Menu
2021-01-11T17:50:08-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
reestruturação

BB anuncia revisão das operações, com fechamento de agências e demissões

Redimensionamento da estrutura organizacional deve resultar em uma economia de anual com despesas de R$ 2,7 bi até 2025

11 de janeiro de 2021
9:50 - atualizado às 17:50
Banco do Brasil
Imagem: Divulgação

O Banco do Brasil (BBAS3) divulgou ao mercado nesta segunda-feira (11) um plano de revisão e redimensionamento de sua estrutura organizacional, que envolverá fechamento de agências e a criação de planos de demissão incentivada aos funcionários.

A maior parte das medidas deve ser implementada ao longo do primeiro semestre deste ano. Entre elas estão:

  • a desativação de 361 unidades, sendo 112 agências, sete escritórios e 242 Postos de Atendimento (PA);
  • a conversão de 243 agências em PA e outros oito PA serão transformados em agências;
  • a transformação de 145 unidades de negócios em Lojas BB, que não possuem guichês de caixa, com maior vocação para assessoria e relacionamento;
  • a relocalização compartilhada de 85 unidades de negócios e;
  • a criação de 28 unidades de negócios, sendo 14 Agências Especializadas Agro e 14 Escritórios Leve Digital (unidades especializadas no atendimento a clientes com maturidade digital), com aproveitamento de espaços existentes, não envolvendo contratação ou locação de novos imóveis.

A expectativa é de que estas medidas resultem em uma economia líquida anual de R$ 2,7 bilhões até 2025 com despesas administrativas, sendo R$ 353 milhões apenas em 2021.

“A reorganização da rede de atendimento objetiva a sua adequação ao novo perfil e comportamento dos clientes e compreende, além das medidas de otimização de estrutura descritas acima, outros movimentos de revisão e redimensionamento nas diretorias, áreas de apoio e rede, privilegiando a especialização do atendimento e a ampliação da oferta de soluções digitais”, diz trecho do comunicado.

Demissões incentivadas

O BB anunciou ainda a aprovação de duas modalidades de desligamento incentivado aos funcionários:

  • o Programa de Adequação de Quadros (PAQ), que visa otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades e
  • o Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos, não informados no comunicado.

A estimativa é que cerca de 5 mil funcionários venham a aderir aos dois programas.

O banco informou que o número final de adesões e o impacto financeiro serão anunciados após o encerramento dos períodos de adesão, em 5 de fevereiro.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

pandemia

Covid-19: Brasil passa das 210 mil mortes causadas pela pandemia

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde registraram 452 óbitos pela covid-19

seu dinheiro na sua noite

Antes tarde do que mais tarde

Com o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus aprovado no Brasil, ainda que com muito atraso em relação a outros países (incluindo emergentes), o brasileiro pode enfim vislumbrar a possibilidade de um retorno à vida normal. Está certo que ainda vai demorar, e provavelmente veremos o resto do mundo voltar à normalidade, enquanto […]

Fechamento

Vacina empolga, mas incertezas ainda são muitas e limitam os ganhos do Ibovespa; dólar fica estável

Embora o início da vacinação tenha criado um princípio de euforia, as incertezas ainda são muitas e nublam o cenário

atenção, acionista

Itaúsa anuncia o pagamento de juros sobre capital próprio adicionais

Base do pagamento é a posição acionária final do dia 22 de janeiro; provento tem retenção de 15% de imposto de renda na fonte, resultando em juros líquidos de R$ 0,01768 por ação

insatisfações com a estatal

Petrobras sai em defesa de sua política de preços

Estatal listou uma série de respostas para justificar eventuais aumentos concedidos ou que possam vir a ser feitos este ano, diante de preços de petróleo em franca recuperação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies