🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
MUDANÇA DE VISÃO

BofA eleva recomendação e preço-alvo para ações da Petrobras – mas mudança de comando ainda traz riscos

A mudança na projeção para a empresa ocorre após uma melhora nas projeções para o preço do barril de petróleo, o que pode mexer diretamente com as ações

Jasmine Olga
Jasmine Olga
15 de março de 2021
13:42 - atualizado às 18:23
Petrobras
Petrobras - Imagem: Shutterstock

Com as recentes mudanças no comando da Petrobras e os atritos com o governo federal, as ações da petroleira sofreram um bocado, com diversos bancos e casas de análise "desembarcando" de suas visões positivas para o papel.

A turbulência gerada em Brasília levou os papéis da companhia a recuarem 22% no último mês e acumularem uma queda de 27% em 2020. O Bank of America (BofA), no entanto, decidiu elevar a sua recomendação para a companhia de underperform (venda) para neutro.

O banco também elevou o preço-alvo para as ações da companhia e para os ADRs, recibos de ações negociados em Nova York. No caso das ações, a estimativa passou de R$ 29 para R$ 30 - um potencial de alta de 29,47%. Já os ADRs passaram de US$ 11 para US$ 11,30.

Relembrando: há algumas semanas, o governo federal interferiu diretamente no comando da Petrobras ao indicar um o general Silva e Luna para o lugar do atual CEO, Roberto Castello Branco, o que não foi bem recebido pelo mercado.

Em relatório divulgado hoje, o Bank of America ressaltou que as preocupações com a independência da companhia e as mudanças que podem vir a acontecer sob a nova gestão mantêm o risco para os papéis elevado e limitam seu potencial de alta. No entanto, uma previsão mais forte para o preço do barril de petróleo ajuda a melhorar as projeções para a companhia.

O BofA tem uma visão positiva para o segmento em toda a América Latina, com aumento nas projeções de médio e longo prazo para os preços de gás e petróleo, o que, consequentemente, levaria a um "aumento robusto do fluxo de caixa para produtores de petróleo na América Latina, o que deve impulsionar o valor de mercado".

Segundo a instituição, com o crescimento gradual da demanda e uma projeção de equilíbrio entre oferta e demanda - que só é possível graças à manutenção do corte de produção anunciado pela Opep+ recentemente -, no longo prazo, o barril do petróleo Brent (o mesmo utilizado como referência pela Petrobras) deve chegar a US$ 60 contra os US$ 55 projetados anteriormente.

Compartilhe

BRIGA PELO TRONO GRELHADO

Acionistas da Zamp (BKBR3) recusam-se a ceder a coroa do Burger King ao Mubadala; veja quem rejeitou a nova oferta

21 de setembro de 2022 - 8:01

Detentores de 22,5% do capital da Zamp (BKBR3) já rechaçaram a nova investida do Mubadala, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana segue sendo o elefante na sala e Ibovespa cai abaixo dos 110 mil pontos; dólar vai a R$ 5,23

15 de setembro de 2022 - 19:12

O Ibovespa acompanhou o mau humor das bolsas internacionais e segue no aguardo dos próximos passos do Fed

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Cautela prevalece e bolsas internacionais acompanham bateria de dados dos EUA hoje; Ibovespa aguarda prévia do PIB

15 de setembro de 2022 - 7:42

As bolsas no exterior tentam emplacar alta, mas os ganhos são limitados pela cautela internacional

FECHAMENTO DO DIA

Wall Street se recupera, mas Ibovespa cai com varejo fraco; dólar vai a R$ 5,17

14 de setembro de 2022 - 18:34

O Ibovespa não conseguiu acompanhar a recuperação das bolsas americanas. Isso porque dados do varejo e um desempenho negativo do setor de mineração e siderurgia pesaram sobre o índice.

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Depois de dia ‘sangrento’, bolsas internacionais ampliam quedas e NY busca reverter prejuízo; Ibovespa acompanha dados do varejo

14 de setembro de 2022 - 7:44

Os futuros de Nova York são os únicos que tentam emplacar o tom positivo após registrarem quedas de até 5% no pregão de ontem

FECHAMENTO DO DIA

Inflação americana derruba Wall Street e Ibovespa cai mais de 2%; dólar vai a R$ 5,18 com pressão sobre o Fed

13 de setembro de 2022 - 19:01

Com o Nasdaq em queda de 5% e demais índices em Wall Street repercutindo negativamente dados de inflação, o Ibovespa não conseguiu sustentar o apetite por risco

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas internacionais sobem em dia de inflação dos EUA; Ibovespa deve acompanhar cenário internacional e eleições

13 de setembro de 2022 - 7:37

Com o CPI dos EUA como o grande driver do dia, a direção das bolsas após a divulgação dos dados deve se manter até o encerramento do pregão

DANÇA DAS CADEIRAS

CCR (CCRO3) já tem novos conselheiros e Roberto Setubal está entre eles — conheça a nova configuração da empresa

12 de setembro de 2022 - 19:45

Além do novo conselho de administração, a Andrade Gutierrez informou a conclusão da venda da fatia de 14,86% do capital da CCR para a Itaúsa e a Votorantim

FECHAMENTO DO DIA

Expectativa por inflação mais branda nos Estados Unidos leva Ibovespa aos 113.406 pontos; dólar cai a R$ 5,09

12 de setembro de 2022 - 18:04

O Ibovespa acompanhou a tendência internacional, mas depois de sustentar alta de mais de 1% ao longo de toda a sessão, o índice encerrou a sessão em alta

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar