🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MAS JÁ?

Dólar volta a ser negociado na casa dos R$ 5 e acumula alta de quase 5% no mês, mesmo com intervenção do BC

As preocupações com o PIB global e o apetite fraco para commodities interrompe a vinda de investidores estrangeiros para o país e pressiona o dólar por aqui

Jasmine Olga
Jasmine Olga
27 de abril de 2022
9:10 - atualizado às 9:32
Dólar real 5 reais câmbio
Dólar de volta aos R$ 5 Imagem: Shutterstock

Depois de um tombo de mais de 15% no ano, o dólar voltou a ganhar força na última semana – e de forma rápida. A moeda americana saiu das mínimas na casa dos R$ 4,50 e, em poucos dias, voltou rapidamente ao patamar de R$ 5, alcançado novamente nesta manhã. 

A divisa rompeu a marca logo na abertura e operava em alta de 0,48%, a R$ 5,0167, por volta das 9h10 desta quarta-feira.

Ontem o Banco Central chegou a realizar um leilão extra de swap, injetando US$ 500 milhões no mercado, mas a queda foi apenas pontual.  Acompanhe o movimento do mercado hoje.

Existe tensão no ar sobre a possibilidade de que a economia mundial volte a desacelerar em 2022 e são diversas as razões que levam os analistas e investidores a essa conclusão – a guerra na Ucrânia se estende sem previsão de um cessar-fogo e a economia chinesa volta a lidar com os efeitos das restrições impostas pela covid-19. 

Isso sem falar no recado mais duro do Federal Reserve, que já começa a falar em elevar a taxa básica de juros em um ritmo mais acelerado e, quem sabe, superior ao patamar considerado neutro para combater a inflação. Juros mais altos nos EUA tendem a fortalecer o dólar. 

Esse combo de eventos globais colocou uma pausa no forte fluxo de investimento estrangeiro que entrou no país no primeiro trimestre. Depois de um saldo positivo de mais de R$ 60 bilhões, abril caminha para fechar no vermelho.

Não é somente contra o real que o dólar anda levando a melhor. O índice DXY, que mede a divisa ante a uma cesta de moedas fortes atingiu máximas que não eram atingidas desde março de 2020 na tarde de ontem, pico da crise de liquidez gerada pela pandemia do coronavírus. 

Para onde foi o dólar que estava aqui?

A China em apuros é um problema sério para diversas empresas no Brasil e no mundo. Com o maior mercado consumidor do mundo, a desaceleração do consumo e do crescimento tem relação direta com a produção e exportação de minério, petróleo, grãos, alimentos e diversos outros produtos produzidos por grandes empresas brasileiras. 

Com cerca de um terço da bolsa brasileira constituída de empresas produtoras e exportadoras de commodities, o baque é quase imediato. 

O fator Federal Reserve também é relevante. Com o Banco Central brasileiro já sinalizando um fim para o aperto monetário próximo do nível de 12,75% ao ano e o Fed sinalizando que deve acelerar o ritmo de alta dos juros, a atratividade dos títulos do Tesouro Americano ficam maiores, secando o fluxo antes destinado ao Brasil. e pressionando o dólar contra o real.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Com pressão de NY, Ibovespa retoma queda aos 119 mil pontos; dólar sobe

14 de junho de 2024 - 7:32

RESUMO DO DIA: Depois de uma semana movimentada com decisão sobre os juros nos Estados Unidos e preocupações com o cenário local doméstico, o Ibovespa tenta sustentar os 119 mil pontos mais uma vez. Por aqui, o mercado reage à prévia da inflação. O IBC-Br de abril ficou próximo da estabilidade e frustrou as expectativas. […]

APOSTAS PARA O CÂMBIO

O dólar não vai mais cair? Alckmin diz que governo tem “absoluta confiança” sobre a trajetória da moeda norte-americana

13 de junho de 2024 - 17:52

O presidente em exercício falou sobre o tema um dia após a moeda americana ter ultrapassado a cotação de R$ 5,40 pela primeira vez desde janeiro de 2023

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar fecha próximo da mínima intraday com rescaldo de Haddad sobre fiscal; Ibovespa sustenta os 119 mil pontos

13 de junho de 2024 - 17:17

RESUMO DO DIA: O cenário fiscal roubou a cena mais um vez no mercado acionário brasileiro. Se ontem foram as falas do presidente Lula que aumentaram a aversão ao risco, hoje o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ficou encarregado de ‘reduzir os danos’. Apesar dos esforços do ministro, o Ibovespa não deixou o tom negativo. […]

CAI, CAI

Fuga dos investidores? Como a B3 contribuiu para a forte queda do Ibovespa em maio; ações B3SA3 recuam 

13 de junho de 2024 - 15:59

A dona da bolsa registrou volume médio diário de negociações 8,8% menor em maio na comparação anual; Goldman Sachs mantém a recomendação

PROTEÇÃO NA CARTEIRA

O dólar já subiu 10% em 2024: essas são as 5 ações para lucrar com o real fraco, segundo o BTG Pactual

13 de junho de 2024 - 14:28

Os analistas também escolheram cinco papéis para ficar longe em meio à disparada da moeda norte-americana neste ano — duas aéreas integram essa lista

STF DECIDIU

Fim do impasse sobre remuneração do FGTS deve beneficiar as ações de construtoras de baixa renda — e o BTG Pactual diz qual é a sua favorita no segmento

13 de junho de 2024 - 13:01

Vale relembrar que o fundo é uma de suas principais fontes de recursos para o setor imobiliário

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Fed mantém juros inalterados pela sétima vez consecutiva e dólar sobe a R$ 5,40; Ibovespa cai 1% de olho no fiscal

12 de junho de 2024 - 17:21

RESUMO DO DIA: Se enganou quem achou que a decisão dos juros nos Estados Unidos seria o único destaque do dia. O cenário fiscal doméstico roubou a cena e o Ibovespa voltou ao território negativo. O principal índice da bolsa brasileira fechou em baixa de 1,40%, aos 119.936 pontos, renovando a mínima do ano e […]

FECHAMENTO DOS EUA

Inflação e juros: o combo que fez o S&P 500 e o Nasdaq saltarem para um outro recorde intradiário

12 de junho de 2024 - 17:06

De um lado, o CPI de maio veio melhor do que as projeções. De outro, o Fed manteve a taxa de juros inalterada e reduziu para um o número de cortes neste ano

REPORTAGEM ESPECIAL

Exclusivo: Controladores da Méliuz (CASH3) montam posição em opções com ações da empresa, que quer apertar “pílula de veneno”

12 de junho de 2024 - 15:22

Ações da Méliuz (CASH3) dispararam mais de 15% após empresa divulgar que pessoas ligadas ao controle “venderam opções de venda” de ações da companhia

OPERAÇÃO GREENWASHING

Como uma operação da polícia federal deve afetar os dividendos de dois fiagros com mais de 40 mil cotistas

12 de junho de 2024 - 13:26

Os proventos do AZ Quest Sole (AAZQ11) e do AZ Quest negociado na Cetip, devem ser afetados pelos desdobramentos de uma operação deflagrada na semana passada

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar