Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-28T10:19:34-03:00
Renato Carvalho
Divórcio mais próximo

Itaúsa aprova acordo e dá mais um passo para separação entre Itaú e XP

Conselho de administração da holding deu aval para assinatura de documentos, e conclusão depende agora dos acionistas da XP e reguladores

28 de maio de 2021
10:19
Logo da XP investimentos
Imagem: Divulgação

Foi dado mais um passo para um dos divórcios mais esperados da história. Pelo menos da história do mercado financeiro. O conselho de administração da holding Itaúsa aprovou a assinatura do acordo de segregação da participação acionária do Itaú Unibanco na XP.

Agora, para que a operação seja concluída, ela precisa ser aprovada pelos acionistas da XP e da XP Part, empresa que vai “herdar” a participação do Itaú, e também de manifestação favorável do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos. A separação também precisa ser aprovada pelo Banco Central do Brasil.

O casamento entre Itaú e XP completou quatro anos neste mês de maio, quando o banco comprou uma participação de 49,9% na casa de investimentos, que ainda não tinha capital aberto, por R$ 6,3 bilhões.

Depois do IPO, o Itaú passou a deter 46,05% do capital da XP. Em dezembro do ano passado, o banco vendeu uma fatia de 5%, o que já quase resultou no valor investido em metade da empresa, com a arrecadação de aproximadamente R$ 5 bilhões.

Agora, a XP tem valor de mercado de US$ 21,65 bilhões, o que equivale, com o dólar cotado a R$ 5,25, a mais de R$ 113 bilhões. Hoje, os 40,52% que o Itaú ainda tem valem R$ 46 bilhões.

Estas ações serão incorporadas pela XP Part, e os atuais acionistas do Itaú Unibanco vão receber papéis desta empresa, proporcionalmente às suas participações no capital do banco. 

Logo depois, a XP Part será extinta, e seu capital será convertido em ações da XP. Assim, os controladores do Itaú Unibanco vão receber ações Classe A da XP, enquanto os demais acionistas vão receber Brazilian Depositary Receipts (BDRs) da empresa, negociadas na B3.

A data de corte para que os acionistas do Itaú Unibanco participem da operação ainda será definida.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

AMPLIANDO A BASE

Em busca do pequeno investidor, BR Partners (BRBI11) fecha preço de oferta de ações; papéis sobem

Banco havia realizado IPO em junho do ano passado em operação que permitia a compra dos papéis nos primeiros 18 meses apenas por investidores que tivessem mais de R$ 1 milhão em aplicações, os chamados investidores qualificados

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 38 mil antes da decisão de política monetária do Fed, mas semana ainda é difícil para mercado de criptomoedas

Investidores aguardam maiores informações sobre a retirada de estímulos e alta nos juros por parte do Banco Central americano

EXILE ON WALL STREET

Para triunfar, antes é preciso atravessar: confira três dicas importantes para seguir antes de investir

Antes de tomar qualquer decisão no calor do momento, seja pelo excesso de otimismo ou por um receio em demasia, é necessário ter em mente três lições para investir bem e com prudência

FOME POR EXPANSÃO

BTG Pactual (BPAC11) compra 100% da carteira da Planner Investimentos e acirra disputa com XP por agentes autônomos

Com o negócio, a corretora Planner vai deixar de atuar na corretagem e assessoria de investimentos para pessoas físicas

SÓ NO TAPETINHO

Petz (PETZ3) fecha aquisição da Petix pela liderança no mercado de tapetinhos higiênicos e ações disparam

Em mais uma investida viabilizada por oferta subsequente realizada no fim do ano passado, Petz precifica a dona da marca SuperSecão em R$ 70 milhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies