O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-05-02T17:03:34-03:00
Carolina Gama
FECHAMENTO DO DIA

S&P 500 entra em maio com pé direito após atingir a mínima do ano; veja como as bolsas se comportaram lá fora

O Dow Jones e o S&P 500 tiveram em abril o seu pior mês desde março de 2020, quando a pandemia de covid-19 teve seu auge. Já o Nasdaq apresentou a pior performance desde 2008, ano marcado pela crise financeira global.

2 de maio de 2022
17:03
Placa sinalizando Wall Street, centro financeiro dos EUA e que simboliza a bolsa e o mercado de ações do país
Com ajuda de Wall Street, Ibovespa sobe hoje puxado por commodities - Imagem: Shutterstock

O S&P 500 começou o mês de maio com o pé direito. O índice mais amplo de Nova York conseguiu encerrar esta segunda-feira (02) em alta, depois de atingir a mínima do ano durante a sessão. Para ajudar, ainda levou com ele o Nasdaq e o Dow Jones, que também fecharam no azul.

No radar dos investidores esteve a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), na quarta-feira (04). O banco central norte-americano deve anunciar mais um aumento da taxa de juros e, em um cenário de aperto monetário, o setor de tecnologia voltou a sangrar. 

Recém-saída de uma venda brutal em abril, as ações de tecnologia lutaram para manter os ganhos intradiários, já que os setores de crescimento do mercado permanecem no foco. 

O mercado de dívida também passou por uma montanha-russa hoje. Os juros projetados pelos títulos de referência de dez anos do Tesouro dos EUA ultrapassaram brevemente 3% pela primeira vez desde 2008 com as apostas de aumento mais acentuado da taxa do Fed.

Amazon e Apple lideraram as perdas entre as gigantes da tecnologia, enquanto a Meta — dona do Facebook — teve um desempenho superior, com alta de mais de 1%.

O Dow Jones e o S&P 500 tiveram em abril o seu pior mês desde março de 2020, quando a pandemia de covid-19 teve seu auge. O Dow fechou abril com queda de 4,9%, enquanto o S&P 500 caiu 8,8%. O Nasdaq fechou em queda de 13,26% em seu pior mês desde 2008 — ano marcado pela crise financeira. 

Confira a variação e a pontuação dos principais índices da bolsa dos EUA:

  • Dow Jones: +0,26%, 33.063,61 pontos;
  • S&P 500: +0,57%, 4.155,58 pontos;
  • Nasdaq: +1,63%, 12.536,02 pontos

S&P 500 tropeça no Fed

Os investidores em Wall Street estão olhando para quarta-feira (04), quando o comitê de política monetária do Fed emitirá seu comunicado às 14 horas (15h, de Brasília).

Com a inflação fora de controle nos EUA, a expectativa é de que não só o banco central norte-americano eleve a taxa de juros como esse aumento venha mais forte.

Segundo Morgan Stanley, o comitê de política monetária do Fed deve entregar um aumento de 0,50 ponto percentual (pp) na quarta-feira ao ao mesmo tempo em que anunciará seu plano para começar a reduzir o tamanho de seu balanço a partir de junho. 

A redução do balanço de ativos do Fed é, para muitos analistas e também para o próprio banco central, uma forma de aperto monetário, já que ajuda a retirar liquidez do mercado. 

Bolsas na Europa

Os mercados europeus começaram o mês de maio em uma base fraca, com investidores monitorando a política monetária, dados de inflação e movimentos bruscos em Wall Street.

O alemão DAX fechou em queda de 1,4%, enquanto o CAC francês recuou  2%. O FTSE 100 do Reino Unido não operou hoje por um feriado, afetando os volumes de negociação.

Os investidores também monitoraram a guerra na Ucrânia e suas implicações geopolíticas. Os líderes da União Europeia (UE) devem trabalhar em um embargo de petróleo russo esta semana. 

No fim de semana, as Nações Unidas e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha começaram a evacuar civis da cidade portuária sitiada de Mariupol. 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

AUTOMÓVEIS

Elon Musk em apuros? Tesla perde apelo entre consumidores de carros de luxo

Tesla cai do 3º para o 5º lugar na preferência dos compradores de carros de luxo nos EUA no primeiro trimestre, mas ainda domina entre modelos elétricos

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Melhora de Nova York faz Ibovespa futuro sustentar alta da abertura; dólar vai a R$ 5,10

RESUMO DO DIA: A desaceleração da economia chinesa pesou no sentimento das bolsas nesta segunda-feira (16). Os dados mais fracos dão os primeiros sinais de recessão, o que deve afetar o desempenho das atividades nos demais países. Por aqui, a Petrobras (PETR4) é o foco do dia, com debates envolvendo o preço dos combustíveis e […]

CAÇADOR DE TENDÊNCIAS

Oportunidade de swing trade: compra de ações da Wiz (WIZB3) e lucro de 5% no bolso com Bradesco (BBDC4)

Identifiquei uma oportunidade de swing trade – compra dos papéis da Wiz (WIZS3), com entrada em R$ 8,44; veja a análise

O melhor do Seu Dinheiro

O Nubank estará Nu mais uma vez? Confira a história do dia e outras sete notícias que mexem com os seus investimentos

O Nubank virou rei na competição com os bancões, mas a nudez dos balanços amargou o gosto dos investidores pela fintech; veja o que esperar do resultado do primeiro trimestre

Segredos da Bolsa

Esquenta dos mercados: Desaceleração da China gera mal estar e bolsas amanhecem pressionadas; Ibovespa acompanha tensão na Petrobras (PETR4)

No panorama doméstico, os balanços de Magazine Luiza, Nubank e outros movimentam o dia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies