Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-16T15:43:54-03:00
Estadão Conteúdo
Impasse

Guedes monta operação ‘apara arestas’ para manter Brandão à frente do Banco do Brasil

Por enquanto, o presidente do BB está no “limbo” na avaliação de funcionários do próprio banco, sem uma manifestação pública do presidente e de Guedes

16 de janeiro de 2021
15:43
André Brandão, presidente do Banco do Brasil
André Brandao, presidente do Banco do Brasil. - Imagem: Alan Santos/PR

Uma operação "apara arestas" foi montada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para garantir a permanência do presidente do Banco do Brasil, André Brandão, no cargo, mas investidores ainda cobram um posicionamento oficial do governo, depois que o presidente Jair Bolsonaro criticou o plano de reestruturação do banco. Os acionistas do banco querem saber se o plano, com fechamento de 112 agências e desligamento de 5 mil funcionários, será abortado.

Por enquanto, Brandão está no "limbo" na avaliação de funcionários do próprio banco, sem uma manifestação pública do presidente e de Guedes.

Ao Estadão, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que entendeu que o presidente do BB permanece na presidência do banco. Ele negou que tenha ocorrido interferência política na instituição. "Num momento em que se está brigando por questões de desemprego, o camarada anuncia que a Ford sai do Brasil e o Banco do Brasil fala a mesma coisa. O presidente dá um pulo na cadeira", afirmou.

Mas o vice-presidente alertou que, embora o banco tenha o governo como maior acionista, o governo precisa também lembrar que o BB não é como a Caixa Econômica Federal - "totalmente estatizada". "É uma instituição que tem ações em Bolsa, consequentemente, depende de seus acionistas externos para agir. Ela tem de agir de acordo com as leis do mercado", afirmou Mourão.

O vice-presidente lembrou, porém, que o BB está no imaginário da população e que as pessoas que moram em grandes cidades não entenderam que "lá em Giruá, no interior do Rio Grande do Sul, o prefeito, o juiz e o gerente do Banco do Brasil são autoridades".

Brandão não pretende abrir mão do plano de reestruturação, mas ajustes estão sendo esperados pelos funcionários do banco. Funcionários do BB, por meio de quatro entidades sindicais, enviaram ontem carta a deputados e senadores pedindo a revisão do plano.

"A insensibilidade diante deste momento, a falta de empatia e a ausência de um plano voltado para as reais necessidades do País chocam quando partem de uma empresa pública de 212 anos de serviços prestados à sociedade brasileira", diz a carta, que não faz nenhuma referência à crise política com o presidente Bolsonaro e presidente do BB.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Clube do livro

Das tulipas ao bitcoin: conheça a história das crises financeiras de uma forma irreverente

O maior trunfo de “Crash”, de Alexandre Versignassi, é nos guiar pela história da economia mundial e brasileira traçando paralelos entre o passado e o presente

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies