A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-06-28T13:37:07-03:00
Ana Carolina Neira
Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero com especialização em Macroeconomia e Finanças (FGV) e pós-graduação em Mercado Financeiro e de Capitais (PUC-Minas). Com passagens pelo portal R7, revista IstoÉ e os jornais DCI, Agora SP (Grupo Folha), Estadão e Valor Econômico, também trabalhou na comunicação estratégica de gestoras do mercado financeiro.
HORA DE COMPRAR?

Quer uma ação que pode dobrar de valor até o fim do ano? O Itaú BBA recomenda o Pão de Açúcar (PCAR3)

Na avaliação dos analistas, a relação risco-retorno para as ações do Pão de Açúcar (PCAR3) é atraente para os investidores

28 de junho de 2022
13:37
Fachada da sede do Grupo GPA, dono da rede Pão de Açúcar (PCAR3)
Imagem: Divulgação

O Itaú BBA retomou a cobertura dos papéis do Pão de Açúcar (PCAR3) com recomendação outperform — equivalente a compra —, estipulando um preço-alvo de R$ 32 por ação para este ano. Ou seja: considerando o fechamento de ontem, a R$ 16,61, o banco acredita que as ações podem dobrar de valor até o fim de 2022.

E, tendo em mente um potencial de valorização tão expressivo, o mercado tratou de se ajustar: por volta de 11h40 desta terça-feira (28), os papéis PCAR3 lideravam os ganhos do Ibovespa e eram negociado a R$ 17,13. Mesmo com os ganhos de hoje, o preço-alvo do Itaú BBA ainda representa um potencial de alta de 86,8%.

Na avaliação dos analistas, apesar dos descontos significativos nas unidades de negócios específicas, como a própria operação brasileira e também as bandeiras Éxito (da Colômbia) e Cnova, a relação risco-retorno é atraente para os investidores. A atualização das estimativas vem após análise da empresa no médio e longo prazo.

Desempenho das ações ON do Pão de Açúcar (PCAR3) no pregão desta terça (28)

Pão de Açúcar (PCAR3): a visão do Itaú BBA

“Fizemos uma análise de sensibilidade sobre o preço atual do papel e possíveis valores de monetização para Éxito e Cnova para medir o valor implícito da operação", diz o relatório. "Concluímos que, mesmo com o desconto de aproximadamente 50% no preço da Éxito e da Cnova, o valor atribuído à operação brasileira é próximo de zero. Sendo assim, acreditamos que uma potencial monetização geraria valor para as ações”.

A equipe do Itaú BBA ressalta que um fator que pode pressionar os papéis do Pão de Açúcar (PCAR3) atualmente é a preocupação com possíveis provisões trabalhistas. O banco ainda não sabe estimar os impactos financeiros, mas acredita que a série de demissões feitas após a venda da operação do Extra pode gerar causas trabalhistas na justiça.

É esperado também que o GPA tenha geração de caixa a partir da venda do Extra para o Assaí e pelo recebimento de créditos fiscais de PIS/Cofins e ICMS, além da recompra das ações da Éxito feita recentemente.

De olho no potencial de alta das ações, o Itaú BBA vê com bons olhos os novos rumos tomados pela companhia, que inclui maior foco no segmento premium no varejo de alimentos, reforço dos valores ESG, fortalecimento do omnichannel, foco na melhora do serviço oferecido e também aceleração das lojas de proximidade e conveniência.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

BALANÇO

Inter (INBR31) reverte prejuízo em lucro de R$ 15,5 milhões no segundo trimestre; confira os números

15 de agosto de 2022 - 21:01

No semestre encerrado em 30 de junho de 2022, o Inter superou a marca de 20 milhões de clientes, que equivale a 22% de crescimento no período

BALANÇO DA HOLDING

Lucro líquido da Itaúsa (ITSA4) recua 12,5% no segundo trimestre, mas holding anuncia JCP adicional; confira os destaques do balanço

15 de agosto de 2022 - 19:52

A Itaúsa (ITSA4) esperou até o último dia da temporada de balanços para revelar os números do segundo trimestre. E a paciência dos investidores não foi recompensanda: a companhia lucrou R$ 3 bilhões, uma queda de 12,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) sobre o […]

BALANÇO

Resultado da Méliuz (CASH3) piora e empresa de cashback registra prejuízo líquido de R$ 28,2 milhões no segundo trimestre

15 de agosto de 2022 - 19:07

Os papéis da Méliuz amargam perdas de 87% no ano, mas entraram no mês de agosto em tom mais positivo, com ganho mensal de 7%

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Magazine Luiza (MGLU3) dá a volta por cima, XP vai às compras e futuro do ethereum; confira os destaques do dia

15 de agosto de 2022 - 18:52

Há pouco mais de dois meses, quando conversei com diversos analistas e gestores de mercado sobre as expectativas para o segundo semestre, poucos foram aqueles que apostaram nos setores de grande exposição à economia doméstica como boas alternativas para a segunda metade do ano.  Não que empresas ex-queridinhas como Magazine Luiza (MGLU3), Via (VIIA3) e […]

ACIONISTAS FELIZES

Dividendos: Itaúsa (ITSA4) pagará JCP adicional e data de corte é nesta semana; veja como receber

15 de agosto de 2022 - 18:47

Vale lembrar que, após a data de corte, as ações serão negociadas “ex-direitos” e passarão por um ajuste na cotação referente aos proventos já alocados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies