Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-01-05T19:06:05-03:00
Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
pegou mal

Barata, mas arriscada: Credit Suisse recomenda venda de units da Sanepar

Decisão repercute reajuste tarifário abaixo do esperado anunciado pela agência reguladora do Paraná, que foi mal recebida pelo mercado

5 de janeiro de 2021
10:03 - atualizado às 19:06
sanepar
Imagem: Sanepar/Divulgação

A decisão da autoridade regulatória do Paraná de aprovar um reajuste menor que o esperado das tarifas da Sanepar (SAPR11) continua repercutindo mal no mercado.

Citando aumento dos riscos de interferência estatal, o Credit Suisse anunciou nesta terça-feira (5) que rebaixou a recomendação para as units da empresa de saneamento de neutro para venda, reduzindo o preço-alvo de R$ 29,30 para R$ 27,10.

Na semana passada, a Sanepar divulgou que a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) redefiniu seu reajuste anual da tarifa de água e esgoto, que estava suspenso desde setembro, em 5,11%. O aumento passará a valer a partir de 5 de fevereiro.

O problema é que ele ficou abaixo do que a própria Agepar tinha definido em agosto, uma alta de 9,62%. Este reajuste estava previsto para começar em outubro, mas o governo do Paraná suspendeu sua aplicação em setembro.

Barata, mas arriscada

Para reduzir o reajuste da tarifa, a Agepar excluiu provisoriamente a parcela do diferimento referente à revisão tarifária periódica de 2017, que era de 3,4439%. Essa porcentagem corresponde à quarta parcela da recomposição do congelamento tarifário ocorrido entre 2005 e 2010.

A autarquia também substituiu o Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M) pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para realizar os reajustes.

Os analistas Carolina Carneiro, Rafael Nagano e João Rodrigues avaliam que a decisão da Agepar ofusca o fato de as units da Sanepar estarem descontadas, o potencial de investimentos criado pelo novo marco de saneamento e a possibilidade de novas revisões para cima das tarifas.

“A decisão de interferir em uma metodologia válida para tarifas ao não aplicar a fórmula tarifária com o deferimento, como acertado em 2017, e as grandes baixas contábeis para a base de ativos regulatórios é um risco elevado que não deveria ser ignorado pelo mercado, em nossa opinião”, diz trecho do relatório do Credit Suisse.

Repercussão

No dia seguinte ao anúncio da decisão, 30 de dezembro, as units da Sanepar fecharam com queda de 6,41%. Na segunda-feira (4), primeiro pregão de 2021, os papéis continuaram sentindo as consequências – caíram 3,42%, a R$ 25,11. Hoje, as units caíram mais 3,35%, a R$ 34,27.

Além do Credit Suisse, o Bradesco BBI foi outro banco que rebaixou sua recomendação para a Sanepar, de compra para neutro. "Em nossa visão, o regulador parece preocupado em evitar uma tarifa ‘alta’, o que nunca é um bom sinal ou política para investidores", diz trecho do relatório assinado pelos analistas Francisco Navarrete, Bruno Reis e Jonny Oda.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Alívio no Orçamento

Com receita acima do esperado, Economia reduz estimativa de rombo nas contas públicas em 2022

Considerando todo o setor público, o que inclui Estados e Municípios, as novas projeções da pasta preveem até mesmo um saldo positivo

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin (BTC) corre atrás do prejuízo e avança mais de 4% hoje; ethereum (ETH) recupera perdas da semana

As criptomoedas correm atrás do prejuízo e tentam recuperar parte da queda brusca registradas no último sábado

CRIPTO INSTITUCIONAL

Real digital vem aí! Banco Central prepara versão virtual da moeda brasileira para 2022

A instituição lançou um laboratório para estudar as possibilidades de uso e de execução de projetos com a versão virtual da moeda brasileira

Clube do Livro

Para ter sucesso nos investimentos, é preciso fugir das armadilhas da mente – É o que mostra o livro “A arte de pensar claramente”, de Rolf Dobelli

Compreender como o nosso cérebro funciona no processo de tomada de decisões é essencial para ter mais assertividade na vida financeira e nos investimentos.

Trilhas de Carreira

O que os cursos sobre liderança profissional não contam para você

Já vi e participei de muitas capacitações, mas poucas me transformaram genuinamente. Isso me faz refletir bastante sobre a essência dos líderes, e observo que há um padrão bem recorrente

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies