Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-01-18T14:24:59-03:00
Carolina Gama
FINTECHS DO FUTURO

Hashdex lança oferta do DEFI11, primeiro ETF de finanças descentralizadas do mundo; conheça detalhes do fundo cripto na B3

Período de reservas para o novo ETF, cuja cota será negociada inicialmente por cerca de R$ 50, começa nesta terça-feira (18)

17 de janeiro de 2022
18:14 - atualizado às 14:24
ETF
ETF - Imagem: Shutterstock

Mais um ETF de criptomoedas aterrissa na bolsa brasileira. O DEFI11, da Hashdex, pretende garantir exposição ao ecossistema de finanças descentralizadas, ou DeFi em inglês, como o próprio nome do fundo sugere.

O pouso do novo ETF na B3 está previsto para fevereiro. O período de reservas, cuja cota será negociada inicialmente por cerca de R$ 50, começa nesta terça-feira (18).

Uma das gestoras pioneiras no mundo das criptomoedas, a Hashdex já listou na B3 outros três ETFs de criptoativos além do DEFI11, que é o primeiro do gênero. 

A gestora carioca é responsável pelo HASH11, ETF que segue um índice de criptomoedas criado pela própria Hashdex e pela Nasdaq, além do BITH11 e o ETHE11 investem em bitcoin e ether, respectivamente. Eles têm a companhia de outros dois ETFs cripto na bolsa brasileira, o QBTC11 e QETH11, da gestora QR Asset Management.

O que são finanças descentralizadas?

Quem responde essa pergunta é CEO da Hashdex, Marcelo Sampaio. “As finanças descentralizadas nada mais são que aplicações baseadas em blockchain e contratos inteligentes que viabilizam a criação de uma nova infraestrutura para os serviços financeiros tradicionais, como empréstimos, seguros e transações de valores”.

Segundo Sampaio, investir em DeFi é o mesmo que investir nas fintechs do futuro. “É um mercado muito promissor que, por conta de suas tecnologias disruptivas, pode crescer exponencialmente nos próximos anos”, afirma.

As criptomoedas ligadas a DeFi também estão entre as apostas dos especialistas ouvidos no especial Onde Investir em 2022 do Seu Dinheiro.

Detalhes do novo ETF cripto

Desenvolvido em parceria com o provedor de índices CF Benchmarks, o DEFI11 replica o desempenho do "CF DeFi Modified Composite Index", que busca representar o mercado de finanças descentralizadas.

Inicialmente, o índice deve contar com 12 ativos, divididos em três categorias. São elas: 

  • Protocolos DeFi que oferecem soluções práticas e modernas para serviços financeiros: Unisawap, AAVE, Compound, Maker, Yearn, Curve, Synthetix e AMP; 
  • Protocolos de Suporte, que auxiliam protocolos DeFi com serviços de armazenamento e consulta de dados, verificação de identidade e soluções de escalabilidade: Polygon, Chainling e The Graph; 
  • Plataformas de Registro, blockchain nas quais as transações são validadas e registradas: rede Ethereum.

A XP, o Itaú BBA e o Banco Genial serão os coordenadores da oferta do novo ETF, que terá taxa de administração total de 1,3%

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies