🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-03-17T13:50:11-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
DEStAQUE DO DIA

Yduqs (YDUQ3) tem queda firme pelo segundia dia consecutivo e cai mais de 7%, mas analistas ainda apontam potencial para o papel

Embora tenha mostrado melhorias operacionais e crescimento do segmento de cursos premium, o lucro ficou abaixo do estimado pelos analistas

17 de março de 2022
13:49 - atualizado às 13:50
Yduqs
Yduqs - Imagem: Divulgação

Pelo segundo dia consecutivo, as ações da Yduqs (YDUQ3) são o principal destaque negativo do Ibovespa. Após cair mais de 9% na sessão de ontem, os papéis recuam mais 7% nesta quinta-feira. 

Por volta das 14h, o ativo era cotado a R$ 15,24, mais uma vez repercutindo o fraco balanço apresentado pela companhia no quarto trimestre de 2022, e com uma pressão extra da nova elevação da taxa de juros. 

Cerca de dois anos após o início da pandemia, é seguro dizer que o quarto trimestre de 2022 foi o menos impactado pelo efeito coronavírus no setor de Educação, mas isso não foi o suficiente para segurar a decepção do mercado com o balanço da Yduqs.

No documento divulgado na noite de terça-feira (15), a Yduqs trouxe um lucro líquido de R$ 2 milhões, 96% abaixo da estimativa dos analistas da XP Investimentos. As receitas tiveram alta de 9% com o crescimento do cruso de medicina e a redução de descontos obrigatórios, o Ebitda (lucro antes de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) teve uma queda de 3,5%. No ano, o recuo foi de 13,5%.

Diante de um cenário de elevação de juros e um retorno gradativo das aulas universitárias presenciais, o setor de Educação acaba menos atrativo. Bruno Madruga, head de renda variável da Monte Bravo Investimentos, explica que os juros mais elevados levam a uma dificuldade de acesso ao crédito até mesmo dentro da classe A, o que não é boa notícia para a Yduqs e sua aposta nos cursos de medicina 

Com a disparada do petróleo e do minério de ferro, o  movimento que vemos hoje é mais uma vez de desmonte de posições em direção às companhias tradicionalmente ligadas à “velha economia”, como bancos e empresas exportadoras de commodities. “Além disso, o setor de educação tem uma liquidez diária baixa, o que leva a movimentos mais amplos com a saída de investidores institucionais”.  

Yduqs: fim da linha?

A leva de resultados negativos não agradou o mercado, mas, aparentemente, os analistas seguem confiantes na Yduqs. 

Para a XP Investimentos, a companhia mostrou controle em questões primordiais para a melhora do seu balanço como a redução dos descontos obrigatórios apoiado pelo setor Premium (cursos de medicina) e o aumento do ticket médio, maturação de pólos de crescimento e despesas sob controle. 

Os analistas do Credit Suisse apontam que a empresa se mostrou um fluxo de caixa resiliente ao longo da pandemia e uma tendência a apostar mais no ensino misto (presencial e digital) e nos segmentos com maior ticket médio, como os cursos de medicina. O ensino à distância e os cursos premiums já representam cerca de 70% do Ebitda da companhia. 

Para o banco suíço, o primeiro semestre de 2022 deve trazer números melhores, apostando na consolidação do crescimento dos setores com maior ticket médio, levando a uma eventual recuperação da base de estudantes, ainda que essa seja uma tarefa difícil, e elevando a lucratividade, já que as despesas e custos seguem em ordem. 

O CS acredita que o preço atual não reflete as perspectivas favoráveis para o fluxo de caixa. O preço-alvo da instituição é de R$35, contra R$18,32 do fechamento de ontem, um potencial de alta de 90%. 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOITE CRIPTO

Na luta: bitcoin (BTC) opera em alta, mas performance não dá inveja; confira cotações

Apesar do avanço, o último mês foi o pior da história do bitcoin. A queda de 37,9% se consolidou como a mais terrível da história, desbancando maio de 2021, quando o recuo foi de 35,4%

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies