Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-05T07:22:58-03:00
Ricardo Gozzi
APAGÃO QUE DÓI NO BOLSO

O dia em que Mark Zuckerberg perdeu US$ 6 bilhões e caiu no ranking dos bilionários

Com custo de quase US$ 164 mil por minuto em termos de receita, apagão também fez Facebook perder mais de US$ 40 bilhões em valor de mercado

5 de outubro de 2021
6:43 - atualizado às 7:22
3131.43108-Mark-Zuckerberg-Triste (2)

O apagão que deixou as redes sociais mantidas pela Facebook fora do ar por cerca de 7 horas na segunda-feira custou muito mais do que as dificuldades de comunicação entre os usuários ou a impossibilidade de publicação de fotos e stories.

Com base nos números de receita da Facebook em 2020 - US$ 85,97 bilhões -, cada minuto fora do ar custou à empresa a bagatela de US$ 163.565, segundo levantamento do MarketWatch.

Como o Facebook, o Instagram e o WhatsApp passaram quase 7 horas desconectados, estima-se que apenas em receitas a empresa perdeu cerca de US$ 60 milhões.

Troco de pinga

A perda de receita, porém, parece troco de pinga quando comparada com a queda no valor de mercado da empresa.

As ações da Facebook fecharam em queda de 4,9% na Nasdaq na segunda-feira, o que consiste em uma perda de US$ 47,3 bilhões em valor de mercado.

Zuckerberg perde uma posição no ranking dos bilionários

Detentor de 14% das ações da empresa, o fundador e CEO da empresa, Mark Zuckerberg, viu sua fortuna diminuir em US$ 6 bilhões apenas ontem.

Com isso, Zuckerberg cai da quinta para a sexta posição no ranking das pessoas mais ricas do planeta segundo a Forbes, perdendo o posto para Larry Ellison, fundador da Oracle.

Fora do clube do trilhão

Não bastasse isso, a Facebook perdeu seu posto no clube das empresas trilionárias, composto por Amazon, Apple, Google e Microsoft.

O valor de mercado da Facebook já encontrava-se abaixo de US$ 1 trilhão desde 22 de setembro, mas as perdas de ontem deixam agora a empresa cerca de US$ 80 bilhões abaixo do valor de referência.

Ainda não há estimativas disponíveis sobre as perdas das empresas que usam as redes sociais da companhia de Zuckerberg para fazer negócios.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ora, pois

Bradesco deve abrir base em Portugal para ‘seguir’ milionários brasileiros

Movimento de migração de famílias clientes do segmento private do banco após a pandemia levou à retomada dos estudos para entrar no mercado lusitano

De volta aos dois dígitos

Mercado já vê juros de até 11% em 2022

Drible no teto de gastos gerou movimento generalizado nas instituições financeiras para revisar para cima suas projeções para a taxa de juros

Óleo e gás

3R Petroleum (RRRP3) certifica reservas provadas de 185,1 milhões de barris

Companhia divulgou resultado da certificação de reservas do Campo de Papa-Terra, na Bacia de Campos, cuja participação foi adquirida da Petrobras

Valor intangível

As 10 marcas mais valiosas do mundo em 2021 – a líder vale US$ 408,2 bilhões

Apple lidera ranking da Interbrand, seguida de outras big techs; com alta de 184%, Tesla foi a marca com maior salto no seu valor no último ano

Contrata-se

Fintechs fazem mercado de vagas crescer 466%, com foco em tecnologia

Startups de tecnologia para o mercado financeiro procuram talentos sobretudo na área de TI, e alguns processos seletivos são exclusivos para mulheres

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies