2022-03-27T17:39:10-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Sinais de paz?

Ucrânia estaria disposta a discutir posição neutra como parte de acordo de paz com a Rússia

Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky deu entrevista para a imprensa russa durante uma hora e meia neste domingo

27 de março de 2022
17:39
Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky
Imagem: Twitter Volodymyr Zelensky/Reprodução

No que depender do presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy, seu país está pronto para discutir a adoção de uma posição neutra como parte de um acordo de paz com a Rússia. De acordo com a agência de notícias Reuters, Zelensky fez a afirmação durante uma videoconferência de uma hora e meia com jornalistas russos neste domingo (27).

"Garantias de segurança e neutralidade, status não nuclear de nosso estado. Estamos prontos para isso. Este é o ponto mais importante", disse Zelensky, segundo a Reuters.

Ele descartou, ainda, a tentativa de recuperar à força o território sob domínio da Rússia, dizendo que isso desencadearia a terceira guerra mundial. Zelenksy também deixou claro que quer chegar a um acordo sobre a região de Donbass, dominada por forças aliadas à Rússia desde 2014.

Por outro lado, Zelensky reforçou que a Ucrânia se recusa a discutir outras demandas da Rússia, como a desmilitarização do país.

A Reuters afirma que Moscou tentou desencorajar a imprensa russa a participar da coletiva de imprensa. Zelensky, por sua vez, deu a entrevista em russo, com o objetivo de que sua mensagem chegasse até a população russa.

Um mês de guerra

Após pouco mais de um mês desde a invasão russa na Ucrânia, o presidente Vladimir Putin ainda não conseguiu tomar nenhuma cidade importante ucraniana.

Segundo as Nações Unidas, mais de 1.119 civis foram mortos até o momento, mas é provável que o número seja ainda maior. A Rússia nega ter atingido civis na Ucrânia.

Na cidade portuária de Mariupol, que já teve cerca de 400 mil habitantes, o bombardeio russo tem se prolongado e colocado a cidade em estado de sítio.

"Todas as entradas e saídas da cidade de Mariupol estão bloqueadas", disse Zelensky. "O porto está minado. Uma catástrofe humanitária dentro da cidade é inequívoca, pois é impossível ir até lá com comida, remédios e água", afirmou.

Com informações da Reuters

Leia também:

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies