⚽️ Brasil enfrenta a Coreia do Sul na próxima fase; confira os dias dos próximos jogos

Cotações por TradingView
2021-09-01T20:17:36-03:00
Renato Carvalho
Nova empresa

Entenda como ficará a estrutura da nova Iguatemi (IGTA3) após reorganização proposta pela Jereissati (JPSA3)

Prêmio oferecido aos atuais acionistas da administradora de shoppings é maior que a proposta anterior, de junho; assembleia ocorre em 30 dias

1 de setembro de 2021
12:18 - atualizado às 20:17
Shopping JK Iguatemi, pertencente ao Iguatemi (IGTI11) follow-on
Fachada do shopping JK Iguatemi, em São Paulo - Imagem: Divulgação

O nome será praticamente o mesmo, mas a estrutura para os acionistas mudará bastante. Essa é a proposta feita pela Jereissati Participações (JPSA3), controladora da Iguatemi (IGTA3), para unificar a base acionária da holding e da empresa administradora de shopping centers.

Esta é a segunda proposta de reestruturação feita pelas empresas. A diferença está no prêmio oferecido na troca de ações. Em junho, a Jereissati propôs pagar 10% a mais em relação à média do preço de IGTA3 dos últimos 30 dias. Agora, essa proporção passou para 16,4%.

Detalhes da operação

Pela proposta apresentada na noite de ontem, 31, a Jereissati e a Iguatemi Empresa de Shopping Centers vão se tornar, juntas, a Iguatemi S.A.

Para isso, quem tiver uma ação IGTA3 vai receber 0,15964 papel ON e 0,31929 PN da Jereissati, que formarão Units compostas por uma ação ordinária e duas preferenciais da nova empresa.

A Iguatemi S.A. será listada no Nível 1 de Governança Corporativa da B3, mas segundo as empresas, seguirá todos os parâmetros do Novo Mercado, com exceção do veto à negociação de ações PN.

As duas companhias afirmam que o resultado da unificação terá inclusive uma proporção de ações em livre circulação no mercado (free float) de 45%, acima dos 25% exigidos pelas regras do Novo Mercado da B3.

Mas por que fazer essa reorganização?

Segundo a justificativa das empresas, a unificação das bases acionárias pode aumentar a capacidade de investimento e crescimento da Iguatemi, sem elevar o endividamento. 

Assim, a nova companhia terá mais caixa para novos projetos ou até mesmo aquisição de ativos estratégicos. Além disso, a operação deve provocar uma redução nas despesas gerais, já que termina com a necessidade de manter duas estruturas separadas para atender os acionistas, por exemplo.

As assembleias de acionistas das duas companhias para deliberar sobre a unificação foi marcada para o dia 1º de outubro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

MELHOR OU PIOR

O passarinho de Musk vai voar? Twitter vai usar automação para filtrar conteúdo danoso, diz agência

3 de dezembro de 2022 - 16:51

Segundo a agência Reuters, a plataforma está restringindo de forma mais agressiva hashtags e resultados de pesquisa propensos a abuso em áreas que incluem exploração infantil, independente de potenciais usos “benignos” dos termos

A FONTE VAI SECAR?

A revanche de Putin: Rússia diz que vai deixar países sem petróleo se teto de preços for mantido

3 de dezembro de 2022 - 15:36

Os europeus fixaram na sexta-feira (02) o limite para o barril russo em US$ 60 e indicaram que esse valor será revisado regularmente, mantendo-se pelo menos 5% abaixo do preço médio de mercado

ALIANÇA DE BILHÕES

Bolsonaro, Lula e Biden? Saiba o que um dos homens de confiança do presidente dos EUA vem fazer no Brasil

3 de dezembro de 2022 - 14:24

O conselheiro de Segurança Nacional, Jake Sullivan, irá até Brasília na segunda-feira (05) e deve se reunir com a equipe de transição do novo governo e com membros da administração atual

Market Makers

Legacy adota posição vendida em bolsa em meio a “situação ruim para ativos de risco”

3 de dezembro de 2022 - 12:34

O gestor Felipe Guerra, sócio fundador da Legacy Capital, participou do episódio #23 do podcast Market Makers

DE OLHO NAS FÉRIAS

Vai viajar? Dólar desvaloriza 6,5% frente ao real no ano — saiba o que mexe com o mercado de câmbio

3 de dezembro de 2022 - 11:32

Após uma sequência de quatro pregões de queda firme, período em que acumulou queda de 3,94%, a moeda norte-americana subiu na sexta-feira (02)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies