Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-23T17:46:12-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
POLÍTICA DE PREÇOS

Em mais um ataque a Petrobras (PETR4), Bolsonaro quer rever política de preços da estatal

Com alta no preço dos combustíveis, Bolsonaro fez da Petrobras (PETR4) sua mais nova inimiga

23 de novembro de 2021
17:44 - atualizado às 17:46
Petrobras
Presidente Jair Bolsonaro tem feito declarçaões sobre a petroleira em meio à alta dos combustíveis - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Nesta terça-feira (23), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo busca rever a política de preços da Petrobras (PETR4), que alinha os reajustes dos combustíveis ao preço do barril de petróleo no mercado internacional. 

"Tivemos problemas sérios no passado, além da corrupção: a questão da paridade com o preço internacional. Estamos buscando rever essa questão", disse Bolsonaro em entrevista à Rádio Correio, da Paraíba.

Com o preço dos combustíveis em alta, puxando a inflação, Bolsonaro tem entrado em guerra com a Petrobras e com os impostos cobrados por governadores sobre os derivados de petróleo, o ICMS. O presidente já chegou a dizer que a companhia é “monstrengo”. 

Por volta das 17h30 desta terça-feira (23), as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) sobem 4,85%, já as ações preferenciais (PETR4) têm alta de 6,11%.

Cabo de guerra

Apesar das declarações de Bolsonaro, o general Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras (PETR4), afirmou que a alta nos preços dos combustíveis não é culpa da companhia. A fala se deu na audiência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal para explicar a alta nos valores. 

"A alta de preços dos combustíveis não corresponde à Petrobras e está sendo colocada na conta dela", disse aos senadores. Luna destacou ainda que a empresa está há 30 dias sem reajustar os combustíveis e que analisa abaixar os preços. 

Ele afirmou que outras medidas poderiam ser tomadas para reduzir a volatilidade do preço dos derivados do petróleo no mercado interno, como a criação de um fundo estabilizador usando os dividendos da Petrobras, que serão recorde este ano.

A medida tem o apoio de um grupo de senadores, mas Luna deixou claro que o assunto não está na alçada da companhia e cabe ao Ministério da Economia e ao Congresso.

Há também parlamentares que rechaçam essa hipótese e defendem a taxação das exportações de petróleo bruto, criticada pelo general pois, em sua visão, poderia gerar insegurança jurídica e afastar investidores do País.

*Com informações do estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Rumo aos dois dígitos

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 9,25%

Aumento da taxa básica dispara gatilho de mudança na forma de remuneração da poupança. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

DOBRANDO A ESQUINA

Lucro das empresas com ações na bolsa deve cair 6,3% em 2022, diz BTG Pactual

Mesmo assim ainda é possível encontrar setores em que o cenário é positivo; saiba quem é quem

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies