Menu
2021-05-28T10:19:34-03:00
Renato Carvalho
Divórcio mais próximo

Itaúsa aprova acordo e dá mais um passo para separação entre Itaú e XP

Conselho de administração da holding deu aval para assinatura de documentos, e conclusão depende agora dos acionistas da XP e reguladores

28 de maio de 2021
10:19
Logo da XP investimentos
Imagem: Divulgação

Foi dado mais um passo para um dos divórcios mais esperados da história. Pelo menos da história do mercado financeiro. O conselho de administração da holding Itaúsa aprovou a assinatura do acordo de segregação da participação acionária do Itaú Unibanco na XP.

Agora, para que a operação seja concluída, ela precisa ser aprovada pelos acionistas da XP e da XP Part, empresa que vai “herdar” a participação do Itaú, e também de manifestação favorável do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos. A separação também precisa ser aprovada pelo Banco Central do Brasil.

O casamento entre Itaú e XP completou quatro anos neste mês de maio, quando o banco comprou uma participação de 49,9% na casa de investimentos, que ainda não tinha capital aberto, por R$ 6,3 bilhões.

Depois do IPO, o Itaú passou a deter 46,05% do capital da XP. Em dezembro do ano passado, o banco vendeu uma fatia de 5%, o que já quase resultou no valor investido em metade da empresa, com a arrecadação de aproximadamente R$ 5 bilhões.

Agora, a XP tem valor de mercado de US$ 21,65 bilhões, o que equivale, com o dólar cotado a R$ 5,25, a mais de R$ 113 bilhões. Hoje, os 40,52% que o Itaú ainda tem valem R$ 46 bilhões.

Estas ações serão incorporadas pela XP Part, e os atuais acionistas do Itaú Unibanco vão receber papéis desta empresa, proporcionalmente às suas participações no capital do banco. 

Logo depois, a XP Part será extinta, e seu capital será convertido em ações da XP. Assim, os controladores do Itaú Unibanco vão receber ações Classe A da XP, enquanto os demais acionistas vão receber Brazilian Depositary Receipts (BDRs) da empresa, negociadas na B3.

A data de corte para que os acionistas do Itaú Unibanco participem da operação ainda será definida.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do Seu Dinheiro

A rima das commodities, último capítulo da novela da MP da Eletrobras e outros destaques

A história não se repete, mas rima. Se Mark Twain fosse um analista do mercado financeiro, provavelmente seria um grande especialista em ciclos econômicos. Logo no começo da crise da covid-19, quem ousasse falar em investir em commodities ou ações de empresas produtoras de matérias-primas seria taxado de louco. As cotações de todas elas — […]

SINAIS DO BC

COMPARATIVO: Veja o que mudou na ata da reunião do Copom

Veja o que mudou e o que permanece igual na ata da última reunião do Copom — o BC elevou a Selic em 0,75 ponto percentual, para 4,25% ao ano

Outro escorregão

Bitcoin perde os US$ 30 mil, menor patamar desde janeiro; Confira como anda o mercado cripto

Isso motivou a queda das dez principais criptomoedas do mercado, em especial do Dogecoin, que cai quase 25%

Percepção positiva

Abegás defende contratar térmicas e diz que MP da Eletrobras é ‘alavanca’ para mercado de gás

A associação afirma que a MP irá contribuir para geração de renda, com distribuição de royalties e fundo de participação, impulsionando a economia e gerando empregos

Cabo de guerra

Cresce movimento contrário à divisão da Oi Móvel entre Vivo, TIM e Claro

Empresas concorrentes e associações reforçam tese de que o mercado e a infraestrutura de serviços de telecomunicações ficarão com alta concentração

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies