A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-02T19:38:16-03:00
Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flórida, e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

30 de junho de 2022
19:15 - atualizado às 19:38
Logo da MRV (MRVE3) nas cores verde e amarelo
Imagem: Divulgação

A Resia mostrou nesta quinta-feira (30) porque tem sido um dos grandes - se não o grande - destaques financeiros da MRV (MRVE3) nos últimos trimestres. A subsidiária norte-americana da incorporadora brasileira, anteriormente conhecida como AHS Residential, concluiu hoje a venda de dois empreendimentos por US$ 195 milhões (pouco mais de R$ 1 bilhão).

Os conjuntos Village at Tradition e Harbor Grove, localizados no estado da Flórida, renderam um lucro bruto de US$ 71,6 milhões (cerca de R$ 375 milhões) à empresa, com cap rate de 4,2% - o indicador calcula a média de retorno de capital investido em um imóvel.

Vale relembrar que a "galinha dos ovos de ouro" da MRV pode ganhar um sócio estratégico em breve. A construtora admitiu que há possibilidades tanto de entrada de um parceiro na empresa quanto de uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da subsidiária norte-americana.

Segundo os analistas, o movimento pode beneficiar as ações MRVE3. Para o Bank of America, por exemplo, a Resia ainda não foi precificada e "qualquer capitalização pode ser um gatilho".

MRV (MRVE3) anuncia recompra de ações

A venda dos dois empreendimentos não foi a única novidade anunciada pela MRV na noite de hoje. A companhia também informou ao mercado que dará início a um novo programa de recompra de ações.

Com vigência até 31 de dezembro, a operação trará até seis milhões de ações para o caixa da empresa. O número representa cerca de 2% do total de ações da construtora em circulação no mercado.

O programa de recompra ocorre em meio à queda dos papéis MRVE3, que acumulam um recuo de quase 31% neste ano.

Mas o "desconto" pode não ser o único motivo por trás da recompra. Entre outros fatores, as empresas adotam o programa de recompra quando:

  • acreditam que suas ações estão baratas ou mal avaliadas pelo mercado;
  • precisam distribuir ações aos executivos como bônus e não querem emitir novos papéis;
  • querem gerar valor ao acionista que continua em sua base, apesar da instabilidade do mercado.

O que muda para os acionistas?

Até que a MRV decida qual será o destino das ações recompradas, os efeitos para os acionistas ainda são incertos.

Mas há dois cenários mais prováveis. O primeiro prevê que, se os papéis forem cancelados, o acionista termina, proporcionalmente, com uma fatia maior da empresa, o que pode engordar sua contas de dividendos.

Já se os ativos permanecerem guardados na tesouraria para uma oferta no futuro, o acionista terá ganhos apenas após sua venda. Nesse caso, o ganho de capital fará parte do lucro, o que também influencia na distribuição de proventos.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sente pressão do Fed e recua na semana, enquanto ethereum (ETH) sustenta alta impulsionada pela “The Merge”; entenda

18 de agosto de 2022 - 20:25

O ethereum (ETH) vence a letargia do mercado hoje ainda impulsionado pela The Merge, atualização que, segundo analista, foi enfim “descoberta” pelo mercado

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro aparece no retrovisor de Lula, mas petista ainda pode levar no primeiro turno, segundo Datafolha

18 de agosto de 2022 - 20:00

Essa é a primeira pesquisa de intenção de voto divulgada após o início oficial da campanha presidencial, que começou há dois dias

REBATEU FAKE NEWS

“Estou meio acostumada a tomar paulada”: Luiza Trajano fala sobre política, empreendedorismo e os desafios do Magalu (MGLU3)

18 de agosto de 2022 - 19:13

A empresária rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome e comentou as perspectivas do varejo no TAG Summit 2022

MAIS UM PASSO

Unindo os jalecos: acionistas do Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) aprovam a fusão entre as companhias

18 de agosto de 2022 - 19:12

Os acionistas de Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) deram aval para a junção dos negócios das companhias; veja os detalhes

o melhor do seu dinheiro

Ibovespa faz o dever de casa, o futuro das petroleiras e quem vai ficar com Congonhas; confira os destaques do dia

18 de agosto de 2022 - 18:40

Passado o grande evento da semana — a divulgação de ontem (17) da ata da última reunião do Federal Reserve — os investidores tiveram pouco com o que trabalhar nesta quinta-feira (18), levando as bolsas globais a mais um dia de muita volatilidade.  A cautela inicial em Nova York e a subida dos juros futuros […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies