Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-08-04T19:13:04-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Diversificando a carteira

QETH11, ETF que segue a cotação da criptomoeda Ethereum, chega a disparar mais de 10% na estreia na B3

Com a novidade, o Brasil sai na frente dos EUA e se junta ao Canadá na corrida dos ETFs de criptoativos

4 de agosto de 2021
13:18 - atualizado às 19:13
ethereum
Imagem: Shutterstock

A bolsa brasileira ganhou mais um fundo de índice (ETF, em inglês) focado em criptomoedas. Depois de lançar o QBTC11, ETF com 100% de exposição ao bitcoin (BTC), a QR Capital lançou nesta quarta-feira (04) o QETH11, com 100% de exposição à segunda moeda do mercado, o ethereum (ETH).

O ETF estreou hoje na bolsa brasileira e tem taxa de administração de 0,75% ao ano. O investimento inicial é de apenas uma cota. O preço da cota na estreia foi de R$ 10 e chegou a saltar para mais de R$ 11 na máxima do dia, uma valorização de mais de 10%. No fechamento, a alta era de 6,70%, a R$ 10,67.

Com a novidade, o Brasil sai na frente dos EUA e se junta ao Canadá na corrida dos ETFs de criptoativos. Tanto o QETH11 quanto o QBTC11 são geridos pela QR Capital Asset Management. Ambos são os primeiros ETFs a acompanharem o desempenho das suas respectivas criptomoedas na América Latina.

O QETH11 replica o preço do ethereum, seguindo o índice CME CF Ether Reference Rate, um dos mais amplos do mercado, desenvolvido pela administradora da bolsa de Chicago, a maior bolsa de derivativos do mundo. O ETF recebeu aprovação inicial da CVM no dia 28 de junho.

Não deixe de conferir a nossa página do Instagram com as principais novidades do mercado:

Com a palavra, o CEO da QR Capital

O CEO da QR Capital Asset Management, Fernando Carvalho, falou ao Seu Dinheiro sobre o lançamento deste novo ativo. Os fundamentos da criptomoeda seguem animando os investidores e deve se refletir no seu preço nos próximos meses.

“O ethereum faz parte de uma série das chamadas ‘blockchains programáveis’. Ela já abriga as DeFis [finanças descentralizadas], e existe a projeção para novos contratos inteligentes”, comenta ele. 

A escolha por ETFs de apenas um ativo é uma característica da QR Capital. Os fundos replicam índices que pegam uma média das cotações de um seleto grupo de corretoras, o que garante uma estabilidade de preço. 

Como os preços praticados nas negociações de cada criptomoeda diferem de uma exchange para a outra, o índice compõe uma média, que reflete a oferta e a demanda do mercado e amortece as fortes oscilações típicas desse mercado.

O mercado de ETFs de criptomoedas hoje

TickerGestoraVariaçãoPreço
HASH11Hashdex5,28%R$ 37,08
QBTC11 QR Capital4,08%R$ 13,01
QETH11 QR Capital6,70%R$ 10,67

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

seu dinheiro na sua noite

Uma tarde de soluços nos mercados

O preço dos combustíveis, um dos grandes vilões da elevada inflação brasileira, não dá sinais de enfraquecimento. Muito pelo contrário: a passagem do furacão Ida pelo Golfo do México deve seguir impactando a oferta de petróleo por mais alguns meses, o que traz reflexos diretos ao preço da commodity. O Brent fechou em alta pela […]

menos méliuz

Méliuz (CASH3): Truxt reduz participação na companhia

Negociações têm por objetivo investimento e não visam alterar a composição do controle ou a estrutura administrativa da empresa

atenção acionista

Dividendos: Multiplan (MULT3) paga R$ 270 milhões em juros sobre capital próprio

Empresa vai considerar os acionistas inscritos nos registros da companhia no dia 28 de dezembro, dado que as ações de emissão da companhia passaram a ser negociadas “ex juros” a partir de 29 de dezembro

FECHAMENTO DO DIA

Petrobras dá susto, mas commodities garantem o avanço do Ibovespa; dólar sobe a R$ 5,37

A convovação de uma coletiva de última hora assustou os investidores, mas o Ibovespa retomou o ritmo de alta após a estatal confirmar que não irá mexr nos preços.

acesso bloqueado

Vale (VALE3) faz operação para resgatar 39 funcionários presos em mina no Canadá

De acordo com a empresa, na tarde de domingo (26), uma pá escavadeira que estava sendo transportada no acesso à mina subterrânea se desprendeu, bloqueando o shaft e, com isso, impedindo o meio de transporte dos empregados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies