O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-30T14:09:47-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
TALVEZ EM 2023

Fica para o próximo: Petrobras (PETR4) não deve ser privatizada “neste mandato”, diz Guedes

Em meio à troca de comando da Petrobras, a privatização da estatal não deve ser pautada pelo governo neste ano

30 de março de 2022
14:09
O ministro da Economia Paulo Guedes fala sobre Petrobras
O ministro da Economia Paulo Guedes - Imagem: Edu Andrade/Ascom/ME

O ministro da Economia, Paulo Guedes, descartou uma eventual privatização da Petrobras (PETR4) na atual administração de Jair Bolsonaro.  A fala acontece em meio à mudança de comando da estatal — o economista Adriano Pires foi indicado para o cargo de CEO da companhia, em substituição ao general Joaquim Silva e Luna.

“O presidente [Jair Bolsonaro] disse expressamente que não privatizaria a Petrobras neste mandato, o primeiro mandato. Nunca disse nada sobre o segundo mandato”, declarou Guedes, em entrevista coletiva na embaixada brasileira em Paris, nesta terça-feira (29). 

Segundo o portal UOL, Bolsonaro teria dito a Pires que a Petrobras “dá muita dor de cabeça”; a troca no comando da empresa ocorre num contexto de forte reajuste nos preços dos combustíveis, em resposta à disparada nas cotações internacionais do petróleo.

Em viagem à França para discutir a adesão do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Guedes disse ser pessoalmente favorável à privatização da petroleira, mas que a decisão final cabe ao presidente da República.

“Quando penso em Petrobras, penso que a gente deveria privatizar a Petrobras, mas eu não tenho votos. Sou só um ministro da Economia. Eu não tenho nada a comentar sobre a Petrobras.”

Troca de comando na Petrobras (PETR4)

A troca da presidência da Petrobras (PETR4) foi anunciada na última segunda-feira (28). Joaquim Silva e Luna, ex-ministro da Defesa no governo Bolsonaro e que estava no comando da estatal desde fevereiro de 2021, foi substituído pelo economista Adriano Pires. 

Sobre a mudança no comando da estatal, Guedes apontou que a alteração não deve ter consequências práticas na gestão da empresa - na política de preços dos combustíveis, por exemplo. “Não acho que essa mudança seja um fator importante, não mesmo. Não espero que tenha efeitos reais”, comentou.

Ainda durante a entrevista coletiva, o ministro da Economia disse que o único nome indicado por ele para a presidência da Petrobras foi o economista Roberto Castello Branco, que comandou a empresa entre janeiro de 2019 e fevereiro de 2021. 

  • MUDANÇAS NO IR 2022: baixe o guia gratuito sobre o Imposto de Renda deste ano e evite problemas com a Receita Federal; basta clicar aqui

Sem a Petrobras no radar: Próximas privatizações

A agenda de privatizações é a marca de Paulo Guedes no Ministério da Economia. O chefe da pasta prometeu que as desestatizações da Eletrobras e a dos Correios acontecerão ainda neste ano, durante a entrevista coletiva em Paris. 

Ele ainda afirmou que as concessões dos portos e dos aeroportos do Galeão e de Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e de Congonhas, em São Paulo, devem avançar nos próximos meses. 

Inflação

Por fim, o ministro da Economia comentou a alta da inflação, ligando  o aumento  dos preços a fatores internacionais, como a guerra entre Rússia e Ucrânia e o impacto da pandemia de covid-19 sobre a economia global.

“A inflação nos EUA saiu de 0% a 8,5%. Na Alemanha, também saiu de 0% para 7%. É claramente um fenômeno global e temos dois fatores: o impacto da pandemia, com a contração da cadeia de mantimentos e de fornecedores, menos serviços, e o governo respondeu a isso aumentando as políticas fiscais e monetárias, aumentando a demanda. Isso gerou inflação, naturalmente, mesmo antes da guerra”, declarou.

Para Guedes, o Brasil está mais preparado para lidar com a inflação à medida que o Banco Central aumentou a taxa Selic (juros básicos da economia) de 2% para 11,75% ao ano desde agosto de 2021. 

Leia também

*Com informações de Agência Brasil

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

CVM recua e libera distribuição de dividendos do fundo imobiliário Maxi Renda FII (MXRF11) com base no ‘lucro caixa’ — relembre o caso

A xerife do mercado de capitais reconheceu “a existência de obscuridade e contradição” na decisão original

Superou o trauma? Bitcoin (BTC) segue no patamar de US$ 30 mil; saiba se a maior criptomoeda do mundo sustentará esse nível

BTC terá também que superar os críticos às moedas digitais, que não pouparam esforços para injetar ainda mais medo nesse mercado já extremamente desorientado

CEO do JP Morgan leva cartão vermelho de acionistas e pode ficar sem bônus milionário, entenda a decisão rara

A desaprovação foi a primeira desde que o conselho do banco norte-americano enfrentou um voto negativo sobre compensações desde que as regras foram introduzidas, há mais de uma década

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Hapvida, Magazine Luiza e Nubank tombam, mas Ibovespa fecha o dia no azul; confira os destaques desta terça-feira

O maior apetite ao risco e a expectativa de manutenção no ritmo de alta no juro nos Estados Unidos ajudou o Ibovespa, que teve um dia de ganho

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa sustenta alta após susto inicial com Powell; dólar cai abaixo dos R$ 5

O Ibovespa fechou o dia longe das mínimas, mas o dólar caiu 2% com o apetite por risco no exterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies