⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-23T12:14:23-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
CRIPTO TOMANDO ESPAÇOS

Sistema internacional de pagamentos Swift inicia projeto com tecnologia blockchain — mas isso é seguro?

O corte parcial do Swift foi um dos mecanismos utilizados pelos Estados Unidos para impor sanções à Rússia pela invasão da Ucrânia

14 de setembro de 2022
11:52 - atualizado às 12:14
Tecnologia Blockchain já está sendo adotada pelo Swift, o sistema de pagamentos internacional
Tecnologia Blockchain já está sendo adotada pelo Swift, o sistema de pagamentos internacional. Imagem: Freepik

A tecnologia que deu vida ao mercado de criptomoedas agora invade os sistemas internacionais de pagamento. A Sociedade para Telecomunicações Financeiras Interbancárias Internacionais — ou simplesmente Swift, na sigla em inglês — passou a fazer testes com transações em blockchain

O projeto piloto com a fintech Symbiont conta com parceiros de peso, como o Citigroup, a Vanguard e a Northern Trust. A informação foi dada em primeira mão pela Bloomberg. 

Essa novidade ajudaria a otimizar e dar eficiência às transações internacionais, hoje feitas pelo Swift, e auxiliar na “comunicação de eventos corporativos significantes” — ou, em outras palavras, pagamentos de dividendos, fusões de empresas, entre outros. 

Swift e blockchain: o que pode mudar agora

Aqui no Seu Dinheiro nós já fizemos uma matéria especial falando sobre os usos da blockchain no dia a dia das pessoas. No caso do Swift, o sistema passaria a facilitar remessas entre países e empresas.

Vale lembrar que o corte parcial do Swift foi um dos mecanismos utilizados pelos Estados Unidos para impor sanções à Rússia pela invasão da Ucrânia. Entretanto, o efeito indesejado dessa suspensão foi a impossibilidade do pagamento da dívida internacional de Moscou

O tamanho do Swift hoje

Com mais de 11 mil empresas e 200 países e territórios, o Swift é o sistema de trocas mais utilizado no planeta, movimentando trilhões de dólares. O projeto piloto pretende automatizar o trabalho por trás das máquinas. 

As informações do Swift serão transferidas para a Symbiont, que cuidará da parte tecnológica da blockchain.

Os dados serão então processados por meio de contratos inteligentes (smart contracts) entre as partes envolvidas no processo, revelando “discrepâncias, contradições ou inconsistências entre os custodiantes”, disse Tom Zschach, chefe de inovação do Swift, em um post. 

As vantagens e desvantagens por trás do sistema

O Swift foi criado em 1973 e passou a ser o sistema mais utilizado internacionalmente. Entretanto, não é perfeito: em 2016, um levantamento mostrou que cibercriminosos usavam o Swift para lavar dinheiro. 

Isso porque a gestão de dados dos usuários e outras informações não são transparentes no sistema atual. 

Como funciona a blockchain

O próprio desenho da blockchain impede alguns problemas desse tipo. O sistema funciona por meio do encadeamento de blocos de informação, criptografados de tal maneira que é praticamente impossível — pelo menos, até a conclusão desta matéria — burlar seu algoritmo.

Vamos usar como exemplo blocos A, B e C, com informações “aaa”, “bbb” e “ccc”:

  • O bloco A será o primeiro da cadeia;
  • O bloco B, quando inserido na cadeia, passará a ter informações do tipo “abbb” — ou seja, está ligado ao bloco A por meio de um “sinal”;
  • O bloco C, quando inserido na cadeia, passará a ter informações do tipo “bccc”, identificando que ele está ligado ao bloco B.

O quão seguro é um blockchain?

O exemplo é extremamente simples. As blockchains mais novas utilizam um método alfanumérico — com números e letras maiúsculas e minúsculas  — para criptografia. Outras mais sofisticadas ainda usam adicionam símbolos, como arroba, pontuação e por aí vai, às suas chaves de segurança.

Ou seja, é extremamente difícil hackear uma blockchain. Além disso, é impossível alterar uma informação inserida na rede, o que garante que o processo seja mais seguro. 

Para entender o grau de dificuldade para burlar o sistema, a empresa de cibersegurança Hive Systems mostrou quanto tempo demoraria para adivinhar uma senha, relacionando o número de letras com o tipo de caractere: 

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

geração mais sustentável

Copel (CPLE6) pretende ter 25% de seu portfólio composto por energias puras, diz diretor-presidente

7 de outubro de 2022 - 11:48

Para ajudar com essa meta, a Copel (CPLE6) comprou os complexos eólicos Santa Rosa e Mundo Novo (RN) por R$ 1,8 bilhão

Concorrência

Itaú (ITUB4) zera taxa de corretagem para ações, BDRs, ETFs e opções para todos os clientes

7 de outubro de 2022 - 11:21

A zeragem das taxas pelo Itaú pode ser considerada uma resposta às corretoras, que ganharam muitos clientes usando essa tática

TIC-TAC…

Elon Musk tem até o fim do mês para fechar a compra do Twitter — e ainda precisa encontrar novas fontes de financiamento

7 de outubro de 2022 - 10:40

Após as companhias de investimento que estavam em negociação com Musk voltarem atrás, o empresário terá até 28 de outubro para encontrar novos financiadores

HACK NA REDE

Hack na Binance: invasão da blockchain da corretora drenou US$ 100 milhões; investimentos dos usuários estão seguros? Entenda

7 de outubro de 2022 - 9:42

No plano de contenção de danos, a Binance pretende recompensar “hackers do bem” que encontrarem futuros bugs na rede

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos: O tão esperado dia do payroll chegou

7 de outubro de 2022 - 9:08

O grande evento no âmbito internacional é a divulgação do relatório de emprego dos EUA: os famosos dados de payroll para o mês de setembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies