Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-09-01T20:17:36-03:00
Renato Carvalho
Nova empresa

Entenda como ficará a estrutura da nova Iguatemi (IGTA3) após reorganização proposta pela Jereissati (JPSA3)

Prêmio oferecido aos atuais acionistas da administradora de shoppings é maior que a proposta anterior, de junho; assembleia ocorre em 30 dias

1 de setembro de 2021
12:18 - atualizado às 20:17
Shopping JK Iguatemi, pertencente ao Iguatemi (IGTA3)
Fachada do shopping JK Iguatemi, em São Paulo - Imagem: Divulgação

O nome será praticamente o mesmo, mas a estrutura para os acionistas mudará bastante. Essa é a proposta feita pela Jereissati Participações (JPSA3), controladora da Iguatemi (IGTA3), para unificar a base acionária da holding e da empresa administradora de shopping centers.

Esta é a segunda proposta de reestruturação feita pelas empresas. A diferença está no prêmio oferecido na troca de ações. Em junho, a Jereissati propôs pagar 10% a mais em relação à média do preço de IGTA3 dos últimos 30 dias. Agora, essa proporção passou para 16,4%.

Detalhes da operação

Pela proposta apresentada na noite de ontem, 31, a Jereissati e a Iguatemi Empresa de Shopping Centers vão se tornar, juntas, a Iguatemi S.A.

Para isso, quem tiver uma ação IGTA3 vai receber 0,15964 papel ON e 0,31929 PN da Jereissati, que formarão Units compostas por uma ação ordinária e duas preferenciais da nova empresa.

A Iguatemi S.A. será listada no Nível 1 de Governança Corporativa da B3, mas segundo as empresas, seguirá todos os parâmetros do Novo Mercado, com exceção do veto à negociação de ações PN.

As duas companhias afirmam que o resultado da unificação terá inclusive uma proporção de ações em livre circulação no mercado (free float) de 45%, acima dos 25% exigidos pelas regras do Novo Mercado da B3.

Mas por que fazer essa reorganização?

Segundo a justificativa das empresas, a unificação das bases acionárias pode aumentar a capacidade de investimento e crescimento da Iguatemi, sem elevar o endividamento. 

Assim, a nova companhia terá mais caixa para novos projetos ou até mesmo aquisição de ativos estratégicos. Além disso, a operação deve provocar uma redução nas despesas gerais, já que termina com a necessidade de manter duas estruturas separadas para atender os acionistas, por exemplo.

As assembleias de acionistas das duas companhias para deliberar sobre a unificação foi marcada para o dia 1º de outubro.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em busca de inovação

Hospital Mater Dei compra fatia da A3Data, de inteligência artificial, por R$ 40 milhões

A3Data foi fundada em 2014 e desenvolve projetos de grande impacto nas organizações, líderes em seus segmentos, voltado para o aumento de receita, redução de custos e melhora na experiência dos clientes

seu dinheiro na sua noite

Semana termina da mesma forma que começou: com os olhares do mundo voltados para a China

Ainda que as perdas registradas nesta sexta-feira (24) tenham sido mais modestas do que as da última segunda-feira (20), a semana termina da mesma forma que começou — com os olhares do mundo voltados para a China. Os analistas e especialistas diminuíram as apostas de que uma eventual falência da incorporadora chinesa Evergrande possa se […]

Entrevista com o CEO

Gasolina cara? Não dá para fazer milagre com preço dos combustíveis, diz presidente da Ipiranga

Para Marcelo Araujo, questões conjunturais como o câmbio e a alta das commodities afetam a subida dos preços neste momento

fique de olho

Dividendos: TIM paga R$ 137,5 milhões em juros sobre capital próprio

pagamento ocorre no dia 27 de outubro, sendo a data de 29 de setembro de 2021 como aquela que servirá para identificar os acionistas com direito a receber os valores

BLINK!

Via Varejo (VIIA3) é uma oportunidade de compra? Evergrande foi apenas um susto? Entenda esses e outros assuntos no BLINK!

Você já sabe que toda sexta-feira tem dois compromissos marcados: o happy hour e o encontro com Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus. Como sempre, ele responde perguntas feitas pelos seus seguidores de forma descontraída. Confira, afinal: sextou

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies