Menu
2019-04-05T10:22:24+00:00
Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Vídeo

Como investir na bolsa: o que você precisa fazer para conseguir comprar e vender ações

Do ponto de vista prático, você sabe qual o primeiro passo para começar a negociar ações na bolsa de valores? Neste vídeo eu te conto tudo que você precisa saber para se habilitar a investir na bolsa

8 de março de 2019
5:30 - atualizado às 10:22

Investir em ações diretamente exige um certo conhecimento sobre as empresas, os setores e a economia. Mas também requer algum conhecimento prático: afinal, por onde começar? Como se habilitar para negociar ações? O que significa comprar uma ação e quais os conceitos por trás do investimento? E quanto custa? No vídeo a seguir, eu respondo a essas e a outras questões sobre como investir na bolsa:

Leia, a seguir, a transcrição do texto do vídeo.

Como investir na bolsa

Uma ação é a menor parcela do capital social de uma companhia. Quem compra ações de uma empresa se torna dono de um pedaço dela. E, como tal, se torna sócio, com os mesmos direitos e deveres de qualquer outro sócio, na proporção da quantidade de ações que possui. Por meio da bolsa de valores, qualquer pessoa física pode se tornar acionista de uma empresa de capital aberto, sujeita a uma série de regras de transparência e governança. Quer saber como investir na bolsa? Então vem comigo!

Para investir diretamente em ações, você precisa, primeiro, abrir conta em uma corretora de valores devidamente credenciada junto à CVM, a Comissão de Valores Mobiliários. As corretoras atuam como intermediárias nesse mercado, mas as ações ficam custodiadas na bolsa no nome do investidor.

O processo de abertura de conta hoje em dia geralmente é bastante simples. Dá para fazer tudo pela internet. Mas você tem que preencher um cadastro e responder a algumas perguntas sobre o seu patrimônio e o seu perfil de investidor.

O mais comum é que as pessoas físicas comprem e vendam ações por meio do home broker, um tipo de plataforma de negociação on-line disponível na maioria das corretoras que atendem o segmento de varejo. Outra opção é dar as ordens por telefone, por meio da mesa de operações, mas os custos, nesse caso, podem ser um pouco diferentes.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

O investimento em ações tá sujeito a três tipos de custos: a taxa de corretagem, geralmente cobrada por ordem; a taxa de custódia, que geralmente é mensal; e os emolumentos pagos à bolsa de valores. Algumas corretoras isentam o investidor de taxa de custódia e elaboram pacotes com preços de corretagem diferentes de acordo com o perfil do investidor. A concorrência nesse segmento é grande, então o ideal é pesquisar e comparar bastante antes de escolher a sua corretora.

O investimento em ações tem alto risco de mercado, porque os preços dos papéis flutuam muito. O investidor pode ter ganhos bem superiores aos da renda fixa no longo prazo, mas é preciso ter estômago para aguentar as oscilações.

Além de ser possível ganhar com a valorização das ações, você também pode lucrar com a distribuição de proventos: os dividendos e os juros sobre capital próprio.

Quando as companhias abrem o capital e realizam um IPO (Initial Public Offering), a oferta pública inicial de ações, geralmente os investidores compram os papéis da própria empresa, e o dinheiro vai para o caixa da companhia. Nesse caso, o investidor precisa reservar a quantidade de ações que deseja comprar no dia da abertura.

Já as negociações mais corriqueiras do dia a dia são feitas entre os investidores. O dinheiro vai para o bolso do vendedor, e não para o caixa da empresa.

Se você gostou do vídeo sobre como investir na bolsa, assina o nosso canal de YouTube! E deixa as suas dúvidas e sugestões para outros vídeos no campo dos comentários.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Começando os trabalhos

Petrobras começa a negociar ATC 2019 e Eletrobras vai para 4ª reunião

Empresa estatal vai juntar os 18 sindicatos da categoria em um único encontro nesta quarta-feira, 22

Contrato assinado!

Valid anuncia que vai imprimir as provas do Enem 2019

Empresa ficará responsável pela diagramação, manuseio, embalagem, rotulagem e entrega aos Correios do caderno de provas

Novata no ar?

Anac deve aprovar autorização para Air Europa operar voos domésticos no país

Há expectativa de aprovação do processo incluído na pauta da reunião da direção do órgão marcada para 16h30 da quarta-feira

Corre-corre

Líder do governo no Senado anuncia acordo para votar 4 MPs até quinta-feira

Entre as pautas estão a abertura do setor aéreo para o capital estrangeiro, a ajuda financeira a Roraima, a criação da NAV Brasil e a reforma administrativa

Seu Dinheiro na sua noite

Um passeio pelas dunas do Ibovespa

Aos turistas que contratam um passeio de buggy nas dunas das praias nordestinas são dadas duas opções: com ou sem emoção. Já para quem investe na bolsa cabe apenas a segunda alternativa, e à bordo de uma velha Brasília. Na última descida, muita gente quase foi arremessada ou se jogou para fora do veículo em […]

Desconto de até 90%

Caixa fará mutirão para renegociar dívidas de 3 milhões de clientes

Expectativa da instituição é recuperar pelo menos R$ 1 bilhão em créditos que já estavam fora do balanço, lançados como prejuízo

Mudanças nos impostos

Com reforma tributária, poder de compra poderá crescer 10% em 15 anos, diz Appy

Projeto unifica três tributos federais (IPI, PIS e Cofins), o ICMS e o ISS num único tributo, batizado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS)

Tocando o projeto do Congresso

Presidente da CCJ da Câmara diz que não vai esperar proposta de reforma tributária do governo

Fala de Felipe Francischini ocorre na semana em que um texto apresentado pelo deputado Baleia Rossi pode ser votado na comissão

Sem movimento no mercado

Vendas baixas fazem estoques do varejo ficarem estáveis em maio, diz FecomercioSP

Estabilidade nos estoques sinaliza que as vendas estão abaixo do esperado e que houve pausa na reposição dos produtos

A pauta é reforma da Previdência

Mudanças no BPC podem aumentar desigualdade e judicialização, diz pesquisadora

Governo Bolsonaro sugere que o BPC, que hoje é pago aos beneficiários (idosos e deficientes em situação de extrema pobreza) com 65 anos, passe para 70 anos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements