Menu
PUBLICAÇÕES SOBRE
Câmbio
Publicações
Fuga de capitais

Fluxos de capitais para emergentes devem ter recuperação modesta, diz IIF

Emergentes devem registrar “moderada” recuperação em fluxo de capitais no segundo semestre, aponta IIF, insuficiente para compensar as perdas

Sobe sem parar

Quebrando recordes: dólar fecha em alta e chega a R$ 5,26, nova máxima nominal de encerramento

O dólar à vista renovou mais uma vez os recordes de fechamento, pressionado pela cautela vista no exterior em relação aos impactos do coronavírus nos EUA

Fuga

Saída de dólar supera entrada em US$ 10,791 bilhões no ano até dia 27 de março, diz BC

Fluxo cambial do ano até 27 de março ficou negativo em US$ 10,791 bilhões, diz BC; em igual período de 2019, resultado era positivo em US$ 4,444 bilhões

Ações contra a crise

Gestora Persevera cobra do BC ‘coragem de agir’ e defende redução da Selic a zero

Na avaliação da Persevera, o choque do coronavírus vai provocar o colapso em uma economia que já vinha em um ritmo de atividade “anêmico”

Crise do coronavírus

André Esteves, do BTG Pactual, defende venda de reservas cambiais no combate à crise

Esteve disse que, para começar, o Banco Central poderia se valer do lucro recente obtido com as reservas, estimado pelo BTG entre US$ 10 bilhões e US$ 15 bilhões

Projeções difíceis

Prever PIB vai ser igual prever câmbio, diz secretário de política econômica

Secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida que o setor público “não tem tanta liberdade” para revisar projeções do PIB

BC atuante

BC injeta US$ 20 bilhões no câmbio em março, mas não evita disparada do dólar

Houve venda de US$ 8,1 bilhões no mercado à vista, de US$ 6 bilhões por meio de contratos de swap cambial e de US$ 6 bilhões por meio dos leilões de linha

Buscando novas máximas

Dólar fecha a R$ 5,19 com pessimismo global e expectativa de corte na Selic

O dólar à vista terminou a sessão cotado a R$ 5,19, após disparar pela manhã e atingir a marca inédita de R$ 5,20 na máxima. A perspectiva de novo corte na Selic, somada ao pessimismo externo, fizeram o mercado ficar na defensiva — e nem três leilões do BC adiantaram

Dia tranquilo no câmbio

Dólar passa por alívio e fecha em queda, mas segue acima dos R$ 5,00; juros curtos caem

De olho nas medidas econômicas para combate ao coronavírus, o dólar à vista caiu e se afastou das máximas, embora siga acima da linha de R$ 5,00; os juros fecharam em baixa, evidenciando a aposta em mais cortes na Selic

Crescimento menor, dólar maior

Santander corta projeção de PIB de 2% para 1% em 2020 e vê dólar a R$ 4,30

Choque global gerado pela pandemia do novo coronavírus subtrairá da atividade econômica brasileira 0,6 ponto percentual, enquanto os efeitos domésticos acarretarão em redução de 0,4 ponto do crescimento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements