🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-06-10T18:54:00-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana surpreende mais uma vez e Ibovespa recua 5% na semana; dólar encosta nos R$ 5

A surpresa com os dados americanos piorou o que já vinha sendo uma semana difícil para o Ibovespa

10 de junho de 2022
18:43 - atualizado às 18:54
Estátua da Liberdade Assustada Cifrão Foguete
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Quem se preparou para uma semana de festa na bolsa levou um bom banho de água fria. A oferta de ações bem sucedida da Eletrobras (ELET3) e alguns números mais amenos da economia brasileira foram combustíveis insuficientes para uma semana positiva na B3. 

Aliás, combustível foi um dos temas que deixaram os investidores com os cabelos em pé, já que a nova proposta do governo tem potencial para piorar a situação das contas públicas. Essa, no entanto, não foi a surpresa mais desagradável da semana. 

Nesta manhã, a alta dos preços nos Estados Unidos atingiu a maior marca desde 1981, superando as projeções dos analistas tanto na comparação mensal como na anual. 

Com a confirmação de que a inflação ainda está bem longe da meta de 2% do Federal Reserve, mais e mais economistas projetam que a rota traçada pelo BC americano precisará ser alterada – e isso pode ocorrer já na decisão de política monetária da próxima quarta-feira. 

Com o pesadelo ganhando vida, as bolsas em Wall Street tiveram um dia tenebroso. O Nasdaq recuou 3,52%, enquanto o S&P 500 e o Dow Jones tiveram queda de 2,91% e 2,73%, respectivamente. 

Apesar de movimentar mais de R$ 33 bilhões, o entusiasmo com a privatização da estatal de energia não se refletiu no humor dos investidores e nem no câmbio. Mesmo com grande entrada de dinheiro estrangeiro, o dólar à vista subiu 4,39% na semana. Hoje, a divisa encostou na casa dos R$ 5, mas terminou o dia com um avanço de 1,49%, a R$ 4,9886. 

Uma reação tímida do setor de commodities na segunda etapa do pregão garantiu uma queda menor para o Ibovespa. O principal índice da bolsa brasileira recuou 1,51%. A queda acumulada na semana foi de 5,06%, a 105.481 pontos. 

Inflação persistente e salgada

Poucos dias antes da próxima reunião do Federal Reserve, a inflação americana voltou a ser um pesadelo para os investidores, com a maior taxa anual desde 1981.

A inflação dos Estados Unidos veio acima do esperado pelos analistas, que previam alta de 0,7%. O departamento de comércio dos EUA registrou avanço de 1,0% nos preços na passagem de maio para abril.Na comparação com os últimos 12 meses, o CPI dos EUA subiu 8,6%, também acima das projeções de 8,3%.

Ontem, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a leitura da inflação oficial de maio (IPCA). Segundo o IBGE, o índice avançou 0,47%, abaixo da mediana das projeções de 0,60%, colhidas pelo Broadcast.

Com isso, o indicador acumula alta de 11,73% em 12 meses, e 4,78% de alta em 2022.

Apesar das características do número ainda mostrarem uma elevação de preços muito disseminada – principalmente entre o setor de serviços e transporte –, os investidores atenuaram as apostas para a próxima decisão do Copom, que acontece na semana que vem. 

A projeção para a Selic no longo prazo, no entanto, está em revisão pela maior parte das casas de análise. Os palpites se aproximam cada vez mais da casa dos 14%. 

Sobe e desce do Ibovespa

Com uma semana marcada pela pressão inflacionária global e a aversão ao risco, poucas empresas conseguiram escapar da maré vermelha. 

Na última quarta-feira (08), o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) deu uma vitória importante para as operadoras de saúde, com potencial de reduzir custos e a sinistralidade de diversas empresas da bolsa – como Hapvida (HAPV3), Qualicorp (QUAL3) e SulAmérica (SULA11). 

Para o STJ, os planos de saúde não estão obrigados a pagarem por procedimentos que não se encontram no rol listado pela Agência Nacional de Saúde (ANS). 

Agora, o rol passa a ser taxativo. Anteriormente, a lista era considerada apenas exemplificativa. Na prática, isso significa que pacientes que entrarem na justiça buscando amparo dos planos de saúde para doenças e procedimentos não contemplados pelo documento devem ter suas solicitações negadas – principalmente pessoas com doenças raras. 

A aprovação da medida deu fôlego extra para os papéis das operadoras de saúde nos últimos dias, principalmente para a Qualicorp (QUAL3). Confira as maiores altas da semana:

CÓDIGONOMEULTVARSEM
QUAL3Qualicorp ONR$ 12,204,01%
CMIN3CSN Mineração ONR$ 5,221,36%
JBSS3JBS ONR$ 34,780,14%

Com a inflação em primeiro plano, as empresas de consumo e tecnologia tiveram uma semana para esquecer. A alta dos juros futuros pesou sobre os papéis, que acumularam fortes perdas.

Confira as maiores quedas da semana:

CÓDIGONOMEULTVARSEM
POSI3Positivo Tecnologia ONR$ 6,89-20,25%
MGLU3Magazine Luiza ONR$ 2,90-19,22%
AMER3Americanas S.AR$ 15,22-17,28%
AZUL4Azul PNR$ 15,38-16,37%
CASH3Meliuz ONR$ 1,53-15,00%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies