiar a renda fixa prefixada, o mercado imobiliário e os investimentos em renda variável, como é o caso das ações.

Por isso, é interessante que o investidor esteja sempre de olho nas reuniões do Copom e também na ata do evento, divulgada uma semana depois. O texto pode dar pistas do que esperar pra próxima reunião.

Gostou do vídeo? Então se inscreve no canal do Seu Dinheiro no YouTube e clica no sininho pra receber as notificações. E pode deixar dúvidas e ideias pra outros vídeos no campo dos comentários.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Economia aquecida?

Empresários esperam queda na inadimplência e mais investimentos até o fim do ano

Pesquisa também mostra que 55% das empresas têm a intenção de aportar recursos em novos produtos e serviços, 53% querem dar um upgrade tecnológico e 46% capacitar seus profissionais

Seu Dinheiro na sua noite

O elefante na loja de cristais dos mercados

No seu livro Princípios – leitura obrigatória (ao lado do meu romance Os Jogadores, é claro…) –, Ray Dalio afirma que o importante para quem investe não é prever o futuro, mas captar mudanças no ambiente econômico enquanto elas estão acontecendo. O bilionário gestor do maior “hedge fund” do mundo sabe que é natural os […]

Sete blocos envolvidos

MPF entra com ação para impedir leilão de petróleo ao lado de Abrolhos

MPF na Bahia sustenta que blocos não deveriam ir a leilão sem os devidos estudos ambientais prévios

Papel passado

Bolsonaro sanciona com vetos MP da liberdade econômica

Presidente disse durante a cerimônia de sanção que o governo avalia projeto para incentivar a abertura de empresas

OUÇA O QUE BOMBOU NA SEMANA

Podcast Touros e Ursos: A Selic caiu novamente. E agora, como ficam os seus investimentos?

Repórteres do Seu Dinheiro trazem em podcast semanal um panorama sobre tudo o que movimentou os seus investimentos nesta semana

A grana tá solta

Governo libera R$ 12,459 bilhões do Orçamento de 2019 e educação leva a maior fatia do bolo

Parte desse dinheiro não poderá ser distribuída livremente já que, do total, R$ 2,6 bilhões vêm das receitas recuperadas por meio da Operação Lava Jato

Tesourada no governo também

Ministério da Economia corta projeção da Selic em 2019 de 6,2% para 5,9%

Projeção para o câmbio médio deste ano passou de R$ 3,8 para R$ 3,9. Já a estimativa para a alta da massa salarial passou de 5,5% para 4,9%

Meio ambiente em jogo

Amazon entra na onda verde e assina acordo ambicioso para combater mudanças climáticas

Como parte do plano, Bezos disse ainda que vai adquirir 100 mil vans de entregas elétricas da startup de veículos elétricos Rivian e que elas vão começar a rodar a partir de 2021

O céu é o limite?

Ações da Braskem disparam na bolsa após notícias sobre venda pela Odebrecht

Construtora teria recontratado a empresa Lazard para dar continuidade às negociações de venda da sua participação na Braskem

Nova tecnologia

Tim prepara novos polos de testes do 5G no Brasil

“Queremos disponibilizar a tecnologia o quanto antes para que os desenvolvedores comecem a projetar aplicações. Quando o 5G chegar, elas já estarão disponíveis”, explicou, em entrevista ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements