Menu
2019-10-22T18:22:20+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Último gás

Alcolumbre inicia ordem do dia no Senado que inclui votação da reforma da Previdência

Essa é a última etapa antes da promulgação da reforma, oito meses após a chegada do texto ao Congresso Nacional

22 de outubro de 2019
17:12 - atualizado às 18:22
Presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).
Imagem: Roque de Sá/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), deu início no período da tarde desta terça-feira, 22, à ordem do dia no plenário para votar a reforma da Previdência em segundo turno. A proposta faz uma ampla mudança no sistema de aposentadorias e pensões no País, com a fixação de idades mínimas e regras de transição para quem está no mercado de trabalho.

Essa é a última etapa antes da promulgação da reforma, oito meses após a chegada do texto ao Congresso Nacional. A economia esperada é de R$ 800,3 bilhões em uma década.

O governo acompanha atentamente a votação para evitar mudanças de última hora.

No primeiro turno, a derrubada das alterações nas regras do abono salarial desidratou a reforma em R$ 76,4 bilhões.

A previsão de Alcolumbre é concluir a votação ainda nesta terça, tanto do texto-base quanto dos destaques, como são chamadas as propostas de mudança feitas pelos partidos no plenário da Casa.

Promulgação em 10 dias

Alcolumbre pretende agendar uma sessão do Congresso para promulgar a reforma daqui a 10 dias. Antes da votação em segundo turno da proposta em plenário, ele afirmou que quer agendar a promulgação com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Alcolumbre manifestou expectativa em concluir a votação ainda nesta terça-feira, 22. "Vou tentar", afirmou ao chegar ao Senado. Nos bastidores do plenário, na área do cafezinho de senadores, Alcolumbre recebeu o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, que manifestou gratidão ao presidente do Senado pela articulação para aprovação da proposta.

"Eu vim antes, na confiança e na certeza que o Senado vai responder", disse Ramos. O ministro afirmou que conversou com o presidente Jair Bolsonaro, em viagem pela Ásia, nesta terça sobre a votação da reforma. Bolsonaro teria classificado o agradecimento a Alcolumbre como um "belo gesto".

Aposentadoria de vigilantes

Em meio às negociações para aprovar a reforma, o governo acenou ao senador Paulo Paim (PT-RS) com a possibilidade de prever, na PEC paralela ou em lei complementar, a possibilidade de aposentadoria especial para vigilantes armados. A negociação está sendo costurada para evitar o risco de aprovação de um destaque do PT que abre brecha para a concessão de benefícios por periculosidade.

A intenção de Paim é contemplar vigilantes armados, mas a mudança proposta por ele acaba tendo abrangência maior e abre caminho para diversas categorias pleitearem aposentadoria mais facilmente, por causa da exposição à periculosidade.

O temor do governo é que Paim consiga convencer outras bancadas a apoiar a mudança. Por isso, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, sua equipe e o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), deflagraram uma intensa negociação no cafezinho ao lado do plenário do Senado.

Para o governo, a periculosidade não é questão previdenciária, mas trabalhista. Desde 1995, não há enquadramento de aposentadoria por categoria ou por periculosidade. O que existe é aposentadoria especial para exposição a agente nocivo - como no caso dos mineiros.

O governo não quer permitir a abertura para a periculosidade, mas acenou com a possibilidade de atender ao pedido de regra especial para vigilante armado. Em troca, Paim retiraria o destaque, que tem impacto potencial de R$ 23,2 bilhões. O senador petista ainda não respondeu sobre se há ou não acordo.

*Com Estadão Conteúdo.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

mexendo na reforma

Senado muda regra de cálculo de aposentadoria

Emenda aprovada pelos senadores voltaria com a regra anterior a reforma da Previdência, que poupava 20% dos salários mais baixos do cálculo da média do histórico de contribuição para definir o quanto uma pessoa receberia

agora vai?

Governo aprova regras para tentar acelerar privatização de pequenas e médias estatais

Nova resolução passa a valer imediatamente para estatais com receita operacional bruta anual inferior a R$ 300 milhões

Fundos

Investidor estrangeiro tem visão errada sobre Bolsonaro e não vai voltar ao Brasil, diz Rogério Xavier, da SPX

Lendário gestor responsável por administrar R$ 40 bilhões está comprado em dólar e se mostrou cético tanto com o crescimento do PIB como com o avanço da agenda do governo, mas espera juro baixo por um longo período

De olho no gráfico

As diferentes análises técnicas e uma resposta sobre se é hora de entrar na bolsa americana

No vídeo de hoje, falo sobre as diferentes formas de encarar a análise técnica e seus distintos métodos de aplicação

Seu Dinheiro na sua noite

O que o Banco Central diz sobre o dólar?

Responsável pela gestão de R$ 40 bilhões, Rogério Xavier é conhecido tanto por ser um dos mais brilhantes gestores de fundos do mercado brasileiro como por não ter papas na língua. Por isso mesmo acordei cedo para conferir a participação dele em um evento promovido pela XP Investimentos. A reportagem completa sobre a fala de […]

Negócio fechado

Petrobras bate o martelo e vende a Liquigás por R$ 3,7 bilhões

A Petrobras assinou nesta terça-feira o contrato para venda da Liquigás para o consórcio formado por Itaúsa, Copagaz e Nacional Gás Butano, por R$ 3,7 bilhões

Se livraram

CVM absolve ex-conselheiros que liberaram Eike Batista da ‘put’ de US$ 1 bilhão na OGX

Adriano Salvi, Jorge Rojas e Roberto Paulino foram acusados pela área técnica da CVM de violarem seu dever de diligência

Boas novas

Boeing afirma que recebeu 50 pedidos para aeronaves 737 Max

Entre os potenciais compradores estão a Air Astana, que é cazaquistanesa e que teria assinado um acordo de intenção para adquirir 30 jatos. As informações são da Bloomberg

Bye bye!

Bolsonaro assina carta de desfiliação do PSL

Carta abre caminho para que Bolsonaro possa assumir a presidência da sigla que decidiu fundar, o Aliança pelo Brasil

Migração

Depósitos na NuConta passam a ser feitos em RDB do Nubank por padrão, mas cliente pode voltar à versão antiga

Quem acessa o app do Nubank tem se deparado com um aviso dizendo que novos depósitos passarão a ser feitos no RDB da instituição; cliente, no entanto, pode optar por voltar aos títulos públicos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements