O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-24T17:32:07-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
FECHAMENTO DO DIA

Dólar volta a ficar abaixo dos R$ 5 e Ibovespa sobe apoiado em commodities, na contramão do mercado internacional

O Ibovespa se beneficiou da alta expressiva do petróleo, mas o mercado internacional seguiu um clima de cautela

21 de março de 2022
18:25 - atualizado às 17:32
investimento dólar estrangeiro
Imagem: Shutterstock

A semana começou com o pé direito para os investidores brasileiros. O Ibovespa renovou o seu melhor fechamento do ano, e o dólar à vista voltou a encerrar o dia abaixo da casa dos R$ 5 pela primeira vez desde junho de 2021. 

O principal índice da bolsa brasileira encerrou a sessão em alta de 0,73%, aos 116.154 pontos. Já a moeda americana recuou 1,72%, a R$ 4,9445. Os mercados internacionais, no entanto, percorreram um caminho diferente. 

O bom desempenho das empresas de maior peso no índice garantiu o saldo positivo, e o fluxo de dinheiro entrando no país aliviou o câmbio.

A alta do petróleo e a perspectiva de que o governo chinês continuará estimulando a economia levaram as produtoras de commodities a ampliarem os ganhos. Teve espaço até para a Petrobras, que vinha sofrendo com os ruídos políticos nas últimas semanas. 

No exterior e na curva de juros, foi o temor inflacionário que tomou conta, levando as bolsas americanas a interromperem a sequência de ganhos. 

Sem sinais de um acordo de paz no leste europeu, Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, alertou que a guerra na Ucrânia deve ter efeitos significativos e incertos na economia global, com novas pressões sobre as cadeias produtivas ao redor do mundo. Em uma situação como essa, o risco inflacionário se amplia, e o Fed se veria obrigado a acelerar a elevação dos juros. 

No Brasil, a curva de juros repercutiu o aperto visto nas taxas americanas, mas também digeriu o novo boletim Focus divulgado pelo Banco Central e que contou com surpresas. Os economistas esperam uma inflação de 6,59% em 2022 e a Selic em 13% ao fim do ano. 

Notícias do front

Rússia e Ucrânia ainda parecem longe de chegar a um acordo de cessar-fogo, mesmo com rodadas de negociações acontecendo de forma quase diária. O governo ucraniano se recusou a entregar o controle do município de Mariupol, região que liga Donbass à península da Crimeia. 

O esperado é que a União Europeia anuncie novas sanções econômicas ao governo russo, mas sem atacar diretamente o corredor de distribuição de energia. 

Refazendo as contas

Além do atraso em sua divulgação, o boletim Focus desta segunda-feira também trouxe surpresas negativas importantes nas projeções dos economistas para os principais indicadores da economia brasileira. 

Na inflação houve aumento das projeções para o IPCA de 2023, ano mais relevante para o atual horizonte de política monetária, e também no de 2022. Para o ano que vem, a mediana de expectativas passou a ser de 3,75%, muito acima da meta de 3,25%. Já para o fim de 2022, a mediana passou a ser de 6,59%, a 10ª alta consecutiva. 

Depois da última reunião de política monetária, houve mudanças também com relação à Selic. Agora os analistas esperam que o ano termine com a taxa básica de juros em 13,0%. O Produto Interno Bruto (PIB) foi o único com uma revisão mais positiva, passando de 0,49% para 0,50%.  

Em uma semana que será marcada pela divulgação do Relatório Trimestral de Inflação e pela ata da última reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central, a curva de juros respondeu em alta, também pressionada pelas falas de Jerome Powell. Confira:

CÓDIGONOMEVALORFEC 
DI1F23DI jan/2312,93%12,87%
DI1F25DI Jan/2512,22%12,08%
DI1F26DI Jan/2612,03%11,91%
DI1F27DI Jan/2712,01%11,93%

Sobe e desce do Ibovespa

O novo salto do petróleo permitiu que a Petrobras recuperasse parte da forte queda registrada na semana anterior. Isso porque o presidente Jair Bolsonaro amenizou as suas críticas com relação à estatal e disse que não tem interesse em intervir diretamente na companhia – contrariando as suas falas recentes que haviam penalizado a empresa. 

As ações ligadas ao minério de ferro também se destacaram hoje, ainda repercutindo os sinais de que a China deve seguir estimulando a sua economia, o que possibilita a manutenção da demanda. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
PETR4Petrobras PNR$ 31,763,76%
RRRP33R Petroleum ONR$ 37,863,70%
BRAP4Bradespar PNR$ 36,443,49%
PETR3Petrobras ONR$ 34,273,35%
VALE3Vale ONR$ 98,812,83%

Confira as maiores quedas:

CÓDIGONOMEVALORVARIAÇÃO
BIDI11Banco Inter unitR$ 18,04-8,47%
DXCO3Dexco ONR$ 14,29-4,22%
BRKM5Braskem PNAR$ 45,19-3,81%
PETZ3Petz ONR$ 17,93-3,81%
QUAL3Qualicorp ONR$ 15,00-3,78%

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DE VOLTA DAS CINZAS

Nova esperança da Terra (LUNA)? Criador do projeto tenta salvar criptomoeda que desapareceu com proposta de atualização; é o suficiente?

O relançamento da Terra inclui distribuição gratuita de novas criptomoedas para alguns investidores; saiba se você pode receber

concorrência no varejo

Magalu ameaçada? Dona da rival Shopee tem salto na receita e lidera aplicativos baixados no Brasil

Papéis da controladora da Shopee subiram 14% na bolsa de Nova York (Nyse) ontem (18) e fecharam o pregão valendo US$ 80,14

EM TEMPO REAL

TCU retoma julgamento da privatização da Eletrobras (ELET3) hoje; acompanhe ao vivo

O governo está otimista com a perspectiva de que o processo seja aprovado pelo tribunal

DE ROUPA NOVA

Com foco em criptomoedas e NFTs, Zuckerberg muda o nome do Facebook Pay para Meta Pay; entenda as alterações

Novo passo em direção ao metaverso inclui na plataforma de pagamentos e negociações usada no WhatsApp as funções de empréstimos e investimentos em ativos digitais

NA SAÚDE E NA DOENÇA

Parceria bilionária entre Dasa (DASA3) e Inspirali, da Ânima (ANIM3), sai do papel com foco em formação médica; confira detalhes do projeto

Iniciativa deve beneficiar os mais de 10 mil estudantes de Medicina da Inspirali assim como os médicos que fazem parte das mais de 900 unidades de medicina diagnóstica e hospitais da Dasa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies