2022-01-18T15:12:29-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
BITCOIN (BTC) HOJE

‘Freakconomics’ 2.0: atentado nos Emirados Árabes faz bitcoin (BTC) cair; entenda o que mais movimenta as criptomoedas hoje

Avanço do petróleo, valorização dos Treasuries, queda das bolsas e pressão no bitcoin: tudo está conectado ao atentado de hoje

18 de janeiro de 2022
12:54 - atualizado às 15:12
Confira como anda o mercado de criptomoedas e o preço do bitcoin (BTC) hoje. Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Steven Levitt surpreendeu o mundo com o polêmico livro “Freakonomics: O Lado Oculto e Inesperado de Tudo que nos Afeta”, em que faz uma série de correlações, aparentemente distantes, mas que produzem resultados que afetam o dia a dia. É o que acontece com o mercado de bitcoin e criptomoedas hoje.

As moedas digitais recuam hoje com o aumento na percepção de risco dos investidores após um atentado nos Emirados Árabes Unidos (EAU). Por volta das 11h30, o bitcoin operava em queda de 3,05%, cotado a US$ 41.401,61 (R$ 229.688,39).

Uma segunda análise, contudo, revela que a correlação entre o desempenho da principal criptomoeda do mercado e as tensões no Oriente Médio não é assim tão absurda.

Afinal, o bitcoin acompanha a queda dos demais ativos de risco, como as bolsas internacionais. Na ponta contrária, o petróleo sobe para as máximas em oito anos.

Confira o desempenho de outras criptomoedas hoje, no mesmo horário:

#NamePrice24h %7d %
1Bitcoin (BTC)US$ 41.401,61-3,05%-0,05%
2Ethereum (ETH)US$ 3.114,89-4,59%0,69%
3Tether (USDT)US$ 1,000,01%0,01%
4BNB (BNB)US$ 461,46-2,98%3,20%
5Cardano (ADA)US$ 1,48-3,98%29,64%
6USD Coin (USDC)US$ 1,000,06%0,05%
7Solana (SOL)US$ 135,26-5,79%-0,52%
8XRP (XRP)US$ 0,7399-3,10%0,75%
9Terra (LUNA)US$ 75,26-8,25%7,36%
10Polkadot (DOT)US$ 24,45-7,64%1,98%
Fonte: Coin Market Cap
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

Por aqui, a bolsa brasileira ganhou mais um fundo de índice (ETF, em inglês) em criptomoedas para chamar de seu. O DEFI11 pretende garantir exposição ao ecossistema de finanças descentralizadas, as DeFi e deve chegar à B3 em fevereiro.

Confira o desempenho dele e de outros ETFs hoje:

TickerGestoraPreçoVariação (24h%)
HASH11HashdexR$ 43,96-1,88%
ETHE11HashdexR$ 53,90-1,55%
BITH11HashdexR$ 56,24-1,33%
QBTC11QR CapitalR$ 14,95-1,65%
QETH11QR CapitalR$ 13,22-2,07%
Fonte: TradeMap

Cenário macro pensa no bitcoin (BTC)

Tudo começou nos Emirados Árabes. O aeroporto de Abu Dhabi, capital do país, sofreu um atentado da minoria étnica houthis do Iêmen, que assumiu a autoria do ataque.

O aumento da tensão na região, principal produtora de petróleo no mundo, fez os preços da commodity dispararem pela manhã. O barril do Brent chegou a atingir os US$ 88, maior cotação desde 2014, e é negociado no patamar de US$ 87 no momento. 

Com os temores envolvendo o Oriente Médio e o petróleo, quem se beneficiou foram os títulos do Tesouro norte-americano, os chamados Treasuries. O retorno desses ativos cresceu pela manhã, o que retira o apetite de risco dos investidores. 

Chegamos ao BTC

O atentado aconteceu durante a madrugada no Brasil, o que fez a maior criptomoeda do mundo tocar os US$ 40 mil; o bitcoin conseguiu recuperar parte do terreno perdido e retomou o patamar dos US$ 41.500 hoje. 

Existe uma expectativa geral dos analistas e entusiastas do mercado de que qualquer “gatilho” seja suficiente para fazer o mercado de criptomoedas disparar. 

Crypto.com perdendo ethereum (ETH)

A corretora de criptomoedas (exchange) Crypto.com paralisou as atividades após uma série de negociações suspeitas dentro da plataforma.

“Um pequeno número de usuários relatou atividades suspeitas em suas contas. Vamos pausar os saques em breve, pois nossa equipe está investigando. Todas as reservas estão seguras”

Contudo, a empresa de segurança e análise de blockchain Peckshield afirmou, em sua conta no Twitter que a Crypto.com perdeu cerca de 4,6 mil unidades de ethereum (ETH), no valor de US$ 15 milhões (R$ 83,55 milhões).

Nós procuramos a Crypto.com para saber se clientes brasileiros também foram afetados pela atividade suspeita mas não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.

O CEO da Crypto.com, Kris Marszalek, também usou sua conta no twitter para comentar o ocorrido.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele