Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-06-30T10:35:13-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Levantando as paredes

CSN Cimentos faz compra bilionária no Nordeste e reforça as estruturas antes do IPO

Com a aquisição do grupo Elizabeth, a CSN Cimentos eleva sua capacidade de produção em 28% antes do IPO e aumenta sua exposição ao Nordeste

30 de junho de 2021
10:35
CSN Cimentos IPO
Imagem: Divulgação

Atualmente, há 38 companhias na fila da CVM para tentar um IPO. Os perfis são os mais variados: da Hortifruti Natural da Terra ao TradersClub; da Multilaser à SmartFit. Uma das aberturas de capital mais aguardadas dessa lista é a da CSN Cimentos — e a companhia anunciou há pouco uma aquisição que aumenta de forma relevante sua participação de mercado.

Numa transação de R$ 1,08 bilhão, a subsidiária da CSN fechou a compra da Elizabeth Cimentos e da Elizabeth Mineração — o grupo atua no Nordeste e é especialmente forte na Paraíba e em Pernambuco. A cifra engloba pagamento em caixa, aporte de capital e dívidas.

Com a compra, a capacidade produtiva da CSN Cimentos vai aumentar em 28%, chegando a 6 milhões de toneladas por ano. E, mais que isso: a companhia mandou um recado para o resto do setor.

"Este movimento se insere na estratégia de expansão da CSN Cimentos em meio à recuperação do consumo de cimento no Brasil, demonstrando a capacidade da empresa de assumir papel de destaque na consolidação do setor", diz a empresa, em comunicado à CVM.

Ou seja: com planos para um IPO nu futuro próximo, a CSN Cimentos diz que quer ser o maior player do segmento — uma sinalização nítida para os investidores que estejam com o pé atrás em relação à abertura de capital.

CSN Cimentos e a estratégia do IPO

O prospecto do IPO da CSN Cimentos ainda está numa fase preliminar; sendo assim, não há detalhes quanto ao cronograma, faixa de preço e potencial valor de mercado da companhia. Mas é possível entender alguns pontos estratégicos.

Em primeiro lugar: estamos falando de uma oferta primária de ações. Assim, 100% dos recursos irão para o caixa da companhia — a CSN não ficará com nada.

É uma estrutura diferente do IPO da CSN Mineração, que foi primária e secundária: dos R$ 5,2 bilhões levantados, apenas R$ 1,37 bilhão ficou com a empresa; o restante foi para a controladora e os sócios que venderam ações.

Ou seja: a CSN não fará o IPO da divisão de cimentos para fortalecer seu próprio caixa; a ideia é separar a subsidiária, de modo a destravar valor para ambas e facilitar o acesso ao crédito individual para as partes, além de aumentar o poder de fogo da CSN Cimentos.

"A companhia possui 5 projetos de expansão, que totalizam uma capacidade adicional de 11,2 milhões de toneladas de cimento e representam um investimento de aproximadamente R$ 6,2 bilhões", diz a empresa, no prospecto preliminar do IPO — tais planos dizem respeito apenas à expansão orgânica, sem considerar aquisições como a do grupo Elizabeth.

E, falando na compra anunciada hoje: há um potencial relevante de ganhos de sinergia, uma vez que, no momento, a CSN Cimentos tem suas operações concentradas na região Sudeste. Assim, o grupo Elizabeth é complementar em termos geográficos e também ajuda a empresa a estabelecer bases logísticas na região.

A cimenteira da CSN tem direito de exploração de jazidas de calcário em Sergipe, Pará e Ceará — assim, a integração da Elizabeth Cimentos será útil também para o momento em que tais ativos entrarem em operação.

CSN Cimentos em números

Em termos financeiros e operacionais, a CSN Cimentos conseguiu manter um bom desempenho mesmo em meio à pandemia, dando continuidade ao processo de crescimento visto nos anos anteriores à Covid-19.

De 2013 a 2020, a companhia registrou um crescimento anual médio de 10% no volume de cimento vendido; no Sudeste, a participação de mercado chegou a 14% no ano passado — em 2019, era de 8%.

Dados do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC) mostram que a região Sudeste é a que tem a maior demanda pelo produto: em 2020, foram consumidos 24,8 milhões de toneladas nos quatro estados da área, o que equivale a 44% de todo o consumo do país.

O Nordeste aparece no segundo lugar, com demanda de 11,7 milhões de toneladas, ou 20,9% do total — um dado que mostra a importância estratégica da região e que justifica os esforços da CSN Cimentos para aumentar sua participação nesse mercado.

A companhia pretende utilizar os recursos líquidos que estima receber com a oferta integralmente para fazer frente à parte dos recursos necessários à execução de seus projetos de expansão

CSN Cimentos, no prospecto preliminar do IPO
CSN Cimentos dados

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Garantindo a oferta

Crescem ofertas de ações com reserva antecipada

As ancoragens normalmente conseguem atrair mais investidores, numa espécie de chancela prévia, com potencial impacto positivo no preço da ação.

alto escalão

Fleury: CFO Fernando Leão renuncia ao cargo e será substituído por José Filippo

O Fleury informou que os dois executivos trabalharão juntos em um processo de transição estruturado que se terminará em dia 31 de agosto.

brumadinho

Sindicato recorre e indenização da Vale pode chegar a R$ 3 mi a cada morto em MG

Em nota, a Vale reiterou que está comprometida em indenizar as famílias das vítimas da tragédia de Brumadinho de “forma rápida e responsável”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies