O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-08T16:44:03-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MERCADOS HOJE

Dólar e juros avançam após ata do Copom mostrar BC mais duro; bolsa ensaia recuperação com melhora em NY

Os analistas apontam Brasília como um elemento importante para a deterioração do cenário doméstico – e o próprio Copom alerta para as perspectivas de piora no cenário fiscal.

8 de fevereiro de 2022
10:46 - atualizado às 16:44
gráfico que representa a bolsa de valores brasileira
Imagem: Shutterstock

A ata da última reunião de política monetária do Banco Central brasileiro guia os negócios no início do pregão desta terça-feira. Embora o documento tenha reforçado que o BC já abriu mão de entregar a meta de inflação de 2022 e que o ritmo de ajuste da taxa de juros deve ser reduzido, novos riscos foram apontados e podem levar a taxa Selic a patamares ainda mais elevados. 

A queda do petróleo no exterior, em mais um movimento de realização de lucros, vem pressionando o Ibovespa ao longo do dia, mas a melhora do humor em Nova York faz com que o índice ensaie uma recuperação. Por volta das 16h45, o recuo era de apenas 0,09%, aos 111.901 pontos.

O dólar à vista iniciou o dia em queda, ainda influenciado pelo fluxo de investimento estrangeiro, mas não sustentou o ritmo e agora avança 0,08%, a R$ 5,2591, longe das máximas do dia. Depois do alívio na curva de juros na semana passada, patrocinada pela decisão do Copom, os principais vencimentos voltaram a subir em reação à ata do último encontro. Confira:

CÓDIGONOMETAXAFEC 
DI1F23DI jan/2312,11%11,98%
DI1F25DI Jan/2511,09%11,02%
DI1F26DI Jan/2611,08%11,02%
DI1F27DI Jan/2711,19%11,14%

Os analistas apontam Brasília como um elemento importante para a deterioração do cenário doméstico – e o próprio Copom alerta para as perspectivas de piora no cenário fiscal. 

O vilão da vez é o projeto de emenda constitucional que prevê a desoneração de impostos sobre combustíveis e o financiamento de medidas sociais voltadas à classe caminhoneira. Dentre as PECs em análise, a equipe econômica teme o avanço do texto apelidado de “PEC Kamizake” e que pode ter um impacto de até R$ 100 bilhões nos próximos anos. O texto tem apoio do senador Flávio Bolsonaro. 

O que diz o Copom

No documento divulgado nesta manhã, o Banco Central brasileiro confirmou a desaceleração do ritmo de alta da taxa Selic, mas reforçou que ainda existem ajustes adicionais a serem feitos.

A colocação reduziu as apostas de que o ajuste da próxima reunião seja o último, ampliando as projeções de uma Selic acima da casa dos 12% ao fim do ciclo de normalização. Segundo os dirigentes do BC, o aperto monetário seguirá avançando significativamente em território contracionista, já de olho em ancorar as expectativas de inflação do próximo ano. 

Sobe e desce do Ibovespa

Na expectativa positivo pelos balanços do quarto trimestre, as empresas do setor de proteínas dominam as altas do dia. O Banco Pan repercute os números divulgados na noite de ontem. Confira as maiores altas do dia:

CÓDIGONOMEULTVAR
MRFG3Marfrig ONR$ 21,603,50%
RAIL3Rumo ONR$ 15,353,23%
JBSS3JBS ONR$ 36,862,62%
BPAN4Banco Pan PNR$ 9,492,37%
SULA11SulAmérica unitsR$ 24,342,18%

Confira também as maiores quedas:

CÓDIGONOMEULTVAR
BRML3BR Malls ONR$ 9,29-3,43%
TOTS3Totvs ONR$ 27,50-3,31%
RRRP33R Petroleum ONR$ 36,06-3,19%
SOMA3Grupo SomaR$ 12,96-3,07%
GNDI3Intermédica ONR$ 65,75-2,88%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

BAIXOU A PREVISÃO

Magazine Luiza (MGLU3) rebaixado: JP Morgan corta previsão para ações antes do balanço de amanhã, mas projeção ainda é de alta de quase 50%; entenda motivos

O cenário de alta dos juros deve pressionar o varejo, mas o JP Morgan entende que a empresa está bem posicionada no setor

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

SEU DIA EM CRIPTO

Terra (LUNA) não acompanha recuperação do bitcoin (BTC) neste domingo; criptomoedas tentam começar semana com pé direito

Mesmo com a retomada de hoje, as criptomoedas acumulam perdas de mais de dois dígitos nos últimos sete dias

A COISA VAI ESQUENTAR

Novo capítulo da guerra? Vizinhos da Rússia, Finlândia e Suécia devem se juntar à Otan e tensão na região aumenta

Vladimir Putin, presidente russo, já havia dito que a entrada dos países na Organização exigiria retaliações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies