Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-29T19:04:54-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Sem mudança na estrada

Nova Dutra, velho conhecido: CCR (CCRO3) vence o leilão e mantém a rodovia por mais 30 anos; ações dispararam na B3

A CCR (CCRO3) ofereceu o maior desconto na tarifa de pedágio pela Dutra e, com isso, manteve a concessão da rodovia por mais 30 anos

29 de outubro de 2021
15:22 - atualizado às 19:04
Logotipo da Nova Dutra da CCR
A rodovia foi uma das primeiras a passar para a concessão da iniciativa privada durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, em 1996. Era uma época em que o risco de se investir em concessões de infraestrutura era elevadíssimo. - Imagem: ANTT

O maior leilão de rodovias da história do país terminou sem novidades: a CCR (CCRO3) não deu chance para o azar e venceu o leilão da Nova Dutra, mantendo a concessão em seu portfólio por mais 30 anos. A empresa ofereceu um desconto de 15,31% sobre a tarifa básica de pedágio — a taxa máxima prevista no edital — e, com isso, superou a proposta de 10,60% feita pela EcoRodovias (ECOR3), a outra empresa que estava na disputa.

Como resultado, as ações da CCR passaram a subir fortemente na B3: logo após o anúncio do resultado, CCRO3 chegou a tocar os R$ 11,95, em alta de quase 4%. No fechamento, porém, os papéis já tinham virado o sinal, terminando o pregão em queda de 0,52%, a R$ 11,44.

Em linhas gerais, o mercado já esperava pela vitória da CCR no certame de hoje: por ser a atual concessionária da Dutra, a empresa teria melhores condições de avaliar os potenciais ganhos de eficiência nos investimentos a serem realizados nos próximos anos — e, consequentemente, poderia fazer uma proposta mais agressiva. A tese, assim, se confirmou.

Além da taxa de desconto no pedágio, as empresas também precisavam incluir, em sua proposta, uma outorga a ser paga ao governo federal — e, no caso da CCR, a cifra foi de R$ 1,77 bilhão. A outorga oferecida pela EcoRodovias não foi revelada.

A Nova Dutra

A nova concessão da Dutra envolve investimentos da ordem de R$ 15 bilhões, com outros R$ 11 bilhões em custos operacionais — são as maiores cifras para uma licitação rodoviária desde o início do programa de concessões de ativos de infraestrutura do governo federal.

Há, no entanto, uma novidade importante para a CCR: o trecho que será concedido à iniciativa privada engloba 625 quilômetros de pistas. Além da conexão entre São Paulo e Rio de Janeiro pela Dutra — a estrada que já é administrada pela empresa —, o pacote também inclui uma parte da rodovia Rio-Santos, ligando a capital fluminense à cidade de Ubatuba, no litoral norte paulista.

Mapa mostrando a nova concessão da Dutra, que inclui a ligação entre São Paulo e Rio de Janeiro e um trecho da Rio-Santos, entre Ubatuba e Rio. A Dutra é atualmente administrada pela CCR (CCRO3)
A linha amarela representa a Dutra; em azul o trecho da Rio-Santos que também será concedido no pacote; em roxo, a Serra das Araras, que exige um grande volume de investimentos

Entre as principais obras a serem realizadas, destaque para a duplicação da Serra das Araras, no Rio de Janeiro — uma obra bastante complexa e que foi discutida por anos entre a CCR e o governo federal, sem que um consenso fosse atingido entre as partes. A duplicação da Rio-Santos também está no escopo da concessão.

CCR (CCRO3) e o peso da Dutra

Para a CCR, a Dutra representa um dos ativos mais importantes em sua carteira de concessões. Em 2020, mais de 120 milhões de veículos passaram por seus 402 quilômetros de extensão — há seis praças de pedágio ao longo da rodovia. No ano passado, a concessão rendeu à empresa uma receita bruta de R$ 1,32 bilhão.

Os números da CCR NovaDutra são bastante relevantes na geração de receita da empresa como um todo. Quando olhamos apenas para a carteira de rodovias, a concessão representa cerca de 20% do total; considerando também os ativos aeroportuários e de mobilidade urbana, o peso é de 13% a 15%.

Gráficos de linha e barras mostrando a evolução da receita da CCR (CCRO3) com rodovias e da concessão da NovaDutra
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies