Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-26T18:54:02-03:00
Ricardo Gozzi
DE 'NEUTRO' PARA 'COMPRA'

XP recomenda compra de ação do setor elétrico e chama empresa de ‘gigante que nunca dorme’

Analistas acreditam que o papel ainda não incorporou as mais recentes aquisições da empresa; potencial de valorização é de quase 25% em relação ao fechamento de ontem

26 de outubro de 2021
11:36 - atualizado às 18:54
torres de energia elétrica
Imagem: Shutterstock

As ações ON da Equatorial Energia (EQTL3) valorizaram-se mais de 15% nos últimos 12 meses, tendo encerrado a sessão de ontem a R$ 24,01.

Na avaliação dos analistas da XP Investimentos, porém, falta incorporar ao preço as mais recentes aquisições da companhia.

Com isso, os analistas Victor Burke e Maíra Maldonado enxergam um potencial de valorização de quase 25% de EQTL3 em relação ao fechamento de ontem, motivo pelo qual a recomendação foi alterada de “neutra” para “compra” e o preço-alvo passou de R$ 24 para R$ 30.

Na análise, a XP Investimentos destaca a experiência da Equatorial em “melhorar a eficiência de concessões” e também sua “capacidade de identificar ativos com potencial de valorização significativo” para informar que não vê nenhum indício de que a empresa colocará o pé no freio no que se refere a aquisições.

“Embora oportunidades em distribuidoras de energia possam parecer escassas, a recente entrada da companhia no setor de saneamento demonstrou que outros alvos de infraestrutura também estão no jogo”, afirmam os analistas.

A XP refere-se especificamente às aquisições das distribuidoras CEEE e a CEA, cujas taxas de retorno real são estimadas em 12% cada, e à entrada da Equatorial no setor de saneamento básico, com uma concessão no Amapá na qual a empresa associou-se à Sam Ambiental Engenharia e contornou as preocupações relacionadas a sua estratégia de investimento.

Proteção 'natural' contra a inflação

Além disso, em um momento no qual os índices de preços ao consumidor giram acima de 10% no acumulado em 12 meses, a XP considera o negócio da Equatorial “naturalmente protegido contra a inflação”.

Isso acontece porque, no setor de distribuição de energia elétrica, uma parte da tarifa, que engloba custos operacionais, taxa de depreciação e remuneração de investimento, é reajustada anualmente com base nos índices inflacionários.

Já os demais componentes da tarifa não têm impacto sobre a rentabilidade da empresa, qualificada pelos analistas como um “gigante que nunca dorme”.

Por último, mas não menos importante, a análise da XP leva em conta o histórico da Equatorial em gerar valor para seus acionistas para recomendar a compra de EQTL3 e sugere que uma nova diversificação pode vir à tona "a qualquer momento", uma vez que a empresa já manifestou no passado a intenção de investir no segmento de geração de gás.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies