Menu
2019-11-01T14:30:31+00:00
Gesto simbólico

Guedes diz que Bolsonaro entregará com ele propostas de reformas no dia 5

Ministro da Economia citou o gesto como sinal de que há apoio do presidente à agenda de reformas

1 de novembro de 2019
14:30
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Imagem: Carolina Antunes/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira, 1º de novembro, que o presidente da República, Jair Bolsonaro, irá com ele entregar o novo pacote de propostas de reformas ao Congresso Nacional, na próxima terça-feira, 5.

O ministro citou o gesto como sinal de que há apoio à agenda de reformas, mesmo após declarações como a do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que citou a possibilidade de uma repetição do Ato Institucional nº. 5 (AI-5), e da repercussão dos protestos de rua no Chile, frequentemente citado como modelo de reformas liberalizantes.

"Acredito muito na maturidade da democracia brasileira", afirmou Guedes, após a assinatura do termo aditivo do contrato de "cessão onerosa" da União com a Petrobras, no Rio.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Segundo o ministro, a agenda de reformas no Brasil "segue o processo democrático". Como revelou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) no início da semana, Guedes vai enviar ao Congresso um pacote com cinco eixos para conter os gastos do governo federal: PEC Emergencial, reforma administrativa, PEC DDD, pacto federativo e plano de ajuda a Estados.

Questionado sobre as manifestações no Chile, Guedes, que trabalhou no país sul-americano com economistas formados na Universidade de Chicago, disse que acreditava na "maturidade" da mídia brasileira em não fazer "comparações equivocadas".

"Toda vez que se fala em Chile penso na Venezuela", afirmou Guedes, após lembrar que também houve manifestações no país vizinho.

Conforme o ministro, a comparação entre os dois países mostra o sucesso do modelo chileno. Antes das reformas liberalizantes, nos anos 1970 e 1980, durante a ditadura militar de Augusto Pinochet, o Chile tinha uma renda per capita equivalente a de Cuba e hoje, a renda dos chilenos é o dobro da brasileira, afirmou Guedes.

No Brasil, o que o ministro vê é um quadro de "maturidade das instituições". "Desentendimentos eventuais" fazem parte, segundo ele, e há, em Brasília, um "aperfeiçoamento crescente e ininterrupto" das instituições, disse Guedes.

Para o ministro, os desentendimentos podem ir "até onde não ameaça a liberdade e o direito dos outros". Segundo Guedes, a agenda de reformas tem sido objeto de "contatos constantes" entre o Executivo e demais poderes.

"O Brasil está funcionando bem. Não podemos nos levar seja pelo que aconteceu na Venezuela, seja pelo que acontece no Chile", afirmou o ministro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Novidades à vista

Bolsonaro anuncia a aliados saída do PSL e que trabalhará para criar novo partido

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) disse esperar que Bolsonaro presida o novo partido. Segundo ela, a primeira convenção da sigla será realizada em 21 de novembro. Ainda de acordo com ela, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) sairá de imediato do partido.

Seu Dinheiro na sua noite

Um buraco na estrada do céu

Uma súbita perda de altitude, seguida por uma forte turbulência, me pegou durante um voo com a família para a Europa, em 2015. Eu já havia passado por instabilidades do tipo antes, mas essa foi a primeira sem o aviso prévio do piloto. Éramos 20 pessoas entre adultos e crianças que partiam para celebrar as […]

Depois do fracasso

Área não arrematada no leilão de petróleo e gás deverá ser apreciada pelo PPI

De acordo com o governo, os parâmetros de bônus de assinatura e de lucro-óleo deverão ser revistos para baixo

Novidades

Fundação de Bill Gates e esposa estão de olho em projeto que cria metal que flutua

A iniciativa da Universidade de Rochester envolve o desenvolvimento de uma estrutura que pode ser utilizada para construir navios ou cidades flutuantes. As informações são da Business Insider

Relação mais que abalada

Trump volta a atacar Fed e diz que BC americano coloca EUA em desvantagem competitiva

Trump voltou a dizer que o Fed, que reduziu a taxa dos Fed funds três vezes neste ano, foi “muito lento” ao cortar juros

Tema mais do que esperado

CAE do Senado aprova projeto de autonomia do Banco Central

Relatório, do senador Telmário Mota (PROS-RR), confere a chamada autonomia formal ao BC, para execução de suas atividades

Comércio

Trump: Acordo com China está próximo, mas só aceitamos se for bom para os EUA

Presidente Donald Trump disse que não culpa a China pelas trapaças no comércio internacional, mas sim seus antecessores que não fizeram nada

Já que não vale PEC...

Alcolumbre levanta possibilidade de Assembleia Constituinte para discutir prisão em 2ª instância

Parlamentares pressionam o presidente do Senado a pautar uma Proposta de Emenda à Constituição autorizando a prisão após segundo julgamento

caso na justiça

Santander ganha causa no TST contra analista demitida por texto contrário a Dilma

Em junho de 2014, a funcionária do banco foi responsável por um documento divulgado a um grupo de clientes que afirmava que a reeleição da então presidente seria negativa para os mercados

Projeção do Fausto

Se passar dos R$ 4,20, dólar pode ir a R$ 5

Neste vídeo, o analista gráfico faz projeções para Ibovespa, S&P 500, dólar, ouro e petróleo, além de falar de 16 ações para ficar de olho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements